Universidade Federal Fluminense



Baixar 1.22 Mb.
Página232/334
Encontro27.05.2018
Tamanho1.22 Mb.
1   ...   228   229   230   231   232   233   234   235   ...   334
Histórico

O Taekwondo tem uma história de 2000 anos, surgindo a partir de técnicas desenvolvidas por antigos guerreiros, numa região que mais tarde viria a se chamar Coréia. Muitos são os indícios da história dessa arte marcial, através de desenhos e pinturas em cavernas e templos, além de estátuas representando movimentos característicos.

Na Coréia existe um local onde ainda se preservam os costumes dos ancestrais. Tal qual uma reserva cultural, lá podemos ver não só demonstrações dos movimentos originais do Taekwondo, como o modo de vida da civilização remota do povo coreano.

Após um período de opressão e dominação decorrentes da invasão japonesa, de 1909 a 1945, o povo coreano e seus dirigentes investiram no resgate da prática do Taekwondo, para ratificar sua identidade cultural.

A partir de 1965, após a criação da Associação Coreana de Taekwondo, vários mestres foram enviados a diversos países, com o objetivo de divulgar, difundir e fomentar a prática dessa arte marcial coreana.

Em 1973 aconteceu o I Campeonato Mundial de Taekwondo, na Coréia e, a partir daí, o caminho olímpico começou a ser trilhado, tendo participado como esporte de apresentação em Seul 88 e como esporte de exibição em Barcelona 92.

Em 1995 foi homologado pelo Comitê Olímpico Internacional, como modalidade olímpica oficial, estreando em Sidney 2000.

Considerações

Poderíamos citar e discorrer sobre o modelo adotado em alguns países com relação à prática esportiva, principalmente no que tange ao Taekwondo: Cuba, Espanha, México e Coréia do Sul, mas vamos nos ater somente de forma superficial sobre o tema.

Na Coréia do Sul, berço da modalidade, o que se constata é a prática do Taekwondo a partir dos primeiros anos de idade, por ser uma das mais puras expressões culturais daquele povo, com mais de dois mil anos de história.

Além da prática nas escolas de ensino fundamental e médio, as universidades desenvolvem projetos voltados não só à formação de atletas de alto rendimento, mas também árbitros, instrutores e técnicos.

Já em Cuba, Espanha e México, através de projetos fomentados em conjunto pelas áreas esportiva, educacional e social desses governos, os Centros de Alto Rendimento – CAR, são verdadeiros celeiros de atletas de alto nível, que na verdade são o resultado de todo um trabalho desenvolvido nas escolas de ensino fundamental e médio, fazendo com que o Taekwondo seja mais do que somente o caminho para atletas de nível olímpico, mas sim um agente importante na formação do indivíduo.

No que tange à importância da prática do Taekwondo na Educação Física Escolar, podemos nos reportar aos fundamentos empíricos, filosóficos e fundamentais que norteiam essa arte marcial, como:

cortesia: tem como objetivo mostrar ao aluno a relação de respeito que ele deve ter com todas as pessoas, sejam elas praticantes ou não. Quanto à relação que ele deve ter com os outros praticantes, ele deve estar sempre ciente da hierarquia que existe no taekwondo, respeitando seus superiores e deve ser sempre educado, justo e nunca tratar os outros com desprezo;

integridade: existe para tentar conscientizar o aluno sobre o que é certo ou errado. Ele mostra que o aluno deve sempre agir de maneira correta, buscar seus objetivos de maneira justa e nunca tentar demonstrar ser superior a ninguém;

perseverança: tenta mostrar ao aluno que ele não deve desistir de seus ideais por mais difíceis que eles pareçam. Ele deve sempre lutar pelo que deseja conquistar e nunca desanimar perante as dificuldades;

auto-controle: ter domínio de si mesmo, sendo imprescindível quando nos deparamos com situações difíceis. Esse principio vem mostrar que o maior adversário que temos que vencer são os nossos próprios medos e temores para conseguirmos controlar certa situação;

espírito indomável: retrata a luta contra quem quer que seja, pela verdade, pelo que é justo, agindo sempre com obstinação.

A partir daí, valores como conduta, ética, exemplo a ser seguido, respeito e dignidade, aliados ao desenvolvimento de uma consciência corporal, fazem com que a prática do Taekwondo seja determinante na qualidade da formação da criança.

É importante ressaltar que a introdução da prática desse desporto deve seguir uma conduta padrão, fulcrada na progressão pedagógica e na evolução psico-motora da criança. Deve-se ensinar não somente executando os movimentos, mas sim de um forma que percebam que tais movimentos têm uma história e uma motivação para existir, devendo-se também, da mesma forma, respeitar os desejos, habilidades, medos e características individuais, onde o Taekwondo propriamente dito, seria inserido aos poucos, de forma subliminar, priorizando o aspecto lúdico da atividade.

Levando-se em consideração que o movimento é um suporte, ajudando a criança a adquirir o conhecimento do mundo que a rodeia, através de seu corpo, de suas percepções e sensações, assim como um esquema corporal organizado, permite que a criança se sinta bem, na medida em que seu corpo lhe obedece, tendo domínio sobre ele, conhecendo-o bem e podendo utilizá-lo para alcançar um maior poder cognitivo, a prática do Taekwondo vai de encontro a toda essa gama de qualidades e características fundamentais na evolução do indivíduo, até porque o desenvolvimento motor fundamental maduro é pré-requisito para a incorporação com sucesso de habilidades motoras especializadas correspondentes ao repertório motor do ser humano.

Vale acrescentar que a soma do domínio técnico da modalidade em questão – Taekwondo, e o conhecimento científico-pedagógico advindo da graduação em Educação Física, será determinante na excelência da qualidade do conteúdo programático a ser desenvolvido e aplicado a partir do Ensino Fundamental.

Citando novamente o modelo adotado em Cuba, México e Espanha, a criança teria um contato inicial com o Taekwondo no Ensino Fundamental, onde o aspecto lúdico iria nortear os fundamentos a serem aplicados, enquanto que no Ensino Médio se daria continuidade à essa formação inicial, dando-se ênfase ao treinamento específico da Arte Marcial e à descoberta de valores em potencial, com possibilidade de se alcançar o status de alto rendimento.

Além do que foi explanado, outras características inerentes às Artes Marciais, não somente ao Taekwondo, podem ser transmitidas sob outro enfoque: a disciplina exacerbada e a hierarquia inquestionável.

Essas duas características, tradicionais das Artes Marciais, sob a luz da Psicopedagogia, terão que sofrer mutações profundas, tendo-se o cuidado de não mudar o perfil do ensinamento marcial, imputando-se ao aluno a disciplina através da conquista do respeito pelo conhecimento transmitido pelo educador, pois o verdadeiro mestre não precisa se anunciar, ele é reconhecido pela sua conduta e pelo seu exemplo.

Conclusão

A iniciação ao Taekwondo deve ser entremeada com um trabalho de estimulação para o desenvolvimento das habilidades motoras básicas, que proporcione à criança um repertório motor bem variado e estruturado, com as técnicas do esporte sendo ensinadas de forma bem genérica, com as aulas acontecendo dentro de uma metodologia lúdica, predispondo o aluno a uma situação ótima para o aperfeiçoamento, bem como a especialização do movimento, que deverá ocorrer, em média, a partir dos doze anos de idade.

A competição precoce, com enfoque para a performance, pode ter implicações que comprometam o futuro atlético do praticante. Sabemos que, para um bom rendimento como competidor, é necessária a especialização do movimento, e isso pode acarretar lacunas no desenvolvimento do repertório motor do aluno, que serve como base para a sua boa formação como atleta. Há que se considerar ainda, as implicações fisiológicas num organismo em formação bem como os aspectos psicológicos.

No que diz respeito às questões apresentadas, podemos ressaltar a importância da educação motora como uma atividade prazerosa e com propostas educacionais, não privilegiando apenas a competição, mas acima de tudo proporcionando a auto-superação; não se limitando a conteúdos pré-determinados, mas atendendo aos anseios e às necessidades do indivíduo; não se comprometendo em adestrar movimentos, mas se preocupando com a corporeidade e, acima de tudo, não visando o puro rendimento motor, mas abrindo um leque de opções ilimitadas de movimento, utilizando o Taekwondo como “pano de fundo”.

Porém, a conclusão geral, é de que o Taekwondo pode ser praticado a partir da primeira idade escolar desde que as atividades sejam adequadas à faixa etária enfocada, respeitando-se os limites fisiológicos, estruturais e psicológicos da criança.

Os autores, Ricardo Andrade e Karina Couzemenco são acadêmicos de educação física da UNIVERSO



Baixar 1.22 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   228   229   230   231   232   233   234   235   ...   334




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual