Universidade paulista – unip


ENTREVISTADOR QUESTIONA:Você segue um programa da instituição?



Baixar 300 Kb.
Página29/42
Encontro04.03.2018
Tamanho300 Kb.
#228
1   ...   25   26   27   28   29   30   31   32   ...   42
ENTREVISTADOR QUESTIONA:Você segue um programa da instituição?

R: Acho que não é exatamente um programa que eu colocaria, nós temos ai um cronograma né, os conteúdos da disciplina e tem ai a concepção de ensino que a escola acredita e defende é dentro dela que nós trabalhamos, independente de ser esse ou aquele aluno, mesmo o próprio André, ele tem as dificuldades dele na questão da alfabetização, mas ele acompanha as aulas com os demais alunos e aquilo que ele pode ele auxilia, conversando, que na parte oral ele compreende muito bem e faz colocações bem pertinentes, então é bem proveitoso.


11) R: Olha eu acredito que ótima, porque eu tive contato com a Verônica pela primeira vez é... eu dava aula no jardim II, eu fiquei cinco meses dando aula ai eu fui para a 4ª série e 5º ano, foi um pouquinho depois que ela entrou aqui e desde então todo o tipo de situação que se faz necessária até eu que não era professora dela, fui ouvida né? Tanto para a hora do lanche e a forma dela limpar, dela se relacionar com as crianças para comer, então eu acredito que não tem nenhum empecilho ai, independente dela ser minha aluna ou de outro professor porque a gente acaba falando será que isso não é assim...

O beneficio é muito mais nosso do que o dela né, porque nós temos que trabalhar com ela como os outros alunos, se nós não propusermos um bom trabalho para ela o nosso também vai ficar difícil, então o meu bem estar como professora, o dela como diretora, o da moça auxiliar do lanche para todo mundo acaba tendo ganho, não só para ela.


12)

R: Acompanhamento nosso? Em que sentido?

O conhecimento do histórico dele, a mãe conversou bastante com a M.(diretora), a L.(coordenadora) antes do inicio das aulas nós conversamos bastante sobre o histórico dele, que situações poderiam ocorrer, não só situações de dificuldades, mas situações emocionais, poruqe ele veio de uma escola diferente, ele passou para o período integral, então seria uma série de adaptações o que nós poderíamos fazer para que essa adaptação fosse breve, saudável né? Então a gente procura assim um profissional apoiando o outro, percebendo algumas coisas, para que a gente traga o aluno para uma realidade escolar gostosa, né? Saudável é isso.

ENTREVISTADA 3



Baixar 300 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   25   26   27   28   29   30   31   32   ...   42




©psicod.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
conselho nacional
concurso público
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
minas gerais
seletivo simplificado
Conselho nacional
oficial prefeitura
terapia intensiva
Curriculum vitae
Boletim oficial
direitos humanos
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
educaçÃo física
saúde conselho
Centro universitário
Conselho regional
Poder judiciário
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
Dispõe sobre
ensino aprendizagem
recursos humanos
outras providências
Conselho municipal
secretaria municipal
catarina prefeitura
público federal
educaçÃo universidade
psicologia programa
Serviço público
Componente curricular
Corte interamericana