Universidade federal do rio grande do sul



Baixar 0.83 Mb.
Página53/62
Encontro27.05.2018
Tamanho0.83 Mb.
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   62
4.5 Ser jovem adulto de rua
A pré-modernidade ocidental está identificada com os valores da ancestralidade e da hereditariedade; podemos dizer que é um tempo mais voltado para o passado. Já durante toda a modernidade, a idéia que prevaleceu foi a de que o indivíduo/grupo social poderia moldar a sua história para o progresso. O determinismo histórico não negava o passado nem o presente, mas estava voltado para o futuro.
Diante do sentimento cada vez maior da incerteza, da impossibilidade de controlar as pessoas e a história, a pós-modernidade é o tempo que se volta para o presente. E, em seu extremo, ao presenteísmo absoluto, por vezes deixando o ser em um perpétuo “devir”.
Percebemos, cada vez mais, uma homogeneização do tempo nas sociedades. Com o chamado fenômeno da diminuição do planeta e o encurtamento das distâncias, temos uma aceleração do tempo.
A vida em vídeo-clip não é novidade para quem vive nos grandes centros urbanos. Com as certezas deterministas do passado abaladas, com um futuro cada vez mais incerto, o momento atual, que se convencionou chamar de pós-modernidade (pós-industrial, hiper-modernidade, etc) é, em si, o momento do tempo presente. Com a bomba atômica, o planeta – a vida – tornou-se descartável, perderam-se as utopias e houve um novo desencantamento do mundo, só que, desta vez, da ciência e do chamado racionalismo (Morin; 2000). O que importa é o micro, o cotidiano, o aqui-e-agora.
Se pudermos identificar a pré-modernidade pela ligação a ancestralidade com a ordem primordial, com o passado, a modernidade caracterizou-se pelo futuro, pela incansável busca de progresso, pelas lutas das sociedades do porvir, enquanto que a pós-modernidade caracteriza-se pela exacerbação dos sentidos, pelo imediato, pelo presente (Maffesoli; 2001).
Fazendo uma releitura dos termos com que se designam a pós-modernidade, observei que entre a sociedade pós-moderna, o jovem e a rua, há uma confluência de representações:

tempo


PÓS-MODERNIDADE

identidade espaço

JUVENTUDE RUA

Esta confluência dos termos que se atribuem à pós-modernidade, à juventude e à rua faz do jovem morador de rua o ícone atual (agregador de qualidades, aglutinador de identificações) de todas estas contradições. Paradoxalmente, enquanto ícone do momento atual, ele é a maior vítima de extermínio dos nossos tempos.



Assim, a juventude, para os jovens moradores de rua, representa uma identidade liminar (também própria do momento ritual) entre o que ainda não foi - a infância - e o que talvez não chegue - a idade adulta.
O entendimento de sua trajetória, enquanto um continuum, e da reafirmação de uma “ética – para –si”, de uma “ética- para – o outro” ( Morin, 2000), depende não só de seu esforço pessoal, mas é constantemente pressionado pelo espelho do olhar do outro. Sendo assim, a dialógica entre identidade/alteridade é componente essencial de um processo educativo.



  1. Baixar 0.83 Mb.

    Compartilhe com seus amigos:
1   ...   49   50   51   52   53   54   55   56   ...   62




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual