“Não há luz sem sombra, nem totalidade psíquica sem imperfeição. A vida em sua plenitude não precisa ser perfeita, e sim completa.”



Baixar 23.88 Kb.
Página1/2
Encontro05.03.2018
Tamanho23.88 Kb.
#301
  1   2

PSICOLOGIA ANALÍTICA

Uma nova explicação da natureza humana


“Não há luz sem sombra, nem totalidade psíquica sem imperfeição.

A vida em sua plenitude não precisa ser perfeita, e sim completa.”



Carl Jung



Terminologia

Psiqué – Personalidade

Libido – Ampla energia de vida

Princípio da equivalência – Redistribuição contínua da energia dentro da psiqué.

Princípio da entropia – Refere-se à uniformização de diferenças na energia. Ex: o contato direto entre o quente e o frio proporciona o equilíbrio térmico.

Extroversão/Introversão – Todas as pessoas possuem capacidade para ambas as atitudes, mas somente uma predomina na personalidade. A atitude predominante, então, tende a direcionar o comportamento e a consciência da pessoa. No entanto, a atitude não predominante continua influente e se torna parte do inconsciente pessoal, podendo afetar o comportamento.

Inconsciente – Coletivo ou Pessoal.
Jung acreditava que na vida, cada individuo tem como tarefa uma realização pessoal, que tornará a pessoa inteira e sólida. Essa tarefa é a busca da harmonia entre o consciente e o inconsciente. Jung explorou áreas da psicologia, como o desenvolvimento da personalidade, a identificação de estágios da vida, as dinâmicas da personalidade, sonhos e símbolos, entre outras. Suas teorias tiveram grande impacto sobre o campo da filosofia, da psicologia, e são amplamente estudadas e praticadas até os dias de hoje. A grande busca de Jung consiste no “conhecer a si mesmo” e no “significado da vida”.

Em suas pesquisas, ele percebeu que a vida psíquica trilha um único objetivo, que é o encontro com seu próprio centro; e deu a esse objetivo o nome de Individuação, que não é repentino, mas se apresenta como um processo.

Em relação à terapia, Jung acreditava que seu objetivo era o de reconciliar os diversos estados da personalidade dentro das pessoas (como os de introversão e extroversão, entre outros), de atingir a harmonia entre o inconsciente pessoal e o inconsciente coletivo e também a harmonia entre o inconsciente e o consciente. Em suma, o objetivo da terapia é o alcance da individuação por parte do paciente.

O processo de individuação traz ao indivíduo esta realidade da psique, pois seu objetivo é tornar consciente estas oposições paradoxais da alma, buscando assim o desenvolvimento do indivíduo. Para isto, porém, a pessoa deve se deparar com o sombrio, com o negativo, com a depressão. É fundamental a percepção dos opostos, pois aproxima os indivíduos às suas partes mais escuras e rejeitadas. Este é o lado positivo da depressão: unir opostos, transformar criativamente a psique, promover transformações.




Baixar 23.88 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2




©psicod.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
conselho nacional
concurso público
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
ensino médio
minas gerais
seletivo simplificado
Conselho nacional
oficial prefeitura
terapia intensiva
Curriculum vitae
Boletim oficial
direitos humanos
Concurso público
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
educaçÃo física
saúde conselho
Centro universitário
Conselho regional
Poder judiciário
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
ciências humanas
Atividade estruturada
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
Dispõe sobre
ensino aprendizagem
recursos humanos
outras providências
Conselho municipal
secretaria municipal
catarina prefeitura
público federal
educaçÃo universidade
psicologia programa
Serviço público
Componente curricular
Corte interamericana