Novo currículo para o curso de psicologia


Competências da Ênfase Curricular em Processos Psicossociais e Socio-educativos



Baixar 343 Kb.
Página6/7
Encontro04.03.2018
Tamanho343 Kb.
1   2   3   4   5   6   7
2.2. Competências da Ênfase Curricular em Processos Psicossociais e Socio-educativos: Esta Ênfase Curricular envolve a concentração e aprofundamento de estudos e estágios visando a prática das seguintes competências específicas:


  1. Observar, avaliar, diagnosticar e planejar intervenções psicossociológicas em instituições e na comunidade.




  1. Fazer intervenção psicossocial com grupos, instituições e coletividades, visando à promoção do bem estar psicológico, o desenvolvimento de habilidades sócio-relacionais e o tratamento psicossocial do sofrimento psíquico e desvantagens psicológicas, sociais e afetivas diversas.




  1. Intervir em processos grupais em diferentes contextos institucionais, organizacionais, comunitários e associativos.




  1. Analisar organizações, instituições, comunidades e conhecer possibilidades de consultoria.




  1. Atuar nas situações sociais que envolvem a relação do homem com o trabalho;




  1. Gerenciar recursos humanos, realizar seleção e treinamento profissionais.




  1. Avaliar, diagnosticar e intervir em contextos educacionais e escolares.




  1. Elaborar e desenvolver projetos de pesquisa e extensão no campo de estudo dos processos psicossociais e sócio-educativos.




  1. Fazer encaminhamentos para profissionais que trabalham em áreas afins, quando necessário, e atuar interdisciplinarmente.

O aluno deverá cursar um total de 144 horas de unidades curriculares optativas, escolhidas no elenco de disciplinas oferecidas nesta Ênfase. Esse elenco consta de 35 (trinta e cinco) unidades, cujas ementas estão descritas no Anexo III, dentre as quais o equivalente a no mínimo 4 (quatro) unidades de 36h serão oferecidas a cada semestre.

Os estágios específicos oferecidos nesta Ênfase Curricular proporcionarão ao aluno práticas integrativas supervisionadas que permitirão consolidar seu conhecimento, incluindo: 1. Um elenco de 6 estágios profissionalizantes em grupos e organizações comunitárias, 2. Quatro estágios profissionalizantes em situações envolvendo as relações do homem com o trabalho; 3. Sete estágios profissionalizantes em práticas integrativas para uma atuação em contextos educacionais e escolares. As ementas destes estágios e seus pré-requisitos estão descritas no Anexo III. O aluno que escolher esta Ênfase Curricular deverá completar um mínimo de 477 horas de estágios específicos supervisionados, dentre os oferecidos nesta Ênfase. O aluno deverá fazer, pelo menos, dois tipos diferentes de estágio desta Ênfase.
2.3. Distribuição e Carga Horária das Unidades Curriculares e Estágios Específicos da formação nas Ênfases Curriculares
As unidades curriculares optativas referentes à formação específica nas Ênfases Curriculares são oferecidas a partir do nono período do Turno integral e do décimo período do Turno Noturno. Consistem de 144 horas de unidades curriculares na Ênfase Curricular escolhida pelo aluno. Esta formação se completará com o estágio especifico, desenvolvido na Ênfase Curricular escolhida pelo aluno.

A carga horária da formação em uma Ênfase Curricular inclui 144 horas referentes às unidades curriculares optativas da ênfase escolhida pelo aluno e 477 horas referentes ao Estágio Especifico Supervisionado, na ênfase de sua escolha, totalizando 621 horas.

Caso o aluno opte pela sua formação em duas Ênfases Curriculares, ele deverá cursar 144 horas de unidades curriculares optativas, em cada uma das Ênfases Curriculares (total= 288 horas de optativas) e 350 horas de estágios específicos em cada uma das Ênfases (total= 700 horas de estágios específicos), totalizando 988 horas de formação em duas ênfases.

V - ESTRATÉGIAS DE ENSINO/APRENDIZAGEM


  1. Princípios norteadores

O processo ensino/aprendizagem será desenvolvido com base nos seguintes princípios norteadores:

Enfoque no desenvolvimento de competências e habilidades básicas e profissionalizantes requeridas nas áreas de atuação do psicólogo.
Integração entre teoria e prática no desenvolvimento das atividades acadêmicas do curso.

Enfoque no papel ativo do aluno na construção do seu próprio conhecimento.


Incentivo ao trabalho em equipe, nas atividades realizadas pelos alunos em disciplinas e estágios, quando pertinente.
Integração entre as atividades acadêmicas desenvolvidas pelos alunos e os projetos de pesquisa e extensão realizados pelos professores.
Enfoque na atualização contínua do conhecimento, através do incentivo à consulta a periódicos científicos em Psicologia e áreas afins, e participação em eventos científicos.
Integração com o campo de atuação profissional, através de estágios supervisionados realizados na UFSJ e em instituições conveniadas, atividades complementares e participação em eventos científicos.


  1. Atividades Acadêmicas

As atividades acadêmicas a serem realizadas no desenvolvimento do curso, com base nos princípios norteadores do processo ensino/aprendizagem, estão descritas a seguir. Essas atividades fornecerão os elementos básicos para que o aluno adquira as competências e habilidades necessárias à atuação do Psicólogo.


Aulas Expositivas: Aulas teóricas lecionadas pelos professores do Departamento de Psicologia e de outros departamentos da instituição.
Conferências e palestras: ministradas por profissionais da Psicologia ou áreas afins e por professores convidados de outras instituições.
Experimentos em Laboratórios de Ensino de Psicologia: 1. Práticas supervisionadas para o ensino de disciplinas básicas do curso, realizadas no Laboratório de Neuroanatomia e Neurofisiologia; 2. Aulas práticas para o ensino dos processos básicos de percepção realizadas no Laboratório de Percepção; 3. Aulas práticas para o ensino de processos básicos de aprendizagem, através de experimentos estruturados sobre o comportamento animal e humano, no Laboratório de Psicologia Experimental. O aluno terá oportunidade de aplicar o método experimental de investigação cientifica, incluindo a elaboração de hipóteses, definição de variáveis, escolha de um delineamento experimental, coleta de dados, confecção de gráficos, interpretação e síntese de resultados, redação de relatórios e apresentação dos trabalhos.
Atividades de observação: Atividades supervisionadas de observação e descrição do comportamento em diferentes situações e contextos, incluindo observação em situação de laboratório, observação no contexto escolar, em instituições, grupos e comunidades e observação em empresas e contextos de trabalho.
Estudos dirigidos: individuais ou em grupo, como parte integrante de disciplinas ou outras atividades acadêmicas.
Apresentação de trabalhos: Apresentação pelos alunos e discussão de trabalhos teóricos ou resultados de experimentos, como parte integrante de disciplinas ou outras atividades acadêmicas.
Seminários: Discussão de textos científicos ou revisões de literatura apresentado pelos alunos e discussão em sala de aula.
Visitas técnico-cientificas: Visitas documentadas através de relatórios a instituições e contextos, onde estejam sendo desenvolvidos trabalhos com a participação de profissionais de Psicologia.

Atividades de pesquisa: Participação do aluno em projetos de pesquisa desenvolvidos por docentes do Departamento de Psicologia e de outros departamentos da Instituição, com possibilidade de integração com as pesquisas desenvolvidas pelos alunos do Mestrado em Psicologia da UFSJ..
Consultas e leituras: Consultas e leituras de livros e periódicos científicos na Biblioteca, com oportunidade de supervisão na identificação crítica de fontes relevantes. Consulta a periódicos científicos na "internet", através dos computadores disponibilizados.

Prática com instrumentos e técnicas: Prática supervisionada de aplicação, correção e interpretação de resultados de instrumentos e técnicas de avaliação psicológica, possibilitando a oportunidade de fazer diagnósticos, confecção de laudos e realização de devolutivas dos resultados obtidos.
Atividades de extensão: Participação do aluno em programas, projetos e atividades de extensão universitária e em eventos de divulgação do conhecimento, aprovados pelas instâncias competentes.
Práticas pedagógicas: Demonstrações, exercícios e treinos, no desenvolvimento de habilidades e competências em situações simples ou simuladas, como parte de disciplinas ou integradas a outras atividades acadêmicas.
Estágios supervisionados: Práticas integrativas supervisionadas de habilidades e competências diferenciadas, em situações de complexidade variada e representativa do efetivo exercício profissional do psicólogo, desenvolvidas em dois níveis, o básico e o especifico das ênfases curriculares. O estágio básico do Núcleo comum, que totaliza 144 horas, visa à prática supervisionada das habilidades básicas. O estágio específico em uma Ênfase Curricular, que inclui 477 horas, visa à prática supervisionada das habilidades descritas nas ênfases curriculares. O estágio específico será realizado na Ênfase Curricular escolhida pelo aluno, dentre as duas oferecidas pelo curso, segundo o Elenco de Estágios oferecidos. Poderá ser realizado na UFSJ e em outras instituições conveniadas, aprovadas pelo Colegiado do Curso. Os procedimentos de seleção, acompanhamento e avaliação do estágio específico nas Ênfases Curriculares estão descritos na Resolução do Colegiado do Curso de Psicologia, que descreve a política institucional de estágios adotada pela Coordenadoria.

Os estágios incluem um relatório final das atividades realizadas, com avaliação escrita feita pelo supervisor sobre o desempenho do aluno. O Cadastro dos Estágios, realizado sob supervisão da Coordenadoria do Curso de Psicologia, servirá para registrar os alunos que estão em atividades de estágio, especificando os tipos, horas e número de estágios já realizados.


Atividades acadêmicas complementares: Envolve atividades acadêmicas, tais como: Monitoria, Assistência didática, Iniciação científica dos programas PIBIC e PIIC, Extensão universitária, apresentação de trabalhos em eventos científicos, dentre outras que serão aprovadas pelo Colegiado de Curso. A Assistência Didática é definida pelo Colegiado de Curso como uma atividade de auxílio pedagógico junto ao corpo discente, supervisionada pelo professor. As atividades acadêmicas complementares terão sua carga horária reconhecida até um total de 200 horas, segundo a pontuação e formas de comprovação descritas na Tabela 2, a seguir.


  1. Avaliação

A avaliação deverá ser realizada tanto no decorrer quanto no final do processo ensino/aprendizagem, visando ao acompanhamento dos alunos e à identificação de dificuldades de aprendizagem a serem reavaliadas e direcionadas através de revisões ou estratégias alternativas de aprendizagem.

Serão utilizados como instrumentos de avaliação: provas escritas, seminários e estudos dirigidos, individuais e em grupos, relatórios de experimentos, trabalhos finais escritos, revisões de literatura e outras produções realizadas no decorrer do desenvolvimento das disciplinas.

As formas específicas de avaliação utilizadas por cada professor serão definidas pelos mesmos nos Planos de Ensino apresentados ao Colegiado, em função dos objetivos previstos de cada unidade curricular. As formas de avaliação devem ser apresentadas e discutidas com os alunos no início de cada período letivo.

A avaliação das atividades referentes aos estágios básico e específico será feita pelo professor no decorrer dos estágios e através de um Relatório Final elaborado pelo aluno, no qual constará uma apreciação do professor-orientador a respeito do seu desempenho. Este relatório incluirá ainda uma apreciação feita pelo aluno a respeito do trabalho de supervisão do professor.

Tabela 2 . Atividades Complementares: carga horária e formas de comprovação

Atividades



Baixar 343 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual