Gabriel Delanne G. Bourniquel Escutemos os Mortos



Baixar 356.34 Kb.
Página4/11
Encontro27.05.2018
Tamanho356.34 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11
Reunião de 27 de outubro de 1919

“A médium em estado de vigília viu um homem jovem parecendo ter 20 anos e um militar parecendo ter 45 anos. Aos sinais dados, a sra. Meis... reconheceu seu filho e seu marido, mortos há poucos dias; o primeiro não tinha mais que 17 anos e o segundo 39, mas quando vivos pareciam mais velhos. O filho se apresentou de modo muito característico, com um cinto sobre uma jaqueta civil, coisa muito exata que ele fazia quando vivo para provocar sua mãe. A médium então viu uma pessoa de idade, parecendo 60 anos, pequena, gorda, com as mãos sobre o ventre, cabelos com um lenço à moda de Gascogne. A sra. Meis... reconheceu sua mãe que usava os cabelos assim e costumava fazer essa pose.

“Em seguida, a médium vê no meio do salão uma máquina de escrever rodeada de um bocado de papéis; ela viu uma forma feminina loura, parecendo ter 25 anos, mas era uma visão de uma pessoa viva. Trata-se de uma órfã cujos pais morreram em Paris; ela recebe um bocado de papéis para copiar, como faturas. A sra. Capéra se lembra que uma jovem amiga, correspondendo a essa descrição, procurava emprego em sua casa. A médium declara que ela conseguiria. (No final de sessão, uma jovem entra e a médium a reconhece como sendo a que ela acabou de falar. No dia seguinte, a sra. Capéra observa que a jovem tinha comprado uma máquina de escrever e mais tarde ela entendeu que teria mais trabalho do que poderia dar conta).

“Em seguida, a médium vê um senhor de paletó com um ar de gerente de hotel, com guardanapos sob o braço que ele arrumava depois sobre uma mesa como se colocasse um talher, e morre subitamente. Ela acrescenta que vê um fogão. A sra. Dag... declara ter conhecido esse senhor, que morreu asfixiado com sua mulher, devido a ruptura de um cano de gás.

“Depois de um instante, a médium viu perto da sra. Jac... um soldado que portava dois objetos feitos com projéteis. A sra. Jac... se lembra que um dos últimos presentes relatados do front para seu filho a sua mulher foi precisamente dois vasos feitos com projéteis, e se tratava tanto desse filho que ele disse seu nome a médium, pedindo-lhe para dizer a sua mãe que se aproximasse o máximo possível de sua mulher”.

Como se vê, essa jornada foi bem cheia. A apontar particularmente a visão da moça ainda viva. É um fato frequente que não pode se explicar de outro modo senão pela telepatia; a moça em questão estava preocupada pelo desejo de comprar uma máquina de escrever e o medo de não conseguir; seus pensamentos trouxeram impressões ao cérebro da médium; esta viu ao mesmo tempo a pessoa preocupada e aquilo que era objeto de suas preocupações. A visão era incrivelmente nítida, de modo que alguns instantes depois a médium reconheceu, no momento em que ela entrou no salão e antes que alguém falasse, essa moça que ela não conhecia.



Reunião de 10 de novembro de 1919

“A médium vê perto da sra. Vi... um senhor de cabelos compridos, por volta de 40 anos de idade, que se aplicava ou que alguém lhe aplicava injeções. Como a sra. Vi... não reconhecia o espírito e a médium sofria, a sra. Vi... lhe aconselha abandonar essa visão. No final da sessão, o mesmo espírito estava perto da sra. Vi... e a médium, insistindo, disse que ele certamente veio para aquela senhora. Ela acrescenta que era um morfinomaníaco, que ele estava com uma camisa de dormir na qual estava marcada a inicial R. A sra. V. se lembra subitamente de um doutor Raymond (O nome do doutor é alterado), que ela tinha conhecido em outros tempos e que morreu há 20 anos ou menos, daí não ter pensado nele. – A médium afirma então que o doutor tinha feito seus estudos em Montpellier e que morou em Montmartre. Aqui, informações íntimas. – A médium viu um menino e uma jovem mulher, filho e mulher do doutor.

Em seguida, ela viu o jovem homem como soldado. O filho do doutor R. está no serviço militar atualmente”.

Ainda aqui notamos a faculdade do espírito desencarnado de poder se mostrar em diferentes idades da sua existência terrestre. Nós jamais tínhamos observado esse fenômeno curioso, uma vez que se tratava de pessoas encarnadas vistas por telepatia.





Baixar 356.34 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual