Professores de apoio: de especialista a cuidador



Baixar 32.57 Kb.
Página2/5
Encontro27.05.2018
Tamanho32.57 Kb.
1   2   3   4   5
APRESENTAÇÃO

O professor de apoio permanente em sala de aula é o docente especializado em educação especial, ou habilitado para exercer tal função, que auxilia educacionalmente o aluno que necessite, no contexto de ensino regular, de apoios intensos e contínuos, auxiliando o professor regente e a equipe técnico pedagógica da escola1. Ele atua no apoio pedagógico ao processo de escolarização do aluno com disfunção neuromotora grave, deficiência múltipla e/ou transtornos globais de desenvolvimento. A esse apoio subentende-se, conforme legislação vigente, uma ação essencialmente integrada com os professores regentes, objetivando propiciar o acesso do aluno à comunicação, ao currículo, por meio de adequação de material-didático pedagógico, utilização de estratégias e recursos tecnológicos.

Uma vez que a criança é enquadrada pelo discurso médico nos pré-requisitos legais de aluno com deficiência (estabelecidos pela Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais), a escola recebe o direito de contratar um profissional especializado na Educação Especial que passará a acompanhar tanto a criança quanto auxiliar o professor regente naquilo que se fizer necessário para efetivar o processo da inclusão escolar e aprendizagem do aluno com necessidades educativas especiais. Esse professor acompanhará o professor regente da turma na qual o aluno com laudo se encontra matriculado ao longo do período letivo.

Quando uma criança recebe a autorização para ser acompanhada por um professor de apoio, suspeitamos que tanto a administração da escola celebra o ocorrido, pois espera-se que a presença desse profissional amenizará os problemas e questões que um aluno considerado “difícil” ou de “inclusão” produz no cotidiano escolar.

O que desconfiamos com os relatos que ouvimos dos professores de apoio entrevistados é que, para além do sucesso ou fracasso da atuação deste profissional junto à criança diagnostica com necessidade de uma educação especial, muitas vezes a presença de um professor de apoio acaba por desencadear outras dezenas de efeitos que, não tão raramente, geram outras dificuldades e reforçam o estigma da exclusão tanto na criança quanto no próprio profissional. Especialmente no que diz respeito aos professores regentes que, pela fala dos professores de apoio, não vem demonstrando esperança na melhoria da situação do aluno com a presença dos mesmos na classe.

O presente trabalho, resultado parcial de uma pesquisa a nível de doutorado, visa, através de entrevistas de orientação clínica, dar voz aos professores de apoio para que esses produzam e possam dizer sobre si, suas trajetórias, incluindo a sua atuação docente como professor de apoio na rede pública de Belo Horizonte. Intentamos analisar as causas de suas escolhas por tal função, bem como desenvolvem as atividades a ela inerentes e que efeitos isso gera em sua condição pessoal e profissional.




Catálogo: secoes -> inst -> novo -> agenda eventos -> inscricoes -> PDF SWF
PDF SWF -> Jornadas de criação – arteterapia no espaço de formação de professores
PDF SWF -> O que o jornal de hoje nos traz? reflexões acerca do discurso sobre o autismo na mídia
PDF SWF -> O adulto e a dimensão traumática da educação Roséli M. Olabarriaga Cabistani1
PDF SWF -> O brincar entre a criançA, o analista e a instituiçÃo educacional primária
PDF SWF -> No caso a caso da escola
PDF SWF -> Riscos na internet: se inserir ou sair da cena do mundo1 Patricia da Silva Gomes2
PDF SWF -> O princípio político da/na educaçÃo infantil brasileira: uma discussão sobre práticas democráticas e cidadania infantil
PDF SWF -> Autora: Lucineia Silveira Toledo
PDF SWF -> Adolescência e violência: o encontro traumático com o real thaís Sarmanho Paulo
PDF SWF -> ContribuiçÕes psicanalíticas acerca da posiçÃo subjetiva do adolescente na sua relaçÃo com o saber

Baixar 32.57 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual