Universidade paulista – unip


I - currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específicos, para atender às suas necessidades; II



Baixar 300 Kb.
Página10/42
Encontro04.03.2018
Tamanho300 Kb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   42
I - currículos, métodos, técnicas, recursos educativos e organização específicos, para atender às suas necessidades;

II - terminalidade específica para aqueles que não puderem atingir o nível exigido para a conclusão do ensino fundamental, em virtude de suas deficiências, e aceleração para concluir em menor tempo o programa escolar para os superdotados;

III - professores com especialização adequada em nível médio ou superior, para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educandos nas classes comuns;

V - educação inclusiva para o trabalho, visando a sua efetiva integração na vida em sociedade, inclusive condições adequadas para os que não revelarem capacidade de inserção no trabalho competitivo, mediante articulação com os órgãos oficiais afins, bem como para aqueles que apresentam uma habilidade superior nas áreas artística, intelectual ou psicomotora;

V - acesso igualitário aos benefícios dos programas sociais suplementares disponíveis para o respectivo nível do ensino regular

Há que observar que no art. 59, III da LDB, é assegurado ao educando com necessidades especiais, que ele seja acompanhado por um professor capacitado para a integração nas classes regulares. Então, há um questionamento: Nossos professores estão preparados para receber tais alunos?

No cotidiano das escolas, verifica-se uma discrepância entre o que diz a lei e o que é efetivamente realizado na prática. A grande barreira se constitui no despreparo dos professores do ensino regular.”

(MALDONADO 2003 p. 92).

A formação de educadores para a escola inclusiva merece melhor atenção e deve ser repensada conjuntamente com os profissionais de uma equipe especializada para definirem estratégias com a finalidade de dar subsídios para essa escola incluir de maneira mais ampla esse aluno especial.

A questão da inclusão é discutida mundialmente e muitos movimentos têm buscado uma política de integração e educação inclusiva. De acordo com dados da UNESCO, (1994) A Conferência Mundial de Educação Especial realizada em Salamanca contou com a participação de 92 países e 25 organizações internacionais e resultou na Declaração de Salamanca onde são apontados importantes pontos de reflexão sobre a educação inclusiva.

Ainda segundo a UNESCO (1994) a Declaração de Salamanca foi ação conjunta entre a educação regular e a educação especial, reconhecendo as diferenças e destacando que essas devem ser respeitadas, essa iniciativa foi um marco importante e um forte e valioso aliado na luta contra o preconceito. O movimento da inclusão escolar do deficiente tem um forte apelo social, porém seria necessário ter consciência das diferentes deficiências e, o porquê e o para quê incluir.

Do ponto de vista legal, político, educacional e filosófico, o direito à educação inclusiva está assegurado por lei como já vimos. Para Glat e Nogueira (2003) a inclusão de indivíduos com necessidades especiais na rede regular de ensino não consiste apenas na permanência junto aos demais alunos, nem na negação dos serviços especializados àqueles que necessitam, ao contrário implica numa reorganização do sistema educacional, o que acarreta a revisão de antigas concepções e paradigmas educacionais na busca de possibilitar o desenvolvimento desses alunos respeitando suas diferenças.

Considerando o que refletiram os autores, para uma inclusão escolar efetivada na prática do cotidiano escoar, é necessário que se busque respeitar e valorizar a diversidade do ser humano.



Baixar 300 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   ...   42




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual