Estudo dos traços de personalidade em atletas de basquetebol juvenil relatório de projeto de pesquisa



Baixar 300 Kb.
Página1/11
Encontro06.04.2018
Tamanho300 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


ESTUDO DOS TRAÇOS DE PERSONALIDADE EM ATLETAS DE BASQUETEBOL JUVENIL


RELATÓRIO DE PROJETO DE PESQUISA
Nome do Projeto: Estudo dos traços de personalidade em atletas de basquetebol juvenil em Santa Catarina

Protocolo: 2159
Nome do(a) Proponente ou Orientador(a):.Gilberto Vaz

Nome do(a) Bolsista: Soledá Menine Pereira

Campus/Unidade: Pedra Branca, UNISUL
Data do Relatório: 15-09-2008
Tipo do Projeto:

( ) PUIC Disciplina ( ) PUIC Continuado ( X ) PUIC Individual
1. Introdução

2. Objetivos

2.1 Objetivo Geral

2.2 Objetivos Específicos

3. Material e Métodos

4. Resultados:

4.1 Outros Resultados

5. Conclusões

6. Referências



UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA

ESTUDO DOS TRAÇOS DA PERSONALIDADE EM ATLETAS DE BASQUETEBOL JUVENIL EM SANTA CATARINA.


ORIENTADOR: Prof. Ms. Gilberto Vaz

ACADÊMICA: Soledá Menine Pereira
RESULMO FINAL

Estudo dos traços de personalidade em atletas de basquetebol juvenil em Santa Catarina
Resumo:

O objetivo deste estudo é identificar os traços de personalidade dos atletas de basquetebol juvenil, que disputam competições de alto nível no Estado de Santa Catarina. A pesquisa do tipo “Aplicada” utilizou para interpretação dos dados a abordagem quantitativa: sexo e qualitativa, interpretando os dados obtido no questionário de traços de personalidade. A população é constituída por jogadores de basquetebol masculino e feminino, com idade entre 16 a 18 anos do Estado de Santa Catarina no mínimo a um ano. Constituído por 157 jogadores (76 masculinos e 81 femininos) que disputam competições oficiais A técnica de amostragem é a do tipo “Probabilística Aleatória”. O instrumento empregado para o teste de traços de personalidade foi o BIG FIVE TEST (adaptado do NEO-PI). Nos traços de personalidade, os atletas apresentam traços de espírito de grupo, de personalidade autocontrole, combatividade, concentração e sociabilidade. Concluiu-se que os atletas possuem qualidades positivas associadas à personalidade. Os traços de personalidade autocontrole, espírito de grupo e concentração são mais evidentes.


Palavras-chave: Traços de personalidade.


1. INTRODUÇÃO

O basquete, desde sua criação em 1891 até os dias de hoje, evoluiu no que diz respeito ao ambiente técnico, na condição física e psicológica do atleta, como também no campo das regras, da tecnologia e dos equipamentos. Essa evolução transformou o basquete num fenômeno social, econômico e cultural em todo o mundo, notadamente nos EUA, país criador do esporte, possuidor do campeonato profissional mais organizado e valorizado, a NBA (National Basketball Association), onde alcançou o maior desenvolvimento e a melhor performance técnica.

Para De Rose Júnior; Tavares e Gitti (2004), o basquete, por suas características próprias de confronto, demonstração, comparação e avaliação, apresenta peculiaridades que devem ser analisadas separadamente, a fim de se conhecer suas implicações no desempenho dos atletas. Dessa maneira, torna-se necessário conhecer as especificidades sociais e psicológicas dos atletas, e suas inter-relações, que poderão influenciar na obtenção de melhores resultados individuais e coletivos.

Simões, De Rose Júnior, Knijnik e Cortez (2004) argumentam que o comportamento do atleta, observado no ambiente esportivo e social, fornece possibilidades de estudos sobre os traços de personalidade, tendo em vista que cada indivíduo deve ter um conhecimento a respeito do seu comportamento, caso contrário esses esportistas não poderiam controlar suas emoções, pensamentos e sentimentos e manter um comportamento desejável, antes, durante e após as competições. Acrescenta-se o fato de que os atletas, desde as categorias de base, sofrem pressões para que obtenham um melhor desempenho, colocando-os numa situação de comprometimento para que eles sempre tenham uma ótima atuação. Assim, dependendo da situação em que ocorra a competição, e de todas as implicações que a envolvem, muitos problemas de ordem física e psicológica poderão ser causados aos jovens participantes. (DE ROSE JÚNIOR; VASCONCELLOS, 1993).

Entre os pesquisadores e psicólogos, observa-se que não há consenso quanto à existência, ou não, de uma personalidade pré-definida de atleta. Mas em Weinberg e Gould (2001) encontra-se a expressão “personalidade do esportista”, que define a personalidade ideal do atleta como aquela que possui determinadas qualidades positivas, tais como: autodisciplina, autoconfiança, inteligência de jogo, controle emocional, concentração, motivação positiva, determinação, compromisso, entre outras.

Assim, este estudo aplicará o para os testes de traços de personalidade, uma adaptação reduzida do NEO-PI, o BIG FIVE TEST, pois este instrumento atende aos princípios norteadores de uma investigação voltada aos estudos de traços da personalidade.





Baixar 300 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual