O livro de Ouro da Igreja Gnóstica


João, o Batista, irrefutavelmente foi o Grande Avatar da Idade de Peixes



Baixar 401.5 Kb.
Página6/10
Encontro06.04.2018
Tamanho401.5 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10
João, o Batista, irrefutavelmente foi o Grande Avatar da Idade de Peixes.

A João, o Batista, devemos a frase ritual, profundamente esotérica: “O que vem após mim, nem sequer sou digno de beijar suas sandálias...”.

João, o Batista, foi feito prisioneiro por Herodes, Rei de Israel. Então, Herodes cheio de luxúria, aceitou a decapitação de João, em troca de prazer com uma prostituta, e, assim, o Grande Avatar de Peixes subiu ao Altar do Supremo Sacrifício.

Sua cabeça foi desprendida brutalmente de seu corpo por um afiado machado e logo em badeja de prata apresentada ante Herodes (símbolo sublime da aniquilação budista, da decepitação do “Eu Pluralizado que carregamos dentro).



36
O Pai-Nosso
O Pai-Nosso é a oração ritual mais poderosa que nos deixou Nosso Senhor Jesus Cristo. Esta oração contém em si mesma sete petições fundamentais. Deve-se pronunciar esta oração ritual, em meditação profunda, num tempo mínimo de uma hora.
1. Pai-Nosso que estás nos céus

2. Santificado seja o teu nome

3. Venha a nós o teu reino

4. Seja feita a tua vontade,

assim na terra como no céu

5. O pão nosso de cada dia

nos dês hoje

6. Perdoa nossas dívidas, assim

como perdoamos nossos

devedores

7. Não nos deixes cair em tentação,

mas livra-nos de todo mal. Amém.

Nós, gnósticos, temos de fazer a VONTADE DO PAI, ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU, porém, geralmente os homens chamam e invocam a Deus, para que Ele faça a vontade “deles”, ou seja, o contrário.

Os orientais chamam ao Cristo Cósmico de CHRISTUS. Os Egípcios o chamam OSÍRIS, os Hindus de VISHNU, os Tibetanos de KUAN-YIN, a Voz Melodiosa, o Exército da Voz, o Grande Alento, o Sol Central, o Logos Solar, o Verbo de Deus.

“No princípio era o Verbo, e o Verbo era Deus, este era no princípio com Deus; todas as coisas por Ele foram feitas e sem Ele nada do que é feito foi feito; e a luz nas trevas resplandeceu, mas as trevas não a reconheceram.”

O nascimento do Cristo em nós é o Natal do Coração. Antes de Jesus muitos Iniciados o encarnaram. Depois d’Ele alguns o têm encarnado e muitos o encarnarão no futuro.

Jesus, o Cristo, teve de levantar pacientemente suas SETE SERPENTES DE LUZ. Existem sete serpentes de fogo e sete serpentes de Luz. Jesus, o Cristo, ao abrir a senda da iniciação publicamente para toda a humanidade doente, começou por ensinar a TRANSMUTAÇÃO SEXUAL, a magia sexual que nos converte em Deuses.

O primeiro grande milagre de Jesus foram as Bodas de Canaã.

Jesus o Cristo depois de sua morte, ressureição e ascensão, viveu e compartilhou durante 11 anos em segredo com seus discípulos amados, época em que os discípulos Marcose André transcreveram do Mestre, de lábios a ouvido, todos os seus ensinamentos, vertendo-os no livro encíclico da humanidade: PISTIS SOPHIA, no qual ensina e demonstra à humanidade a doutrina da ressureição dos mortos, praticando magia sexual, adorando a mulher, sabendo querer, para que todo ser humano possa chegar aos levadíssimos cumes da Ressureição.

37
Shambala
O Shambala é um país secreto do Tibet Oriental. Ali vive atualmente Jesus o Cristo com seu mesmo corpo ressuscitado há mais de 2 mil anos.

Ali, no Shambala, tem seu Templo de Mistérios. O Shambala se encontra em estado de Jinas e é um gigantesco país. Ali existem os principais Monastérios e Templos da Igreja Gnóstica.

Lá vivem muitos Mestres da Igreja Gnóstica, cujos corpos datam de idades antiquíssimas, e estão em estado de Jinas.

Quando Jesus caminhou sobre as águas, levava o corpo em estado de Jinas.

Quando Jesus fez o milagre da multiplicação dos peixes e pães estava em estado de Jinas. Shambala é um país onde jamais chegaram os profanos, pois está muito oculto.

Jesus o Cristo voltará no zênite de Aquário com seu mesmo corpo que ressuscitou e ainda conserva em estado de Jinas. Mais tarde, o Mestre voltará no continente ANTÁRTICO para iluminar a Sexta Raça (CORÁDI) e muito mais tarde voltará para instruir a Sétima Raça.

Ele é o SALVADOR DO MUNDO, realmente o único que pode salvar-nos; Jesus Cristo trouxe a doutrina da Gnose do Universo.

Jesus Cristo é um PARAMARTASATYA que renunciou ao ABSOLUTO para vir a este vale de lágrimas.

Jesus o Cristo é o Chefe de todas as almas, um habitante do Absoluto: “Pai meu, perdoa-os porque não sabem o que fazem”.

A Igreja Gnóstica de Nosso Senhor Jesus Cristo, que está à cabeça dela, como chefe, tem estabelecido o poderoso movimento gnóstico revolucionário universal, que avança vitorioso em todas as frentes de batalha; este poderoso movimento gnóstico, como Iniciador da Nova Era de Aquário, resplandece e resplandecerá sobre a face da Terra para glória de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A Igreja Gnóstica na Nova Era de Aquário estabelecerá sobre a face da Terra governos gnósticos e então desaparecerão as fronteiras, as aduanas, as guerras, os ódios, etc.

A sede suprema da Igreja Gnóstica é em Shambala, no Tibet Oriental.



38
A Igreja Gnóstica Fracassada
Desgraçadamente, depois de 600 anos, a mensagem do Adorável, Nosso Senhor Jesus Cristo, foi adulterada e a Igreja de Roma voltou às formas mortas do Monaquismo Budista, com seus monges e monjas enclausurados que odeiam de morte a Senda do Matrimônio Perfeito.

Foi, depois de 600 anos de Cristianismo, quando se fez necessária outra mensagem sobre o Matrimônio Perfeito. Então, veio Muhammad (Maomé) o grande predicador do Matrimônio Perfeito. Naturalmente, como sempre, Muhammad foi rechaçado violentamente pelos infra-sexuais que odeiam a mulher. A confraria de infra-sexuais, celibes inimigos do Eterno e da mulher, crêem que somente com o celibato forçoso se pode chegar a Deus, e isto é um crime.

A abstenção que os infra-sexuais praticam é absolutamente impossível. A natureza se rebela contra semelhante classe de abstenção. Então, vêm as poluções noturnas que arruinam o organismo inevitavelmente.

Todo indivíduo celibe, irrefutavelmente sofre de derrames seminais noturnos.

Vaso que se enche se derrama inevitavelmente. Por tal motivo é uma farsa, uma mentira pretender e fazer crer a seus seguidores, os destas seitas mortas, que existem pureza e castidade dentro das Ordens Monacais celibes do oriente e do ocidente.

A abstenção, ou celibato, com sua técnica absurda de querer amordaçar, subjugar a energia sexual e dominá-la mediante a técnica do caminho do monge, converte esta classe de seres NOS ESCRAVOS MAIS ADEPTOS DO INFRA-SEXO.

Convertendo-se irrefutavelmente em infra-sexuais da pior espécie, todos o que depreciam a energia creadora do Terceiro Logos, o Espírito Santo, que odeiam a mulher, e as mulheres que odeiam o homem, são INFRA-SEXUAIS em cem por cento.

A energia retida na forma animal converte em homossexuais e lésbicas esta classe de seres que praticam o monaquismo.

É lamentável que as diferentes regiões do oriente e do ocidente desconheçam a chave do matrimônio perfeito sem mácula, ou seja, sem fornicação.

A Igreja Gnóstica dos mundos superiores, através de seu representante legal, Nosso Patriarca Samael, restabelece sobre a face da Terra os VALORES GNÓSTICOS DO MATRIMÔNIO PERFEITO, condensados no 5º Evangelho.

Indicando que é um absurdo querer ver e fazer crer que o Salvador do Mundo, Jesus o Cristo, foi um castrado, a Igreja Gnóstica ratifica, a toda a humanidade do planeta Terra que Jesus o Cristo foi um autêntico homem, viril, severo, bondoso, altruista e compassivo no sentido mais perfeito da palavra; que praticou o Sahaja Maithuna com sua sagrada esposa-sacerdotisa, e que sua doutrina não é a doutrina dos monges celibes do passado, presente e futuro.

A idéia é absurda de alguns Cenobitas celibes solteiros que dizem que podem unir a natural força creadora da alma em si mesmos, espiritualmente, aprendendo o reto modo da meditação e sua aplicação na vida física; que tais pessoas celibes não têm a necessidade de passar pela experiência do matrimônio, já que podem aprender a casar seu impulso feminino com o masculino de sua alma.

Se nossos bem-amados discípulos gnósticos refletirem nessas incorentes afirmações, chegarão à conclusão de que são manifestamente absurdas.

Isso de casar o impulso feminino com o masculino de sua alma interna é falso em cem por cento. Dito tipo de conhecimento utópico é impossível porque O HOMEM AINDA NÃO ENCARNOU SUA ALMA.

O animal intelectual não tem, ainda, alma. Quem quiser ser HOMEM COM ALMA deve ter Corpos Astral, Mental, Causal, totalmente solarizados sob a ação consciente da transmutação da libido, ou o matrimônio perfeito, praticando intensamente magia sexual entre parceiros devidamente constituídos.

O “Espectro” lunar de tipo Astral, Mental e Causal, são unicamente espectros sombras, fantasmas com figura animalesca, a sombra obscura e fria, o oposto aos Corpos Solares.

E o lamentável deste caso é que a maioria dos ocultistas pensa e crê que esses espectros são os verdadeiros corpos solares e estão muito equivocados. Necessitamos nascer nos Mundos Internos e isso de nascer é um problema sexual, que é produto da transmutação sexual.

Todos os celibes infra-sexuais, inquestionavelmente, como inimigos do Terceiro Logos, a energia do Espírito Santo (o sexo), rodarão ao Abismo.



39
Nosso Senhor, o Cristo Samael
Com a Ressureição do Mestre Secreto, em cada um de nós, alcançamos a PERFEIÇÃO NA MAESTRIA.

Então, somos lavados de toda mancha e o pecado original é eliminado radicalmente.

Trabalhei intensamente na SUPER-OBSCURIDADE do silêncio e o segredo augusto dos sábios.

Submergi-me nos sábios mistérios de MINNA, as pavorosas trevas de um amor que é da morte irmão gêmeo.

Reconquistei meu lugar no Primeiro Céu, ou da Lua, onde Dante teve a visão dos Bem-Aventurados e reconheceu estático a Piccarda Donati e a Imperatriz Constanza.

Retornei ao Terceiro Céu, ou de Vênus, região dos Espíritos Amantes, ali onde Dante se ocupara de Roberto, o Rei de Nápoles.

Regressei ao Quarto Céu, ou do Sol, morada dos Espíritos Sábios, onde Dante citou São Francisco de Assis.

Reconquistei o Quinto Céu, de Marte, Região dos Mártires da Fé.

Retornei ao Sexto Céu, de Júpiter, Região dos Príncipes Sábios e Justos.

Regressei ao Sétimo Céu, de Saturno, morada exótica dos Espíritos Contemplativos.

Voltei ao Oitavo Céu estrelado de Urano, onde Dante mencionara o triunfo do Cristo Íntimo e a Coroação da divna Mãe Kundalini, o paraíso dos Espíritos Triunfantes.

Retornei ao Nono Céu cristalino, Região de Netuno.

Posteriormente, tive de comparecer ante meu Terceiro Logos, Shiva, meu Real Ser, minha própria sobreindividualidade, Samael em si mesmo.

Qualifiquei as Oito Iniciações, um duríssimo trabalho, um ano para cada Iniciação; vivenciara, agora em oito anos, todo o Livro do Patriarca Jó; pagar os dízimos de Netuno antes da Ressureição.

Não é possível a Ressureição sem haver previamente formado os estigmas do Adorável no Corpo Astral e tive de ser instruído sobre a estigmatização do Corpo Astral.

Fora do corpo físico, um monge santo, um ermitão, tratou de atravessar as palmas de minhas mãos com o propósito de estigmatizar-me. Nos instantes em que aquele cenobita golpeara com o cravo para perfurar minhas mãos, saltavam raios divinos nesses momentos; orei ao meu Pai que está em segredo solicitando ajuda. A oração chegou ao Senhor. É inquestionável que nesta iniciação havia recebido os estigmas, porém, em forma simbólica.

Na Montanha da Ressureição devia formá-los, fazê-los na FORJA DOS CÍCLOPES.

Na Montanha da Ressureição assim formei eu mesmo meus estigmas, na Forja dos Cíclopes assim o têm formado os místicos de todos os tempos.

Já estou próximo ao final de meu livro intitulado As Três Montanhas. Certamente me falta um Introdução à Terceira Montanha, três capítulos da Ascensão e a Conclusão. “Então você vai acabando este trabalho”. “Sim, Joaco, sim, sim...!”

Como queira que eu tenha subido e baixado e volto a subir, é óbvio que possuo vasta experiência nestas questões de tipo esotérico, certamente, meu caro leitor.

Eu não sou mais que um mísero verme do lodo da terra; um qualquer que nada vale. Todavia, como tenho percorrido o Caminho, posso indicá-lo com inteira claridade e isso não é um delito.

Sou uma Pedra da Muralha Guardiã; esta muralha está formada pelos Mestres de Compaixão, aqueles que renunciaram a toda felicidade por amor à humanidade. PAZ INVERENCIAL!!!



40
Samael, o Logos e Regente do Planeta Dogue (Marte)
Samael Aun Weor, a Vontade do Deus Cósmico, o Gênio Planetário sideral do Planeta Dogue (Marte); Dani, o grande restaurador das consciências humanas de Dogue, deu testemunho dele.

Samael é o Grande Receptor da Luz Cósmica que chega a Dogue.

Samael tem corpo físico imortal.

Quando seu Dhiani-Bodhisatva caminha pelas ruas de Dogue, os habitantes do planeta Marte não ignoram que ele é o filho muito amado do Rei do Mundo.

Toda a antiga sabedoria marciana dos séculos resplandece gloriosa no Ser Interior profundo de seus habitantes.

Samael, o Logos Planetário Marciano, está crucificado no Templo-Coração, na morada sideral de Dogue, como Receptor da Luz que vem do Limbo do Sol e que retransmite com e por amor a seu corpo multidimensional planetário para que haja vida em abundância.

Samael e seus Anjos Guerreiros da antiga Terra-Lua celebraram na antiga Terra-Lua, chamada no passado Dia Cósmico de SELENE, a Santa Unção Gnóstica com a partição do Pão e do Vinho.

Samael e seus 12 Apóstolos realizaram publicamente no passado Dia Cósmico o drama da Crucificação, no planeta Selene, o mesmo drama cósmico que Jeshua Bem Pandira realizou publicamente há 2 mil anos.

Samael subiu ao Supremo Sacrifício da Crucificação, se lhe deu vinagre, os centuriões lhe burlaram, jogaram com suas vestimentas, depois do acontecimento do Gólgota ressucitou de entre os Mortos-Vivos da grande Selene, ensinando à humanidade dessa época a Gnose, o caminho da Revolução da Consciência, com sua prática dos Três Fatores.

Samael levou, pois, o Santo Graal do Templo Coração de Dogue a Selene.

Samael trouxe a este planeta Terra o Santo Graal do Templo Coração de Marte, entregando-nos a Doutrina Gnóstica para a salvação das almas da Terra.

O corpo planetário de Samael está oco, com cavernas gigantescas, unidas entre si por dentro, a totalidade do ventre de seus continentes.

Samael, o Rei do Mundo, responde por todas as almas de Dogue.

Os grandes hierofantes, Iniciados da Loja Branca Marciana, são sacerdotes para sempre, de acordo com a Ordem Sacerdotal de Samael.

Samael e sua gente estão encarnados aqui na Terra para redimir-nos com seu impulso volitivo marciano, até a luz do Tesouro da Luz.

O nome profundamente sagrado Samael Aun Weor, significa “VONTADE DE DEUS, REI DE JUSTIÇA, REI DA PAZ”.

Samael não tem pai terrenal, nem mãe terrenal em Dogue, nem neste planeta que chamamos Terra; sem genealogia, que nem tem princípio de dias, nem fim de vida, e sim se fez semelhante ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre.

Samael é ministro de ATIN, ou MICHAEL, REI DO SOL, e trabalha sob suas ordens.

Samael, o Logos Planetário, enviou a seu Dhiani-Bodhisatva à Terra, já que os regentes deste sistema solar se dividem no governo das humanidades planetárias em distintas épocas.

Samael é o Quinto dos Sete, o que mais sofreu dentre os membros da Familia Solar.

Samael é um homem e é um Deus.

Samael, o regente de Dogue, é um COSMOCRÁTOR e CREADOR de mundos, Deuses e Homens.

Samael, o Super-Homem que está agora em SHANGRILÁ, é um extraterrestre, um habitante de outro mundo, que está aqui conosco por amor.

O regente de Dogue é um Deus Ígneo da Grande Fraternidade do Sistema Solar e desta galáxia em que vivemos e temos nosso Ser.

Samael, o regente de Marte, é o Grande Patriarca da Igreja Gnóstica dos Mundos Superiores da Terra e deste sistema solar e da galáxia.

Samael, o Logos de Dogue, é um habitante da Muralha Guardiã.

Samael tem seu centro de gravidade no Sagrado Ank-Lad, no Omeyocán, no Teotihuacán, na Porta do universo.

Samael é um habitante do Zoosto, a Luz Increada, que está conosco por amor.

Samael possui a consciência de vários infinitos dentro de seu próprio Ser.

Samael é o Cristo Cósmico humanizado e com corpo planetário.

Samael é um Paramartasatya, com os quatro graus de perfeição dos Quatro Kayas, fabricados há vários Mahanvantaras.

Samael é um homem galáctico, com existência eterna de vários mahavântaras.

Samael no microcosmo-homem, dentro de toda humanidade solar, que caminha e vive na superfície de seu corpo planetário, por ele criado, é a parte mais elevada do Ser, em cada irmão do planeta Marte.

Samael, o regente de Marte em nós, os que amamos a Doutrina Gnóstica Marciana e que estamos aqui na Terra, caídos, sendo de Marte, lutando por levantar-nos, reconhecemos que em nosso Ser, é a parte mais elevada, superlativa e transcendental.

Samael, o regente de Marte, nos habitantes da Terra, que praticam AUTO-GNOSE, é a parte mais elevada de seu Ser, porque é a que nos colocou no caminho da Gnose.

Samael, regente de Dogue, agora é o Avatar de Aquário, o condutor e revolucionário da consciência humana terrestre.

Samael, Sorocotora e os 12 Reitores Siderais trabalham em harmonia pelo bem deste afligido mundo.

Samael, regente de Marte, tem o grau, neste planeta Terra, de SUPREMO DALAI-LAMA e é membro ativo da LOJA BRANCA DO TIBET.

Samael, regente de Dogue, encarnado na Terra, é o Grande Guru das Instituições Gnósticas.

Samael, gênio sideral de Dogue, é neste mundo o Presidente Mundial da Antropologia Gnóstica.

Samael, servo do Altíssimo, o Deus de Marte: ...é um grande amigo...é um grande irmão da Luz...é um Dhiani-Bodhisatva.

Samael é o Ser Interior profundo do Senhor da Força.

Samael é um dos TETRASUSTENTADORES deste universo.

Samael, o Rei do planeta Marte, neste mundo Terra não tem preferidos, ele é Ele, preferido de alguns de seus filhos.

Samael, o Cristo, desceu a este nosso universo interior obscuro de trevas, para resgatar cada uma das partículas de consciência, de Luz embutidas, enfrascadas no Ego Animal, em inúteis vestimentas.

Samael, o Rei de Marte, enviou a seu Filho muito amado, ao Cristo, para ensinar-nos a Doutrina do Cristo Íntimo.

Samael, o Cristo, anela a integração de todos seus Filhos nEle.

O Cristo Samael, o Grande Integrador, através da Gnose, trabalha para integrar todas as partes isoladas superlativas do Ser em cada irmão gnóstico, que pratica Auto-Gnose.

Samael, Rei de Dogue, trouxe a Doutrina do Super-Homem para a Terra a cada irmão gnóstico.

Samael tem restaurado, integrado, todas as doutrinas de nossas culturas antepassadas, na gnose, fundamento delas mesmas, para indicar-nos o caminho até a Luz.

Samael é puro amor.

Samael é amor consciente.

Samael é onisciência.

Samael é sabedoria e amor.

Samael é inteligência e saber.

Samael é misericórdia infinita.

Samael é caridade sem limites.

Samael é a grande bondade.

Samael é a graça.

Samael é a virtude.

Samael é a unidade e a vida.

Samael é a força.

Samael é o poder.

Samael é Quetzalcóatl.

Samael é Osíris.

Samael é o Cristo.

Samael é a gratidão.

Samael é cavalheiro.

Samael é o mais sublime missionário.

Samael é a beleza do amor em nossos corações.

Samael não é um pseudônimo.

Samael não comercializa com a Doutrina Gnóstica.

Samael não cultiva a energia da separatividade dentro da psique do estudantado gnóstico.

Samael não engana intencionalmente.

Samael não cultiva o ódio dentro das Instituições Gnósticas.

Samael não cultiva a vingança.

Samael não cultiva a revanche.

Samael não cultiva a ira violenta e silenciosa.

Samael não adormece a consciência de seus semelhantes.

Samael não faz guerras fratricidas.

Samael não assinala com mentira, nem degrada a seus discípulos, estudantes, nem a ninguém.

Samael não é astuto, como os lobos astutos.

Samael não tem perseguido com autoridade a seus irmãos.

Samael não se burla intencionalmente de seu povo com a falácia do Ego.

Samael não se deleita com os fracassos públicos ou secretos de seus estudantes.

Samael não usa jamais o verbo para desviar a nenhum estudante da gnose com mentira, enganos e fins obscuros.

Samael não se aproveita da inocência de seus estudantes para mentir, desviando – como o fazem muitos diretores – aqueles que não se encaixam em seu egocentrismo obscuro e depravado.

Samael não tem medo.

Samael não se aproveita da humildade de seus estudantes para humilhá-los, depreciá-los, ameaçá-los.

Samael não usa jamais técnicas estilo “Guillet” e “Ouspensky” dentro da Irmandade Gnóstica, pelo contrário, as proibiu.

Samael não foi sádico, masoquista, estabelecendo técnicas monstruosas de auto-suplícios sobre o corpo lategando-o ou de qualquer forma de tortura física ou psíquica.

Não foi verdugo de seus semelhantes, nem com a Irmandade Gnóstica.

Não usa o pódio da palavra para satirizar, nem ferir.

Não fornicou jamais com a palavra.

Não usa os meios públicos de comunicação para guerras fratricidas, dando uma péssima imagem em nível internacional da Gnose.

Não praticou jamais o mediunismo, porque é pura e legítima Magia Negra, ao contrário, nos trouxe a sublime Doutrina da Gnose, para que regressemos todos conscientes ao seio de Nosso Pai Absoluto Incriado.

Samael, bendito Anjo da Luz.

Perdoa-nos por nossos pecados.

Perdoa-nos por nossas iniqüidades.

Perdoa-nos por nossas desobediências.

Perdoa-nos por não cumprirmos com os Três Fatores da Revolução da Consciência.

Perdoa-nos por haver destruído o que com tanto amor nos legaste.

Perdoa-nos por ser como somos.

Samael, perdoa-nos por dizer e afirmar em documentos que és um pseudônimo.

Samael, perdoa-nos por estar em guerras fratricidas e criar guerras fratricidas internacionalmente.

Samael, perdoa-nos por cultivar intencionalmente a separatividade entre meu grupo, entre meus irmãos, entre as nações gnósticas do mundo.

Samael, perdoa-nos por usar a doutrina para mentir, enganar e usurpar com fins obscuros egoicos teu nome e teu evangelho.

Samael, perdoa-nos por usar teu nome, como têm usado o do Cristo Jesus, para cometer todo tipo de iniqüidades.

Samael, perdoa-nos por perseguir com maldade a teus missionários, desviando-os com perversidade, sem ter consciência do que dizemos, sem que nos conste.

Samael, perdoa-nos por negociar com a Doutrina Gnóstica, como mercadores do Templo.

Samael, perdoa-nos por sentir-nos donos de tua obra, “O 5º Evangelho”, monopolizando teus livros, que são propriedades da Igreja Gnóstica dos Mundos Internos da Loja Branca.

Samael, perdoa-nos por usurpar teu nome e usá-lo para nosso egoismo pessoal.

Samael, perdoa-nos por sermos equivocados sinceros.

Samael, perdoa-nos por não haver sido sérios, disciplinados, perseverantes na prática da Doutrina Gnóstica.

Samael Aun Weor, Deus Bendito, estamos arrependidos de coração, de tanto atropelo a teu santo amor, te peço perdão por meus pecados e por todos os irmãos gnósticos do mundo.

Te prometemos, com fatos, emendar os danos que lhe temos feito à Instituição Mundial, à nossa alma e à Irmandade Gnóstica e a todo o sincero povo gnóstico do mundo.

Com lágrimas nos olhos, comovidos de coração, arrependidos no mais profundo de nossa alma, te suplicamos teu perdão... perdão... perdão...

Te prometemos de coração, ó Deus Samael, sermos melhores, para merecer-te.

Samael, cumpriremos fielmente com teus decretos institucionais.

Não mentiremos mais, dizendo que tu o decretaste, que tu o estabeleceste – tal ou qual coisa – e era um embuste nosso.

Samael, Deus da Força, te prometemos que uniremos todas as nossas forças para retirar a má imagem que demos da Gnose através de nossos “Eus”.

Samael, não haverá mais guerras fratricidas, em nível de grupo, entre missionários e diretores locais, estatais, nacionais e internacionais. Te prometemos.

Samael, tem piedade de nossas almas.

Samael, dedicaremos cada instante, cada momento de nossa existência, o tempo que tivermos de vida, a praticar os Três Fatores da Revolução da Consciência, com superdisciplina, perseverança, continuidade de propósitos e puros de coração a cumprir com nosso testamento, cumprindo nossos deveres de amor a nossos irmãos e a nossos semelhantes, igual que a Deus mesmo.

Paz Inverencial!!!

41
A Virgem Maria

Dizem a tradições que a Virgem Maria, a mãe de Jesus Cristo, fazia almofadas para o Templo de Jerusalém e que estas almofadas se transformavam em rosas.

As linhas das mãos de Maria, a mãe de Jesus, nos dizem claramente que em sua primeira juventude teve um rico namorado, que ela não quis aceitar, pois seu único anelo era ser SACERDOTISA DA LUZ.

Maria sofreu muito com o acontecimento do Divino Rabi da Galiléia. Só teve um esposo, que foi o Iniciado José e um só filho que foi o Divino Mestre.

Era, pois, Maria uma autêntica sacerdotisa pura e santa; seu rosto era moreno pelo sol do deserto, seu corpo fino e ágil, de estatura pequena, seu nariz ligeiramente “achatadinho” e o lábio superior algo saliente.

Durante os primeiros anos de sua vida teve comodidades e mais tarde sua vida foi muito pobre. Maria usava túnica de cor café, já desbotada e remendada, pois vivia na indigência.

Sua vida santa cumpriu a missão mais gloriosa que se pode confiar a um ser humano. A de ser a mãe de Jesus o Cristo.

Maria, a mãe do Grande Cabir Jesus, esta insigne Mestra, está novamente reencarnada, no Vale do Nilo, nesta ocasião nasceu com corpo masculino e esta grande alma vem para cumprir uma grande missão mundial.

Maria foi filha de Joaquim e, segundo a tradição, foi condenada a morrer apedrejada, segundo os costumes, pelos sacerdotes da época, pois eles e o povo a consideraram “como adúltera” ao sair grávida, como se não houvesse sido de José, seu esposo.

José interpelou e, segundo as leis, pôde trocar a morte de sua esposa pelo flagelo, ou seja, foi suspenso pelas mãos e chicoteado até quase morrer e assim salvou Maria e o Menino de Ouro, o Cristo que se gestava em seu ventre.

Partiram logo à casa de Isabel, esposa de Zacarias, que foi também concebida pelo Espírito Santo a muito avançada idade, e estes não haviam podido ter nenhum filho, até então, do qual nasceu ELIAS, o grande patriarca, reencarnação vivente de João, o Batista.

A Maria e a Isabel se lhes apareceu, a ambas, o Anjo do Senhor.




42
A Imaculada Concepção

É urgente compreender o que são realmente as Imaculadas Concepções.

Estas abundam em todos os cultos antigos.

Fu-Ji, Quetzalcóatl, Buda, Hermes, Jesus, Dante, Zoroastro e todos os Mestres da Loja Branca são o resultado de Imaculadas Concepções.

O Fogo Sagrado faz fecunda as Águas da Vida para que nasça o Mestre em nós. Todo anjo é certamente filho da Divina Mãe Kundalini, ela é realmente Virgem antes do parto e depois do parto.

Em nome da verdade somente asseveramos o seguinte: o esposo de Devi Kundalini, nossa mãe cósmica particular, é o Terceiro Logos, o Espírito Santo, o Primogênito da Creação, nossa mônada íntima e individual, ou melhor dizendo, sobreindividual.

Nossa Imaculada Virgem é, fora de toda dúvida, Maria, ou melhor, Ram-Io, que é a mesma Ísis, Juno, Demeter, Ceres, Maia, Cibele, Astarté, Afrodite, Diana, Tonantzin, etc.; todas as Divinas Mães de todos os cultos antigos sagrados simbolizaram a Deus-Mãe.

Deus-Mãe não tem figura, é coessencial com o Espírito Santo, e a matéria assume a figura sublime de uma deusa, com coroa encrustada de diamantes ou de uma Serpente de Fogo alada cheia de Luz.

O ventre de nossa Imaculada Virgem particular individual é a medula multidimensional que é fecundada pelo cisne Kalahamsa. Desta imaculada concepção realizada pelo Espírito Santo, deve a gestação e desenvolvimento do FOGO CRÍSTICO, dentro do ventre imaculado da serpente, até que nasce o Menino de Ouro, o Menino Deus, o Íntimo no ventre ígneo da Serpente Divina. Desta maneira, nasce o Mestre Interior, através de milenárias purificações e intensos refinamentos no Mandamento de Roma.

A concepção e nascimento do Fogo Crístico, Íntimo, do Adam Kadmon, do Salvador Gêmeo, é o fruto de um intenso e inquebrantável trabalho de Magia Sexual, Aniquilação Budista e serviço impessoal à humanidade doente.

Quando nossa Mãe Divina Kundalini, em transe erótico divino, se abraça com seu esposo, o Terceiro Logos, se reliza este ato em todos os planos de consciência até chegar ao físico e desta forma Ele e Ela, o Adam e a Eva primogênios se amam para crear novamente, dando como resultado desta “Cruz Sexual” a concepção no ventre da serpente. O Fogo Crístico se desenvolve, cresce e evoluciona de acordo com os méritos do coração.

43
Maria é Concebida
Havia no Templo de Jerusalém 33 varões, sacerdotes da tribo de Levi.

José, o pai de Jesus de Nazaré, era um dos 33 Anciães do Templo de Salomão.

Depois da “Anunciação”, o sumo-sacerdote ordenou aos 33 sacerdotes do Templo que depositassem suas varas atrás do altar e se propôs que aquela vara que amanhecesse florescida seria a do esposo de Maria.

Cada um dos sacerdotes, um a um, em ordem sucessiva, foram colocando suas varas detrás do altar. O último a colocar sua vara foi o sacerdote José, porém este resistia à ordem do sumo-sacerdote alegando sua avançada idade. Todavia, teve de obedecer a ordem e depositou sua vara no altar.

No dia seguinte, pela manhã, os sacerdotes foram ao altar para recolher suas varas e qual não foi a surpresa ao encontrarem a vara de José toda florida.

Assim foi como se designou José por esposo de Maria e foi a Virgem do Carmo tirada do Templo e depositada na casa de um cidadão honorável de Jerusalém, para aguardar a hora da concepção.

E o anjo Gabriel escolheu dia e hora em que os esposos verificaram o ato sexual como um sacrifício no altar do matrimônio, para brindar-lhe corpo ao Divino Redentor do mundo.

E Maria foi virgem antes do parto, no parto e depois do parto, porque era VIRGEM DE ALMA e porque a concepção se verificou por obra, ou seja, por obra e graça do Espírito Santo.

O ato sexual, quando é ordenado pelo Anjo, engendra filhos por obra e graça do Espírito Santo. O ato sexual para os puros é puro, para os impuros é impuro.

Quando olhamos o ato sexual com olhos de anjo, é angélico, e quando olhamos com olhos cheios de malícia, é demoníaco. Quando se verifica o ato sexual por ordem do anjo, é santo. Porém, quando se verifica, o ato sexual, por ordem do diabo, é satânico.

Maria não teve dor no parto porque concebeu seu filho por obra e graça do Espírito Santo, e todas as esposas e esposos do mundo poderiam imitar a Maria e a José, concebendo seus filhos por obra e graça do Espírito Santo, NÃO FORNICANDO. Esta é a chave maravilhosa que permitirá que nasçam meninos cheios de beleza.

Nem a pluma de Miquelângelo, nem a Madonna de Leonardo Da Vinci, conseguiram nos traduzir de forma fiel a imagem de Maria. Inumeráveis esculturas trataram de personificar a Virgem do Carmo, porém, nenhuma delas pôde traduzir exatamente a fisionomia daquela GRANDE FILHA DA LUZ.

Ao contemplar com os olhos da alma a figura inefável daquela Divina Mãe, não vemos nada que seja diamantes, rubis e esmeraldas; ante os olhos da alma desaparecem por completo as púrpuras e sedas com que se tem querido envolver a recordação de Maria, mãe de Jesus de Nazaré.

Não foi Maria aquela beldade mundana pintada em todas as aquarelas. Com os olhos do espírito, somente contemplamos o todo: uma virgem morena queimada pelo sol do deserto.

Ante nossas miradas atônitas, não se delineiam esbeltos corpos e rostos provocativos de figuras femininas, para aparecer em seu lugar uma mulher simples, de pequena estatura, corpo delgado, rosto pequeno e ovalado, nariz romano, lábio superior algo saliente, olhos ciganos e ampla fronte.

Aquela humilde mulher se vestia com túnica carmelita ou marrom e sandálias de couro, caminhando através dos desertos africanos rumo à terra do Egito, parecia uma pródiga com sua túnica velha e esfarrapada e seu rosto moreno umedecido em copioso suor.

Maria não é aquela escultura de púrpura e diamantes, que hoje adorna a Catedral de Notre Dame de Paris; não é Maria aquela estátua cujos dedos de arminho engastados em puro ouro alegra as procissões da Casa Paroquial.

Não é Maria aquela verdade inolvidável que desde pequenos contemplamos nos suntuosos altares das igrejas comuns, cujos sinos metálicos alegram os mercadores de nossas paróquias.

Ante nossos sentidos espirituais só vemos uma virgem queimada pelo sol do deserto. Ante a vista do espírito desaparecem todas as fantasias, para aparecer em seu lugar uma pródiga humilde, uma humilde mulher de carne e osso.

Desde muito pequena, Maria fez voto de castidade no Templo de Jerusalém. Maria era filha de Ana. Sua mãe a levou ao Templo para que fizesse seus votos e Maria era uma das VESTAIS do Templo.

Nasceu numa aristocrática família e antes de ingressar ao Templo como Vestal, teve inumeráveis pretendentes e até teve um rico e adornado galã que quis casar-se com ela. Maria não aceitou. Seu coração só amava a Deus.

Os primeiros anos de sua vida estiveram rodeados de toda classe de comodidades. Maria conheceu a doutrina secreta da tribo de Levi. Educou-se à sombra augusta das colunas de Jerusalém entre a folhagem núbil dessas palmeiras orientais, em cuja sombra descansam os cameleiros do deserto.

Maria foi iniciada nos mistérios egípcios. Conhecia a sabedoria dos faraós e viveu no cálice do antigo cristianismo calcinado pelo fogo ardente das terras orientais.

A religião católica, tal como a conhecemos hoje, nem sequer se vislumbra sobre as sete colunas da Roma augusta dos Césares, e os velhos essênios só conheciam a velha doutrina cristã, a doutrina dos mártires, aquela doutrina pela qual Santo Estêvão morreu mártir. Esta santa doutrina crística se conserva em segredo entre os mistérios do Egito, Roma, Tróia, Cártago, Elêusis etc.

O maior feito de Jesus, o Cristo, foi haver publicado a velha doutrina sobre as calçadas de Jerusalém.

44
A Anunciação
E no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia chamada Nazaré. E bem-aventurados os que crerem, porque se cumpriram as coisas que foram ditas por parte do Senhor. Então, disse Maria:

“A minha alma engrandece ao Senhor,

e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador,

porque contemplou na humildade a sua serva.

Pois, desde agora, todas as gerações me considerarão

bem-aventurada, porque o Poderoso me fez grandes coisas.

Santo é o Seu nome.

A Sua misericórdia vai de geração em geração sobre os

que O temem.

Agiu com Seu braço valorosamente;

Dispersou os que, no coração, alimentavam pensamentos soberbos.

Derribou do seu trono os poderosos e exaltou os humildes.

Encheu de bens os famintos e deixou vazios os ricos.

Amparou a Israel, seu servo, a fim de lembrar-se de Sua misericórdia,

a favor de Abraão e de sua descendência, para sempre, como prometera a

nossos pais.”

Maria permaneceu cerca de três meses com Isabel e voltou para casa.

(cap.1, vers. 39 a 56, Lucas)

Nos tempos antigos, toda a espécie humana concebia os filhos por obra e graça do Espírito Santo, então não existia dor no parto; o Espírito Santo enviava seus santos anjos para que estes juntassem homens e mulheres dentro dos grandes pátios dos Templos.

O ato sexual era regido por anjos e este era um Sacramento que só se verificava nos Templos para engendrar corpos para as almas que necessitavam vir ao mundo.

Então, a dor no parto não existia. As mulheres pariam seus filhos sem dor, porque os concebiam por obra e graça do Espírito Santo.

Porém, quando a humanidade desobedeceu aos anjos, então pecou contra o Espírito Santo – fornicando – e este disse à mulher: “Parirás teus filhos com dor, e ao varão, trabalharás com o suor de tua fronte para sustentar a tua mulher e a teus filhos”.

Adão eram todos os homens dos antigos tempos e Eva eram todas as mulheres dos antigos Templos.

Maria vinha seguindo o sendeiro da castidade e da santidade e por isto se surpreendeu quando o Anjo Gabriel lhe anunciou que conceberia um filho. Ela nos ensinou com seu exemplo o sendeiro da castidade.

Hoje em dia, o matrimônio se converteu em uma licença para fornicar. Os homens e mulheres se multiplicam por puro prazer animal, sem importar-lhes o ápice, o Espírito Santo.

Toda união sexual que aconteça sem permissão do Espírito Santo, há fornicação; porém, isto não o querem entender os seres humanos desta época, porque se afastaram da velha doutrina que a Virgem Mãe de Jesus conheceu, e que predicou o Cristo sobre os muros invictos de Sião.



45
Oração à Virgem
Deus te saúda, Ram-Io

És cheia de graça.

O senhor seja contigo.

Bendita és tu entre as mulheres

E bendito o fruto de teu ventre, Jesus.

Virgem Ram-Io, Mãe de Deus,

Roga por nós

Que temos o Eu pecador,

Agora e na hora da morte

De nossos defeitos. Amém!!!



46
A Árvore da Ciência do Bem e do Mal
Os Iniciados, que em remotas idades foram DEMÔNIOS DO ABISMO, resultam agora maravilhosos. Estes Iniciados já não se deixam enganar pelos tenebrosos, conhecem a maravilha dos demônios; nenhum tenebroso pode enganar esta classe de Iniciados.

Sabem o que é o Abismo, são espertos e profundos nesse ramo, conhecem muito bem a Árvore da Ciência do Bem e do Mal.

Os Iniciados que não conheceram o Abismo nos tempos antigos resultam agora VÍTIMAS INGÊNUAS DOS TENEBROSOS. Esta classe de Iniciados é facilmente enganada pelos tenebrosos. Esses Iniciados se convertem em caluniadores do próximo; esses Iniciados vociferam contra os demais e caem no Abismo.

Esta classe de vítimas se sente abastada como hierofantes e reencarnações de tal ou qual mestre etc... Para ser Deus, tem-se que conhecer totalmente a Árvore da Ciência do Bem e do Mal.

Mais sabem as Rosas Vermelhas porque têm a sapiência do pecado e o vertigo do Absoluto, que uma alma virgem é inocente.

Mais fácil cair uma virgem que uma Madalena arrependida.



47
A Escola dos Baales
Assim nos disse o Senhor Jeová: “Eu sempre tenho te ajudado, Eu sempre te ajudarei, Eu sempre ajudarei a todos aqueles que já passaram pelas Escolas dos Baales”.

Os Baales são os tenebrosos da Loja Negra. Todas as Escolas, Organizações, Lojas, Religiões e Seitas que ensinem e pratiquem o ato da fornicação, são do Abismo. Estas são as escolas dos Baales, que comem na mesa de Jezabel (a fornicação) e se alimentam de comidas oferecidas aos ídolos (teorias, intelectualismo, Infra-sexualidade etc.).



48
Espiritismo
Existem seitas onde as pessoas resultam falando línguas. Os fanáticos crêem que o Espírito Santo tem entrado neles, essas pobres vítimas de entidades demoníacas que as possuem.

Para receber o Espírito Santo, tem que ser PURO e CASTO, porque o que fornica peca contra o Espírito Santo.

O Espiritismo, mediante certos sujeitos passivos denominados “vasos”, servem de veículo para comunicar-se com o Além. Todavia, aos centros espíritas, realmente só concorrem as SOMBRAS DOS FALECIDOS. É bom saber que essas sombras dos falecidos constituem o “Eu Psicológico”.

Assim, pois, muito rara vez, entra a alma ou espírito do falecido dentro do corpo de um “médium”. Só penetra nos corpos dos médiuns o Eu Psicológico dos desencarnados, a sombra dos seres queridos que desencarnaram.

Os médiuns espíritas também servem de veículo como “vasos sinistros” para certas forças obscuras e esquerdas do Abismo. Príncipes e Demônios da Loja Negra se apossam desses vasos, assumindo posturas Jesuscristianas e enganando a platéia presente.

Desta maneira, os adeptos da Loja Negra enganam suas vítimas fazendo-lhes crer que são adeptos da Luz e os pobres equivocados rodam ao Abismo.

O caminho que vai ao Abismo está empedrado de boas intenções. As escolas espíritas, as seitas mortas da atualidade com seus médiuns passivos, diz-se recebendo o Espírito Santo, são uma burla, um sarcasmo, uma blasfêmia contra o Terceiro Logos, o Espírito Santo, são jaulas de ouro com preciosas serpentes venenosas em seu interior.

No incenso da oração se esconde o delito. As escolas cinzentas do Espiritismo decolam na atualidade soberanas, com inumeráveis templos, onde os demônios do Abismo, através dos vasos passivos, fazem milagres, curas e todos os prodígios da Besta.





Baixar 401.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual