Quero fazer os poemas das coisas materiais, pois imagino que esses hão de ser



Baixar 129.5 Kb.
Página23/31
Encontro27.05.2018
Tamanho129.5 Kb.
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   31
6.5. O VITALISMO

Acredito que o ressurgimento do debate sobre o vitalismo pode ser de grande utilidade para a compreensão de questões relacionadas à “energia”. Apesar deste debate parecer estar meio fora de moda nos círculos filosóficos, e nos meios científicos a questão ser considerada um tanto quanto ultrapassada, a realidade é que estão vigentes hoje em dia conceitos vitalistas em muitas práticas difundidas como as psicoterapias reichianas, a homeopatia e a acupuntura.

Para ser mais preciso, certas concepções de Reich em seus últimos trabalhos na verdade transcendem o vitalismo, na medida em que a energia orgone explicaria não só os fenômenos vitais, mas também estaria na raiz de toda a realidade. Ele critica as afirmações de Bergson de que a ciência tradicional estava certa no campo da natureza inorgânica, porém não dava conta de explicar os processos biopsíquicos. Reich diz que a “pesquisa orgone não deixa dúvidas de que a pesquisa natural mecanicista falhou não só no campo biopsíquico mas também em todos os outros campos da natureza onde um denominador comum dos processos naturais teve de ser encontrado” (52, p. 99). No entanto, na prática psicoterápica, o que vigora é um conceito vitalista, de uma bioenergia superposta ao funcionamento fisiológico e psíquico. Assim, deste ponto de vista, tem sentido o estudo das concepções vitalistas como contribuição a uma análise crítica das teorias reichianas e neo-reichianas, além de proporcionar uma base conceitual para discutir a integração dos conceitos reichianos com a homeopatia, acupuntura etc..

Na questão do vitalismo, quanto mais o princípio vital for uma causa desconhecida e inacessível, mais longe estaremos da ciência. Conforme Abbagnano, criticando concepções vitalistas vagas e obscuras, “uma causa assim, exatamente por fugir à observação, não explica nada, e pretende explicar tudo; e é um abrigo da ignorância ou da razão preguiçosa” (2, p.967). No outro extremo, quanto mais claros e detalhados forem os conceitos de bioenergia, e quanto mais geradores de predições e capazes de propor intervenções, mais perto estarão da falseabilidade (capacidade de poderem ser demonstrados falsos), e portanto mais próximos da ciência na concepção de Popper (47).





Baixar 129.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   19   20   21   22   23   24   25   26   ...   31




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual