Universidade federal de são carlos


DIÁRIO DE AULA – 04/06/07



Baixar 372.5 Kb.
Página39/48
Encontro04.03.2018
Tamanho372.5 Kb.
#126
1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   48
DIÁRIO DE AULA – 04/06/07

As duas primeiras aulas foram com a professora Fátima na 5ª serie, do EJA, onde ela começou distribuindo as apostilas do EJA, sob titulo:

MATEMÁTICA, OSCAR GUELLI, ENSINO FUNDAMENTAL, 3O CICLO: 5A e 6A SERIES ED. ÁTICA, 2006. Você procurou saber mais detalhes sobre a apostila?

A apostila contém dois capítulos, onde a UNIDADE 1 contém: números naturais; propriedades das operações; ângulos e retas; construção de problemas.

Já a UNIDADE 2, contém: raízes quadradas; funções; números expressos em notação decimal; gráfico de setores; matemática financeira.

Foi distribuído um livro por dupla, e segue o livro literalmente, através de exemplos retirados do livro, fazendo comentários, e propondo tarefas sobre construção de ângulos.

No inicio da aula o barulho externo atrapalhava muito, fazendo uma aluna ir duas vezes à janela para pedir silencio, e isto deixou os alunos agitados.

Ao observar a aluna indígena, verifiquei que ela era de fato copista, como relatado anteriormente pela professora. A aluna se atinha somente a copiar, não fazendo nenhum exercício. E o que a professora acha disto? E você, o que acha?

Durante a aula, eu observei que uma garota estava ajudando os outros mais velhos que tinham mais dificuldades, como se fosse uma espécie de monitora. Muitas vezes os monitores aparecem espontaneamente nas classes.

Também, eu e o outro estagiário, estávamos auxiliando o tempo todo os alunos, tanto nos exemplos, como nos exercícios. Qual é o outro estagiário?

O tema da aula era novamente a construção de ângulos, e apesar de já estar a varias semanas no mesmo tema, e assim muitos ainda tinham muitas dificuldades, principalmente alguns mais velhos, mas porem cerca de metade da turma já tinha excelente desempenho.

Também foi explorado o tema bissetriz de um ângulo, onde notei a dificuldade dos alunos em fazer a divisão do ângulo por dois. Alguns me perguntaram: “o que é bissetriz?”.

Notei algo diferente durante esta aula, que foi que duas alunas me chamaram mais, e eram dúvidas simples, ou só para verificar se estava correto ou não o exercício.

Durante uma destas chamadas, esta aluna com maior facilidade estava tirando a dúvida corretamente, mas a aluna queria que eu a auxiliasse, e esta foi motivo de comentários, do tipo: “Ela quer é a atenção do professor”, deixando a garota com o rosto avermelhado. Ela insistiu que eu explicasse o exercício, mesmo eu dizendo que estava certo. Logo em seguida a outra me chamou para confirmar se estava certo o exemplo.

Com as duas garotas, que ocorreram diversas vezes, elas queriam que eu ficasse bem perto delas. Fiquei sem graça algumas vezes, pois poderia a principio ser algo mais por parte das alunas... Parecia que elas queriam mais que atenção. Isso acontece. Nada que uma postura de professor não resolva.

Em seguida, fomos para o 2o C, onde a turma estava agitada, com muita bagunça no inicio da aula. A professora chegou a dizer que “quem gritar vai perder um ponto na média”, o que não surtiu nenhum efeito.

Também ocorreu que alguns alunos enfrentavam a professora claramente, respondendo a professora.

O tema da aula foi áreas de figuras planas, onde a professora passou 10 exercícios para os alunos resolverem, sobre áreas de quadrados e retângulos.

O grupo que queria exercícios prontos como sempre, me chamou para fazer os exercícios para eles, e eu recusei. Esperei a professora ir tirar as dúvidas deles primeiro. Por que você não procurou facilitar o trabalho deles com perguntas e algumas observações?

Observei que mesmo os exercícios sendo muito fáceis, alguns, principalmente os do foco da indisciplina, que ficaram no fundo, não tentavam fazer os exercícios. O único tipo de orientação que eu dei foi relativo a fórmulas usadas para resolvê-los, do tipo dizer que bastava multiplicar lado pela altura ou achar o valor do lado e substituir na fórmula, quando era dado o perímetro.

Após o intervalo passamos ao 1o C, com a professora Eliane, com aula dupla.

O tema da aula foi novamente O ESTUDO DA POLUIÇÃO NUMA AULA DE MATEMÁTICA, onde a professora distribuiu para cada grupo de até 5 alunos uma apostila de mesmo tema, retirado da pagina da experimentoteca da matemática, do CDCC, da USP, e desenvolvido por ela, professor Malaguti e uma professora da USP – São Carlos.

Os objetivos das atividades da apostila referiam-se a entender a poluição no lago através da matemática básica.

De inicio os alunos pediram ajuda dos estagiários, e verifiquei que o primeiro exercício referia-se a interpretação de texto e aplicação do conceito de frações. No entanto a dificuldade dos alunos era enorme.

Diversas vezes enfatizei a leitura do texto e a aplicação de frações.

Um fato inusitado foi que o outro estagiário me pediu ajuda para resolver um exercício, que eu não tinha entendido. Eu li duas vezes e expliquei para ele e para o grupo de alunos, enfatizando que se tratava de aplicação de progressão geométrica, cujo conceito estava explicito no enunciado, bastando leitura atenta. De resto, esta atividade pedia cálculos mecânicos, uma entendido o exercício, que era por recorrência, em sete etapas. Após, era pedido a formula geral, que saia diretamente por observação do comportamento da recorrência anteriormente. Eu expliquei mostrando de onde vinham os “enésimos termos”, na recorrência acima. O que você quer dizer com “explicar”? (estou me referindo ao grupo de alunos). Você contou como se faz ou apoiou o trabalho deles na produção de significados?

Ao final da aula, a professora passou um texto e explicou a origem dos detergentes, com algumas formulas químicas, retirado de uma pagina de química.

Após a aula, conversei com a professora, que me relatou que ela ajudou no desenvolvimento da apostila, por dois anos, e que sempre participou de formação continuada, onde pude ver a importância deste tipo de programa oferecido pelas universidades, quando bem aproveitado. Seria bom você ler alguma teoria sobre Formação Continuada, o que acha?

Assim, estavam diversas didáticas e metodologias presentes na aula, prendendo os alunos ao tema, levando maior compreensão do tema poluição. E você achou que os alunos aprenderam alguma Matemática?


1   ...   35   36   37   38   39   40   41   42   ...   48




©psicod.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
seletivo simplificado
Conselho nacional
oficial prefeitura
terapia intensiva
Boletim oficial
Curriculum vitae
direitos humanos
Concurso público
saúde mental
Universidade estadual
educaçÃo infantil
educaçÃo física
Centro universitário
saúde conselho
ciências humanas
Excelentíssimo senhor
Poder judiciário
santa maria
Conselho regional
assistência social
ensino aprendizagem
Atividade estruturada
Colégio estadual
políticas públicas
língua portuguesa
outras providências
ResoluçÃo consepe
Dispõe sobre
recursos humanos
público federal
secretaria municipal
educaçÃo universidade
Componente curricular
Conselho municipal
catarina prefeitura
conselho estadual
Serviço público