Dados internacionais de Catalogação na Publicação (cip)



Baixar 1.4 Mb.
Página98/126
Encontro06.04.2018
Tamanho1.4 Mb.
1   ...   94   95   96   97   98   99   100   101   ...   126
Auditivo
– a pessoa movimenta os olhos para a esquerda se está tentando recordar algo que ouviu (auditivo lembrado);

– movimenta os olhos para direita se está tentando imaginar sons que não ouviu. ( auditivo criado).


– movimenta os olhos para baixo e para a direita se está procurando criar um diálogo interno ( falando consigo mesma).
Sinestésico
– movimenta os olhos para baixo e para a esquerda se está experimentando uma sensação (lembrando ou construindo um sentimento)
Tratando-se de uma pessoa canhota, os movimentos oculares poderão ser no sentido inverso, isto é:

– Para cima e para direita se ela estiver recordando;

– Para cima e para a esquerda se estiver construindo imagens visuais (imaginando);

– Para a direita ou para a esquerda, conforme esteja recordando ou construindo imagens auditivas.

Para baixo e para a esquerda, conforme esteja recordando ou “construindo” sentimentos. (sinestesia).
Esses são os movimentos prováveis que as pessoas poderão fazer com seus olhos ao acessarem suas experiências internas. Estudos realizados por Bandler e Grinder demonstraram que a grande maioria das pessoas, em todo o mundo, tende a se orientar dessa forma em seus movimentos oculares. Uma das exceções encontradas foi entre os povos bascos.46
Dessa forma, é possível obter pistas sobre a forma como uma pessoa está utilizando o seu cérebro no momento em que está se comunicando. Basta fazer perguntas que a façam acessar os seus sistemas de representação. Se você quer saber se ela está trabalhando com imagens visuais ou auditivas, lembradas, faça perguntas que evoquem lembranças, como por exemplo: como era seu primeiro namorado (a)? Qual a cor da roupa que você usou na sua formatura na faculdade? O que você mais olha em uma mulher ( ou homem)? Qual o último filme que você viu no cinema? (perguntas que evocam memória visual). Ou, como se chamava seu primeiro professor de matemática? Qual a música que você mais gosta? Como é o som da buzina do seu carro? Como é o som do seu telefone celular quando chama? Como é a voz do seu namorado (a)? (Perguntas que forçam o acesso à memória auditiva).

Para obter pistas sobre a utilização de imagens visuais ou sonoras, construídas, podemos fazer perguntas do tipo: Como gostaria que fosse a sua casa? Imagine uma zebra sem listras, com uma juba de leão. Imagine o Hino Nacional tocado em ritmo de rapp. Como seria o choro de um bebê acompanhado por uma orquestra de violinos? O que gostaria de perguntar ao seu ator, ou cantor favorito? O que responderia se alguém lhe perguntasse como acabar com a fome do mundo? Estas são perguntas que forçam a pessoa a construir imagens daquilo que lhe está sendo perguntado, pois tais coisas não existem em seu arquivo de memórias.

Para obter pistas sobre sentimentos e emoções que a pessoa está experimentando, ou que você quer que experimente, (sinestésico lembrado ou construído) podemos fazer perguntas do tipo: Como se sentiu hoje de manhã, ao acordar com aquele frio? Que sensação você teve quando tocou naquele tecido? Qual a sensação que você experimentou no seu primeiro beijo? Como estava o clima em..? Como se sentiria se ganhasse dez milhões na loteria? Como seria o gosto do bacalhau, temperado com açúcar? Que cheiro teria uma laranja lavada com água de rosas?

Esse tipo de perguntas força a pessoa a procurar em seu arquivo de memórias alguma experiência que lhe tenha provocado aquela sensação, ou então, se nunca experimentou nada parecido, a imaginar como seria.

Da mesma forma, sentimentos provocados por diálogos internos fazem com que a pessoa que está “falando” consigo mesma, mova os olhos para o lado esquerdo e para baixo, buscando “ouvir” a sua memória auditiva. Podemos eliciar essa estratégia neurológica com perguntas do tipo: Como era a sua cantiga de ninar favorita? O que diria para si mesmo se descobrisse que é o único herdeiro do Silvio Santos? “Faça, para você mesmo, uma palestra sobre a necessidade de preservação da floresta amazônica”, etc.

As respostas a essas perguntas nos ajudam a identificar qual é o sistema orientador das pessoas, ou seja, de que forma elas preferem se comunicar com o mundo. Se perguntarmos a alguém sobre determinado fato, ou experiência que ela teve, poderemos ver, através dos movimentos oculares, da inflexão da voz ou da respiração, o que vem primeiro à sua mente. Se a memória do que viu, do que ouviu ou do que sentiu. Se conseguirmos identificar o que primeiro vem à tona no mar da sua mente, teremos descoberto o seu sistema orientador, o que nos dará uma pista segura sobre em que a pessoa costuma prestar atenção em primeiro lugar.

Essa sabedoria é muito importante para o processo de comunicação. Se elas nos disserem que foi algo que viram, saberemos que o tipo de recurso que mais funciona com elas será um estímulo visual; da mesma forma que um estímulo auditivo dará mais resultado se elas forem preferencialmente orientadas pelo auditivo, ou um estímulo sinestésico se a resposta for uma demonstração emotiva. Dessa forma, poderemos traçar um mapa mais seguro para nos orientarmos na comunicação com elas.

Esse tipo de perguntas força a pessoa a procurar em seu arquivo de memórias alguma experiência que lhe tenha provocado aquela sensação, ou então, se nunca experimentou nada parecido, a imaginar como seria.





Baixar 1.4 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   94   95   96   97   98   99   100   101   ...   126




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual