Um pouco de história: o despertar para a questão



Baixar 2.56 Mb.
Página47/83
Encontro27.05.2018
Tamanho2.56 Mb.
1   ...   43   44   45   46   47   48   49   50   ...   83
(Fragmento das discussões do Grupo Focal Reflexivo realizada no dia 19 de junho de 2007 – Grupo 01).
Esta seria a possibilidade de acesso ao computador em diferentes momentos: tanto para as aulas, quanto para a vida pessoal. Assim, a escola daria os ensinamentos básicos para que, a partir deles, os alunos pudessem desvendar o mundo do computador/internet. É fato que, quanto mais acessíveis aos alunos, mais estes instrumentos serão utilizados e, portanto, melhor conhecerão suas potencialidades, estando mais incorporados às suas vidas e atividades diárias.

É possível notar uma grande preocupação, por parte dos discentes do curso de Pedagogia da UFJF, com aqueles alunos que não teriam o domínio da técnica e que, por isso, ficariam constrangidos frente ao computador e aos demais colegas. Como solução, propõem que os alunos mais experientes atuem como monitores:


Raquel: Como se fosse uma disciplina opcional para eles...

Gilberto: Quem sabe até uma forma de ensino onde o conhecimento dele seja usado para o ensino dos demais...

Roberta: É. Pode ser como um monitor.

Raquel: Os que já sabem ficam de monitores.

(Fragmento das discussões do Grupo Focal Reflexivo realizada no dia 19 de junho de 2007 – Grupo 01).

Esta idéia remete ao conceito de Zona de Desenvolvimento Proximal proposto por Vygotsky (2000, apud GUERRERO, 2004, p. 6). É definido como “la distancia entre el nivel real de desarrollo, determinado por la capacidad de resolver independientemente un problema, y el nivel de desarrollo potencial, determinado a través de la resolución de problemas bajo la guía de un adulto o en colaboración con otro compañero más capaz”.

Diante disso é possível inferir que a aprendizagem é um processo social, que se dá a partir da interação social, com base nas relações existentes entre o funcionamento inter-psicológico e o intra-psicológico. Envolve a evolução da aprendizagem; a capacidade prospectiva da interação; e a interação como cooperação entre alunos.

A cooperação portanto, é o foco central desta discussão. Através de um outro mais experiente, o aluno poderia aprender aspectos do computador/internet, indispensáveis para sua inserção em um mundo digital. Após essa presença inicial de um outro, ele seria capaz de desvendar por si só as potencialidades deste instrumento – embora isso não signifique que a interação deixe de ser importante.

Pensar assim é conceber que a “aprendizaje despierta una serie de procesos evolutivos internos capaces de operar sólo cuando el niño está en interacción con las personas de su entorno y en cooperación con algún semejante. Una vez se han internalizado estos procesos, se convierten en parte de los logros evolutivos independientes del niño” (VYGOTSKY, 2000, apud GUERRERO, 2004, p. 7). Assim, a educação é vislumbrada em sua dimensão social, que pressupõe uma rede de relações que dão outro sentido à aprendizagem.

A ZDP propicia, ainda, o contraste entre pontos de vista moderadamente divergentes na resolução de uma tarefa conjunta; a explicação do próprio ponto de vista; a coordenação e controle do trabalho e a ajuda mútua. Por sua vez, com trabalhos que envolvem o computador/internet os alunos podem, coletivamente, buscar e descobrir outras mediações, diferentes daquela estabelecida entre professor e alunos.

A interação propiciada pelas TIC é cooperativa e interativa. Pode gerar interações virtuais, que não deixam de ser reais, já que a presença física não é pré-requisito para que ocorra a ZDP. Sendo assim, nas palavras de Guerrero (2004, p. 9), “concebir las redes de interacción como un ámbito en que se pueda manifestar la ZDP entre iguales, es prestar una mayor atención a los sucesos entre personas a través de las herramientas, que una única mirada sobre la interactividad persona-máquina”. Pensar na interação por meio das TIC, portanto, é pensar também na criação de redes cooperativas entre os alunos, que podem ser orientadas pelos docentes. Daí que a preocupação, ao utilizar as TIC, deve estar voltada para uma nova maneira de conceber a interação, a aprendizagem e a educação.

Todavia, não basta inserir os computadores e ensinar a técnica aos alunos que não a conhecem. Como afirma Gilberto, o computador precisa estar relacionado não apenas com a escola, mas também com a vida do aluno:


Gilberto: A escola fica pressionada a fazer tudo, aí fica artificial. É o computador na escola, como se fosse uma outra disciplina para ele. Não há uma associação da escola na vida dele. Aí fica difícil. Ele vai olhar para o computador, mas como alguma coisa da escola...


Catálogo: ppge -> files -> 2010
ppge -> Ata da ducentésima octogésima sexta reunião ordinária do colegiado delegado do programa de pós-graduaçÃo em educaçÃO/ced/ufsc
files -> Faculdade de educaçÃo programa de Pós-Graduação em Educação edital processo seletivo 2014 o programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora faz saber a todos quantos virem o presente
files -> Maria fernanda van erven
files -> O interessante é que o próprio Estevam de Oliveira em seus escritos não utilizou apenas uma denominação quando se referia às escolas graduadas
2010 -> Um labirinto
2010 -> Universidade federal do pampa
files -> Universidade federal de juiz de fora faculdade de educaçÃo programa de pós-graduaçÃo em educaçÃo quadro de disciplinas para 2018/3

Baixar 2.56 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   43   44   45   46   47   48   49   50   ...   83




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual