Universidade Federal Fluminense


A educação física e os alunos



Baixar 1.22 Mb.
Página277/334
Encontro27.05.2018
Tamanho1.22 Mb.
1   ...   273   274   275   276   277   278   279   280   ...   334
A educação física e os alunos

Ao analisar as respostas da pergunta: Na sua opinião para serve a Educação Física? Percebemos que os alunos têm o entendimento que a EF está ligada diretamente as idéias da saúde e cuidar do corpo, pois dos 60 alunos entrevistados 30 tiveram esta resposta. Já 10 alunos responderam que a EF “serve para aprender esportes”, 5 para relaxar das disciplinas da sala de aula, 5 para o lazer 6 não serve para nada e 4 que serve para preparar alunos atletas.

Acredito que este resultado representa uma ideologia mercadológica que os meios de comunicação fazem do corpo. Pois os corpos esculturais e cheios de saúde são melhores aceitos (vendidos, utilizados) na sociedade. Sendo a EF a disciplina que está mais associada ao corpo, acaba o aluno refletindo na EF objetivos meramente corporais e não intelectuais.

Já o item que é “aprender esportes”, com 16,6%, os alunos entendem que a EF é um espaço onde aprenderão a jogar o esporte. Esta idéia muitas das vezes é reforçada por professores que se limitam a dar somente os quatro esportes coletivos de quadra (vôlei, handebol, basquetebol e Futsal) durante todo os ensinos fundamental e médio.

Um outro item colocado, com 8,3%, foi que a EF serve como “lazer”. Neste sentido a EF representa um lugar na escola destinado a brincar, se divertir e não ter necessidade de aprender algo. Num caminho parecido, 8,3% das repostas, acham que a “EF serve para relaxar das disciplinas da sala de aula”, ou seja, a EF serve somente para compensar o esforço intelectual feito em sala de aula, reforçando a idéia de que para fazer EF não precisa pensar, não precisa usar a cabeça.

Um outro item respondido pelos alunos sobre a pergunta: Para que serve a EF?, na Escola, 10% responderam que “não serve para nada”, ou seja, apesar da EF ser legalizada, para alguns alunos ela ainda não é uma disciplina legítima. Apesar da EF ser uma obrigatoriedade nas escolas de ensino médio (exceto no horário noturno) , muitos alunos acham que ela não tem utilidade ou importância alguma para nada.

A respostas “para formar alunos atletas”, foi respondida por 6,6% dos alunos. Ou seja, um número reduzido de alunos ainda acha que o professor de EF é um técnico e ele um atleta na escola. Penso que este pensamento é reforçado pelos meios de comunicação, onde são exibidas reportagens de alunos que pertenceram a família de baixa renda, estudaram em escolas públicas e hoje são grandes atletas.

Numa Segunda pergunta que foi: Se as aulas de EF deveriam ser obrigatórias ou não, ou se nem deveriam existir?, 49 alunos (81%) responderam que a EF não deveria ser obrigatória, 10 alunos (16,6%) responderam que deveria ser obrigatória e somente um (1,6%) acha que não deveria ter EF no Ensino Médio.

Mais uma vez podemos verificar que a EF representa para o aluno uma disciplina descartável e sem grande importância na escola. Assim ele poderia fazer a aula quando bem entender e se sentir necessidade.

Numa terceira pergunta: O que você mudaria para as aulas de EF na escola dentre os itens: horário invertido, tempo de aula, espaço e conteúdo? Percebemos que o horário invertido é o que mais incomoda os alunos, pois 48,3% marcaram este item. O item pouco tempo da aula veio logo após com 33,3%, o conteúdo com 10% e o espaço físico com 8,3%. Assim percebemos que o aluno prefere a EF dentro o horário normal das aulas, e com esse descontentamento o aluno pode ir a fazer desanimado e por vezes até faltar a aula.

Na Quarta pergunta: Se o aluno gosta do esporte como principal conteúdo na escola?, 44 alunos (73,3%) responderam que não e 16 alunos (26,6%) responderam que sim. Ou seja, há um descontentamento com o esporte sendo o principal eixo das aulas de EF, assim podemos deduzir que os alunos discordam dos professores que só colocam o esporte como conteúdo nas aulas. Isso implica em dizer que o aluno se interessa por uma diversidade de conteúdo que seja de competência da EF. Não estaria, a FAETEC, com esta proposta organizacional vir a negligenciar a transmissão de conhecimentos sobre as práticas corporais que permitiriam ao aluno desenvolver uma visão mais crítica dos fenômenos que são objeto desta disciplina do currículo das escolas? Ou seja, o CETEP-Barreto tem à oferecer 14 modalidades, mas como o aluno escolhe qual modalidade fazer, por muita das vezes ele pratica somente uma o ano todo, parecendo-me que esta proposta vem na contramão de uma EF diversificada.

Na quinta pergunta: Se o aluno mudaria na maneira organizacional da escolha das modalidades na EF?, 30% responderam que não mudariam nada pois assim está bom, 28,3% dos alunos almejam alguma mudança nesta maneira de escolha, , 13,3% dos alunos responderam que não querem é nada com a EF e outros 13,3% responderam que tanto faz eles querem é jogar. Já 15% não mudariam de modalidade nunca, porém dos 8 alunos que responderam este item 6 são atletas da escola. Percebe-se aí uma divisão na opinião, e num consenso como se era esperado.

Podemos ver que 26,6% apresentam um descaso com a disciplina EF na escola e somente 28,3% dos entrevistados querem alguma mudança significativa.

Observou-se que os alunos que discordam desta organização preferem fazer a aula de EF com amigos da mesma turma, pois como não dominam a pratica do esporte, ficam com vergonha de jogar quando os alunos são de outras turmas da escola. E acham que o conteúdo da aula deve sempre mudar. Assim 11, desses 17 que responderam que preferem mudanças , preferem continuar com o mesmo professor o ano todo, ou seja, a figura do professor mais uma vez é de fundamental importância no processo escolar. Outro fator qualitativo é que o aluno tem a vontade de aprender, mas o constrangimento por vezes o impede de fazer as aulas.

Percebe-se também que tem alunos que não querem mudar de modalidades, mas vimos também que alguns deles são atletas. Ficando assim mais que justificado as suas respostas, pois como são atletas da escola preferem fazer na EF o mesmo esporte que representam a escola.



Baixar 1.22 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   273   274   275   276   277   278   279   280   ...   334




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual