Os estilos de aprendizagem dos alunos do curso de licenciatura em pedagogia: um estudo de caso



Baixar 162.44 Kb.
Página2/7
Encontro03.03.2018
Tamanho162.44 Kb.
#9
1   2   3   4   5   6   7
Palavras-chave: Educação Superior; Aprendizagem; Discentes.
1 INTRODUÇÃO
Atualmente, observa-se a relevância de diversos fatores que influenciam, de forma positiva ou negativa, o processo de aprendizagem, entre eles: fatores físicos, ambientais, cognitivos, afetivos, culturais e socioeconômicos (CAVELLUCCI, s.d.).

Contudo, algumas das pesquisas sobre aprendizagem envolvem teorias da psicologia e educação (como as teorias classificadas por Moreira (1999) em três filosofias: comportamentalistas, cognitivistas e humanistas), que tratam este processo de maneira muito homogênea, como se o processo de aprender fosse vivenciado por todos da mesma forma, destacando o que existe em comum entre as pessoas quando aprendem (CAVELLUCCI, s.d.). Tratar a educação como homogênea e considerar estar atendendo os alunos de forma equitativa é um equívoco. A comprovação disto está no fracasso escolar e desestímulo que são resultados do desrespeito das individualidades dos alunos. (MOURA FILHO, 2013).

Os estilos de aprendizagem, no entanto, consideram as diferenças individuais e são flexíveis, permitindo compreender as especificidades do indivíduo no processo de aprendizagem. Estas teorias possibilitam entender como os alunos percebem, interagem e respondem a seus ambientes de aprendizagem (BARROS; OKADA; KENSKI, 2012) e, a partir do momento em que são identificados, auxiliam o professor no estabelecimento de práticas mais eficazes a seus alunos. (BELHOT; FREITAS; DORNELLAS, 2005).

Destaca-se, então, a relevância do conhecimento dos estilos de aprendizagem por possibilitar a identificação de estratégias de aprendizagens significativas, bem como meios de melhor adequar as diversidades metodológicas a cada turma e/ou grupos de alunos (SCHNITMAN, 2010; ALLIPRANDINI; PULLIN; RUFINI, 2012). Assim algumas vantagens podem ser comprovadas: torna-se possível aumentar o nível de qualidade da aprendizagem e suprir as necessidades educacionais dos alunos (BACHEGA; YAMANAKA; ESPINOSA, 2011); pode-se conhecer seu próprio estilo de aprendizagem, os fatores que interferem neste processo e aprender como se aprende trazendo aperfeiçoamento ao aluno no seu próprio desempenho como aprendiz. (CAVELLUCCI, s.d.).

Neste sentido, buscou-se, por meio desta pesquisa, verificar: Qual é o estilo de aprendizagem dos alunos do curso de licenciatura em Pedagogia, do Centro Universitário Unicesumar?

Granito (2008) destaca a existência de várias abordagens que tratam da aprendizagem e apresentam distinções em relação às respostas dos indivíduos frente ao processo de aprendizagem. Entretanto, entre as diversas teorias de estilos de aprendizagem, elegeu-se aqui o modelo de estilos de aprendizagem elaborado por Felder e Silverman (1988 apud SILVA, 2012) devido a sua confiabilidade e sua validade.



Baixar 162.44 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7




©psicod.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
conselho nacional
concurso público
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
minas gerais
seletivo simplificado
Conselho nacional
oficial prefeitura
terapia intensiva
Curriculum vitae
Boletim oficial
direitos humanos
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
educaçÃo física
saúde conselho
Centro universitário
Conselho regional
Poder judiciário
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
Dispõe sobre
ensino aprendizagem
recursos humanos
outras providências
Conselho municipal
secretaria municipal
catarina prefeitura
público federal
educaçÃo universidade
psicologia programa
Serviço público
Componente curricular
Corte interamericana