O presente relatório corresponde à unidade designada por Prática de Ensino Supervisionada



Baixar 3.26 Mb.
Página1/15
Encontro05.03.2018
Tamanho3.26 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15

Página |

Introdução

O presente relatório corresponde à unidade designada por Prática de Ensino Supervisionada, a que se refere a alínea b) do nº 1 do art.º 20 do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, retomado no nº 1, alínea b) do art.º 17 e no nº 4, alínea a) do art.º 14 do Decreto-Lei 43/2007 de 22 de Fevereiro. Este trabalho está inserido no Curso de 2º ciclo em Ensino do Português no 3ºciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário e de Espanhol/Francês nos Ensinos Básicos e Secundário – Especialidade em Ensino do Português no 3ºciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário e de Espanhol dos Ensinos Básico e Secundário e diz respeito à nossa actividade profissional como docente de espanhol na Escola Secundária Pinheiro e Rosa, em Faro, durante o ano lectivo 2012/2013 sob a orientação do Professor Doutor António Ricardo Mira.

Em 2004, concluímos uma primeira Licenciatura em Ensino de Português e Francês pela Universidade de Évora, tendo, em 2012, realizado a Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas, variante Português e Espanhol, na Universidade do Algarve. Ao longo do nosso percurso profissional sempre sentimos a necessidade de aprofundar os nossos conhecimentos, reconhecendo tal atitude como uma mais valia para o nosso sucesso pessoal e profissional, bem como para o interesse dos nossos alunos. Posto isto, face à crescente utilização das novas tecnologias e respectivas ferramentas, realizámos, em 2007, uma Pós Graduação em Tecnologias da Informação e Comunicação, Especialização em Comunicação Educacional e Gestão da Informação, pelo Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares, PIAGET, que nos permitiu aprofundar conhecimentos e adquirir novas ferramentas, almejando diversificar os nossos instrumentos em sala de aula.

A primeira licenciatura forneceu-nos as ferramentas científicas ao nível do português e do francês, mas também nos proveu de conhecimentos ao nível da pedagogia, da didáctica e da psicologia. Relevam, por exemplo, na nossa opinião, de grande importância e contínua actualidade as disciplinas de Didáctica do Português e Francês, Técnicas de Expressão e Comunicação Pedagógicas, Avaliação Escolar, Psicologia Educacional, Métodos e Técnicas de Acção Educativa, Teoria da Educação, Axiologia Educacional, entre outras. É ainda de relevar, a frequência do estágio pedagógico integrado, realizado no ano de 2003/2004. Foi um ano de dúvidas e angústias, mas sobretudo de aprendizagem, de crescimento pessoal e profissional.

No que concerne a realização da segunda licenciatura, esta propiciou-nos a aquisição de novas competências linguísticas, abrindo-nos novos horizontes profissionais, e possibilitou-nos dar resposta às novas escolhas e necessidades dos alunos ao nível das línguas estrangeiras. Na verdade, tal como se refere em Costa e Balça (2012), “nas nossas escolas do ensino básico e do ensino secundário, o declínio da escolha, por parte dos jovens estudantes, da língua francesa é uma realidade, sendo substituída por uma preferência pela língua castelhana” (p.55).

Esta diminuição, na escolha da língua francesa e crescente aumento na escolha da língua espanhola, espelha a importância atribuída às diferentes línguas, bem como reflecte também, em nosso entender, uma procura por algo novo, uma lufada de ar fresco na aprendizagem das línguas. Como refere Mira (2012),

La disminución de la importancia cultural y social de la lengua francesa y, por otra parte, su grado de dificultad en el aprendizaje, lo que provocaba los consecuentes suspensos en las asignaturas de francés, junto con la toma de conciencia de que la lengua española es un de los idiomas más hablados en el mundo, que puede facilitar los intercambios económicos con España e con todos los países hispanohablantes, que hay empresas españolas en territorio portugués y empresas portuguesas en España, que la lengua crea, en estos dos países, oportunidades en el mercado de trabajo, que el conocimiento del español abre las puertas de la Educación Superior (Ensino Superior), en Portugal y en España y, también, la proximidad geográfica con España provocaran una creciente demanda del español en las escuelas y centros escolares públicos (p. 96).
A aprendizagem das línguas é, efectivamente, umas das chaves para o sucesso nos dias correntes, estando presentes nos meios de comunicação, nas tomadas de decisões políticas nacionais e internacionais, nas leituras que fazemos, nas músicas que escutamos ou nas viagens profissionais ou de lazer que possamos realizar. É imperativo saber como comunicar com os demais, sobretudo numa sociedade cada vez mais diversificada, de gentes, culturas e línguas plurais. O conhecimento abre novos horizontes, proporciona-nos vivências mais alargadas, permite-nos aceder a informações novas, a imiscuirmo-nos em contextos mais diversificados.

Respeitante à realização do Mestrado em Ensino do Português no 3ºciclo do Ensino Básico e Ensino Secundário e de Espanhol/Francês nos Ensinos Básicos e Secundário, este possibilitar-nos-á adquirir habilitação profissional para a docência em Portugal, no grupo de Espanhol, dado que em Português e Francês já somos profissionalizada.

Considerando esta unidade curricular, em particular, a mesma deu-nos a oportunidade de reflectir sobre as nossas práticas, de avivar e adquirir conhecimentos, permitindo-nos uma melhoria no nosso desempenho enquanto professora.

No que respeita ao presente relatório, foi tido em conta na sua redacção o Guião para a elaboração do relatório correspondente à unidade curricular Prática de Ensino Supervisionada, pelo que o corpo do documento se encontrará estruturado de acordo com os cinco seguintes tópicos: 1) Preparação científica, pedagógica e didáctica; 2) Planificação, condução de aulas e avaliação de aprendizagens; 3) Análise da prática de Ensino; 4) Participação na escola; 5) Desenvolvimento profissional. No desenvolvimento dos referidos tópicos, serão analisados e referenciados documentos considerados indubitavelmente úteis e indispensáveis para a prática docente, os quais serão somente incluídos no final do presente relatório, em anexo.

Iniciámos a redacção deste relatório crentes de que o professor desempenha um papel fulcral no desenvolvimento do aluno, seja académico, social ou individual. Cremos estar obrigados a responder activa e criticamente perante esse desafio, pelo que devemos ser capazes de reflectir sobre nós próprios, sobre as nossas práticas, diligenciando esforços para colmatar lacunas seja a nível científico, pedagógico ou didáctico.

Ser professor, na actualidade, significa adaptar e adaptar-se, há que observar o meio, em constante evolução, que nos rodeia, os alunos, tão distintos, que estão perante nós, avaliar as estratégias que utilizamos e, sobretudo, há que estar consciente de que se pode melhorar, há que querer sempre aprimorar o nosso trabalho, visando o pleno desenvolvimento do aluno.

Estes princípios, por nós assumidos, encontramo-los regulamentados no Decreto-Lei 270/2009, artigo 10º. O professor tem, pois, o dever, entre outros de:

d)Actualizar e aperfeiçoar os seus conhecimentos, capacidades e competências, numa perspectiva de aprendizagem ao longo da vida, de desenvolvimento pessoal e profissional e de aperfeiçoamento do seu desempenho.

f) Zelar pela qualidade e pelo enriquecimento dos recursos didáctico-pedagógicos utilizados, nua perspectiva de abertura à inovação.

g) Desenvolver a reflexão sobre a sua prática pedagógica (p.7031).


É nesta profissão que acreditamos, é para ela que trabalhamos, é nela que ambicionamos ser cada vez melhor.



Baixar 3.26 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   15




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
oficial prefeitura
minas gerais
terapia intensiva
Conselho nacional
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ciências humanas
ensino aprendizagem
outras providências
secretaria municipal
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
Dispõe sobre
catarina prefeitura
Colégio estadual
recursos humanos
Conselho municipal
consentimento livre
ministério público
conselho estadual
público federal
psicologia programa
Serviço público