Nota sobre a autora


A PSICOPEDAGOGIA E O TRABALHO COM PROJETOS



Baixar 0.5 Mb.
Página41/48
Encontro04.03.2018
Tamanho0.5 Mb.
#114
1   ...   37   38   39   40   41   42   43   44   ...   48
4.4 A PSICOPEDAGOGIA E O TRABALHO COM PROJETOS

Os projetos entendidos como meio da ação pedagógica compõem uma nova metodologia que busca atender a atual demanda da sociedade. Busca-se nessa metodologia a interação do educando com a realidade, valorizando o agir de quem aprende como elemento central para se compreender algo. Para aprender é necessário possibilitar que a inteligência do aprendente aja sobre o que se quer explicar. Toda aprendizagem tem seu habitat no convívio com os outros.

Na dinâmica dos projetos as disciplinas escolares organizam-se interdisciplinarmente atendendo às exigências da problematização em questão, rompendo, assim, com o paradigma cartesiano que separa cada área do conhecimento, fragmentando o objeto de conhecimento. Com isso, busca-se desenvolver competências políticas, culturais, éticas, emocionais e reflexivas com os alunos envolvidos.29

A ideia de trabalhar por projetos tem suas raízes primordiais no final do século XIX com Decroly, que propôs os centros de interesse para o desenvolvimento da ação pedagógica com crianças que apresentavam debilidade mental. Nessa mesma época Maria Montessori e Celestin Freinet também vislumbraram atividades que se esboçavam como projetos de trabalho. Posteriormente, observa-se John Dewey, na década de 1970, que ainda de maneira tecnicista propôs a ideia de rea­lizar projetos na ação docente.30

Atualmente, pode-se observar o quanto é importante a formação de educadores que valorizem o desenvolvimento próprio e coletivo com criatividade e criticidade e que incentivem a leitura e a produção de materiais próprios, formando cidadãos questionadores e pesquisadores, atendendo às exigências do paradigma emergente.

O profissional de educação que busca sua prática pedagógica à luz do paradigma da produção do conhecimento tem como objetivo o desenvolvimento de competências profissionais, compreendendo-se como articulador do processo de construção do conhecimento, em que não há mais espaço para a simples reprodução do saber elaborado pela humanidade. Segundo Marilda Aparecida Behrens31, “o professor passa a ter uma nova proposta metodológica em que se torna o articulador e orquestrador do projeto pedagógico [...]”. Sua ideia é complementada por Antonio Carlos Gomes da Costa32, quando afirma que na pedagogia de projetos vê-se “o educador como um líder, um organizador e um criador (que cria conjuntamente) de acontecimentos”. De acordo com esta ótica, o educador, junto com seus educandos, é um produtor escolar, comunitário e social de acontecimentos estruturantes.

Maria Sílvia Bacila Winkeler33 diz que oferecer um ensino compatível com as exigências da sociedade contemporânea requer mudanças nas formas de trabalho, nas concepções de conhecimento e nas instituições educativas; busca-se um índice de qualidade direcionada para a produção do conhecimento, em que aprender a aprender, aprender a fazer, aprender a viver junto e aprender a ser são requisitos básicos para formar cidadãos conscientes de seus talentos, de suas possibilidades e com valores definidos.

Quaisquer que sejam as mudanças impostas pelas circunstâncias históricas, elas não invalidam a riqueza da experiência construída em dado momento e lugar, sobretudo pelas convicções construídas de que o trabalho coletivo, o comprometimento, o arraigamento da escola em sua realidade, a explicitação da intencionalidade política e a abertura da escola para a participação ativa no processo de aprendizagem de seus alunos são ingredientes necessários à construção de uma metodologia de trabalho por projetos, elementos estes que dão sustentação às práticas comprometidas com a produção do conhecimento.34

A prática pedagógica não se reduz à transmissão de conteúdos estáticos e esvaziados de vitalidade, mas integra a criação como processo necessário para a existência humana. Os projetos jamais tomam forma definitiva, acabada, pois abrem espaço para a criatividade e dinamicidade da vida, possibilitando que seus autores construam uma nova realidade.35





Baixar 0.5 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   37   38   39   40   41   42   43   44   ...   48




©psicod.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
Processo seletivo
ensino fundamental
minas gerais
seletivo simplificado
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
Concurso público
direitos humanos
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
educaçÃo física
Centro universitário
saúde conselho
ciências humanas
santa maria
Poder judiciário
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ensino aprendizagem
língua portuguesa
políticas públicas
Colégio estadual
recursos humanos
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
público federal
educaçÃo universidade
Conselho municipal
catarina prefeitura
Componente curricular
conselho estadual
psicologia programa