Universidade federal do rio grande do sul



Baixar 0.83 Mb.
Página3/62
Encontro27.05.2018
Tamanho0.83 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   62

Percursos

O regresso ao começo não é um círculo vicioso se a viagem como hoje a palavra trip indica, significa experiência, donde se volta mudado. Então, talvez, tenhamos podido aprender aprendendo. Então, o círculo terá podido transformar-se numa espiral onde o regresso ao começo é precisamente aquilo que o afasta do começo.”

Edgar Morin
Gostaria de enfatizar que esta história se escreve a muitas mãos, que não seria possível, neste momento, identificar o que é unicamente fonte de informação e conhecimento pessoal e o que vem sendo construído na multiplicação de olhares sobre a temática “crianças e jovens que fazem das ruas seu principal espaço de sobrevivência”. Considero que minha autoria neste trabalho vai no sentido de encontrar-me sempre presente em ação e em reflexão durante todos os anos em que e percebo a infância e a juventude miseráveis como motivo de atenção, de revolta e de proposição na trajetória que percorri e construí como educadora. Meu direcionamento (neste momento para uma pausa, um fôlego à reflexão) dá-se a caminho de uma busca da sistematização de tantos conhecimentos que se encontram imersos em uma prática cotidiana frenética que só os educadores sociais mais engajados conseguem entender. Assim, como na minha atuação na rua enquanto educadora de rua (de 1994 a 2000), busquei uma entrada em “mocós”1 teóricos, lugares ainda pouco visitados por mim.
Foi preciso reinventar o momento passado, transformar os fatos vividos em dados empíricos: as surpresas da rua, os sustos, o olhar atravessado do lambe-lambe da Praça XV, a solidariedade dos meninos e meninas, o xingamento dos transeuntes, as balinhas distribuídas pela Pastoral do Menor (que me faziam lembrar do conto de João e Maria às avessas), o cheiro intenso dos corpos sem banho e das roupas impregnadas de loló2, a prostituta que ajudava a modelar a argila do irmão menor, os papeleiros adultos que paravam o caminho de trabalho para pintar na praça, as brincadeiras com seringas sujas, os palavrões, as músicas inéditas, os silêncios - enfim tudo o que forma esta polifonia urbana típica de determinados grupos com fronteiras simbólicas mais ou menos estáveis - o enfrentamento com a Brigada Militar e com as políticas insuficientes e, principalmente, os meus pasmos pedagógicos3 e políticos.
Precisei deste momento; não de ausência de ação, mas, como já disse, de fôlego, para que não se cristalizasse em mim um sentimento de descrédito pela dureza deste trabalho. É neste processo de distanciamento que retorno a campo, agora com o olhar mais aliviado e mais esperançoso. Se houve algum mérito neste trabalho, foi o de passar dois anos aprofundando o estudo desta realidade.
Que ele possa ajudar a provocar mudanças no processo de emancipação das crianças e adolescentes e na formulação de políticas sociais que reconheçam as subjetividades dos sujeitos a quem se destinam e que sejam mais voltadas à construção de novas relações sociais.


Baixar 0.83 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   62




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual