Programa Viver Consciente



Baixar 127.63 Kb.
Página6/18
Encontro04.03.2018
Tamanho127.63 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18
Marcos conceituais
O relaxamento é um estado físico de repouso profundo que altera as respostas físicas e emocionais do estresse (...) é uma reação oposta à resposta de luta ou fuga” (Benson, H.)”
No que se refere aos pressupostos e conceitos teóricos que embasam este trabalho, nos apoiamos por um lado nos estudos de Benson, H. e seu conceito de relaxation response, que ele contrapõe ao conceito de fight or flight response proposto pelo fisiologista de Harvard Cannon, Walter B.. Lembramos que a Fight or Flight Response constitui para Cannon uma reação fisiológica primitiva e automática inata que prepara o corpo para “lutar” ou “fugir” quando nos encontramos em face de uma situação que percebemos como um ataque iminente, ou ao menos como uma possibilidade de agravo ou ameaça à nossa sobrevivência. Inclui-se nessa definição a tensão gerada pelos problemas mais próximos no âmbito familiar ou do trabalho, que se somam às prosaicas dificuldades de deslocamento/tráfego e às imagens que nos são apresentadas cotidianamente pelo aparato de comunicação mesclando assassinatos, enchentes, terremotos, devastação ambiental, ataques terroristas... Acresce a estes exemplos cotidianos, a pressão diária dos condicionantes sociais padronizados representados pelos ideais de beleza, de sucesso, de desempenho sexual, do sonho a realizar, enfim, os sonhos de consumo que devem ser buscados a qualquer custo.
Caracterizando-se como uma resposta fisiológica disparada mecanicamente, a fight or flight response implica um estado de alerta tal que nos leva a perceber quase tudo à nossa volta como uma possível ameaça à nossa sobrevivência como explica Neimark, Neil F.xiv. Absolutamente alheio à nossa vontade, o comando de nossa conduta passa a ser regido no compasso do sistema nervoso simpático estimulando ações que mobilizam energia de modo a permitir ao organismo responder às situações de stress, como nos habituamos a denominar, “percebidas”. Isso quer dizer que os batimentos cardíacos são acelerados, aumenta a pressão arterial e a concentração de açúcar no sangue e o metabolismo geral do corpo é ativado. Tendendo a perceber a tudo e a todos como ameaças potenciais, reagiremos ao menor comentário, o medo será exacerbado, o pensamento distorcido, tudo passa a ser visto como provavelmente perigoso, o foco sendo colocado nas coisas que possam nos causar dano... E, como todos temos experiência, o problema é que quase tudo o que ocorre passa a situar-se no interior desse espectro.
A perspectiva da relaxation response ao contrário, aponta para “um estado de relaxamento profundo que se contrapõe aos efeitos nefastos da fight or flight response, como o aumento dos batimentos cardíacos, da pressão sanguínea e da tensão muscular”xv. Benson esclarece que essa reação calma/gentil libera pequenas quantidades de óxido nítrico atreladas à produção de neurotransmissores como endorfinas e dopamina os quais incrementam a sensação de bem-estar do indivíduo. Constitui o segundo dos quatro passos em uma seqüência que Benson denomina breakout principle. Uma vez atingido o ponto máximo do desempenho individual em relação a um dado problema – alusão à curva de Yerkes-Dodson – trata-se, segundo ele, de afastar-se do problema fazendo algo completamente diferente de modo a produzir a relaxation response. Pode ser desde focar uma palavra ou frase que tenha um sentido positivo para a pessoa – como “amor”, “paz”, ou “Deus me dê serenidade” – ou mesmo visitar um museu de arte...

Na verdade, devido encontrar-se profundamente ancorada em nossa fisiologia a ponto de, uma vez acionada, podermos prever seus benefícios no corpo, o fator mais importantexvi é conseguir a disciplina necessária para auto induzir-se a relaxation response. Provoca-se assim a estimulação do sistema nervoso parassimpático causando o decréscimo da pressão arterial e a diminuição do ritmo cardíaco entre outros efeitos. Vale citar que se observa também a sincronização do ritmo cerebral que passará a registrar num EEG a produção do chamado ritmo alfa no cérebro (entre 8 e 12 ciclos por segundo) – no qual se incrementa a memória e a capacidade de aprendizado e também a imaginação.


No âmbito específico do mundo do trabalho, os conceitos de fight or flight response e de relaxation response estão intimamente imbricados nas situações de desgaste físico e psíquico encontradas nos grupos analisados, produtoras de quadros com graus variados de ansiedade e depressão. Numa breve descrição fenomenológica, podemos dizer que a pessoa sente que uma parte indescritível de si está sendo consumida, que ela se sente definhando. Do ponto de vista pragmático, isso quer dizer que mesmo que as estatísticas indiquem que esses transtornos mentais, em si mesmos, são responsáveis por pequena parte do absenteísmo laboral, seus desdobramentos propriamente humanos acarretam grandes problemas em razão, no mínimo, da baixa produtividade que induzem. Explica-sexvii: os trabalhadores comparecem ao trabalho (com medo de perdê-lo) com quadros de ansiedade ou depressão que os impede de apresentar um resultado adequado.
Devemos lembrar que desde os anos 50 houve uma evolução na visão do indivíduo passivamente exposto aos desgastes causados por fontes exteriores nos primeiros estudos sobre stress no trabalho, aos modelos propostos ulteriormente que concebem para ele um papel mais ativo frente às situações de stress. Mantendo o indivíduo nessa posição central, Metz, A.M. e Rothe, H.J.xviii propõem uma avaliação de sua ação dividida em primária, quando a realidade representa uma ameaça para alcançar objetivos pessoais ou determina uma perda, e secundária, que tem referência nas chances percebidas pela própria pessoa de conseguir superar os desgastes em curto, médio ou longo prazo. Segundo eles, as respostas possíveis dos indivíduos aos fatores estressores, como são chamados – o conteúdo do trabalho, a função que o indivíduo ocupa ou as condições ambientais e organizacionais do trabalho – podem ser observadas:


  1. no nível fisiológico/somático, onde se destacam as alterações mais óbvias, como problemas cardíacos, distúrbios do sono e facilidade de contrair infecções;

  2. No nível emocional é corrente o aparecimento de sentimentos de decepção e frustração, que geralmente evoluem para uma condição de monotonia e saturação que pode se tornar intolerável;

  3. No nível comportamental, que pode promover o aumento do consumo de álcool, tabaco e outras drogas, lícitas e ilícitas. Outro traço comum é o comportamento passivo durante o tempo livre.

Em qualquer dos casos, se aspirarmos não somente a redução desse mal nas pessoas, mas também uma forma de promover sua saúde, então não há como fugir das noções de equilíbrio e harmonia tal como elas se apresentam ao bom senso, sem grandes vôos filosóficos. Em termos práticos, no ambiente empresarial, isso significa levar em conta tanto as causas objetivas de um eventual desgaste em curso, quanto as possibilidades de “desenvolvimento de competências adequadas por meio de treinamento, aprimoramento e motivação do indivíduo, bem como da melhoria de suas habilidades sociais e de resolução de conflitos”xix. Sem contar as mudanças de estilo de vida que podem ser postuladas que podem incluir desde uma melhor alimentação, até dormir o suficiente e alternar momentos de tensão e relaxamento como propõe Benson com sua relaxation response.




Baixar 127.63 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   18




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual