Curso: Pedagogia Professores: Ilse Bherens Período/ Fase



Baixar 64.5 Kb.
Encontro02.03.2019
Tamanho64.5 Kb.





PLANO DE ENSINO


  1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Instituição: Universidade Alto Vale do Rio do Peixe

Curso: Pedagogia

Professores: Ilse Bherens

Período/ Fase: VIII Semestre: 2o Ano: 2011

Disciplina: Aprendizagem e Procedimentos Carga Horária: 30h




  1. EMENTA

Historia e definições de aprendizagem. Teorias da aprendizagem.Dificuldades de Aprendizagem.Fracasso na aprendizagem escolar. Desenvolvimento da Aorendizagem. Papel do professor e da escola no processo de aprendizagem.





  1. OBJETIVO GERAL DA DISCIPLINA

Realizar estudos sobre a aprendizagem e procedimentos para o desenvolvimento




  1. OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA DISCIPLINA

Analisar a relações que dificultam a aprendizagem

Conhecer as diversas teorias de aprendizagem





  1. RELAÇÕES INTERDISCIPLINARES

Pode-se fazer relação com as demais disciplinas como Psicologia, e as diversas Metodologias.



  1. HABILIDADES REQUERIDAS E COMPORTAMENTO ESPERADO

A capacidade de criar soluções com flexibilidade, adaptabilidade e com inovação; de selecionar estratégias adequadas de ação visando a atender interesses interpessoais e institucionais; comunicação interpessoal e expressão corretas na interpretação da realidade, raciocínio lógico, crítico e analítico; capacidade de propor modelos de gestão inovadores; de ordenar atividades e programas, de decidir entre alternativas.



  • .







  1. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

- Definições de dificuldades de aprendizagem

- Teorias de aprendizagem

- Fracasso escolar

- Desenvolvimento da aprendizagem

- Papel do professor e da escola no desenvolvimento da aprendizagem

- Estudo de caso



  1. ESTRATÉGIAS DE ENSINO

A exposição do conteúdo ocorrerá por meio de atividades que facilitem e estimulem a aprendizagem. Buscar-se-á interação constante com os alunos. Atividades propostas:

  • Análise e interpretação de textos e artigos;

  • Aulas expositivas;

  • Experiências vivenciais;

  • Visitas técnicas;

  • Estudos de Casos;

  • Estudos dirigidos;

  • Filmes/Vídeos técnicos.




  1. SISTEMA DE AVALIAÇÃO




  • A verificação do rendimento pessoal compreenderá para fins de aprovação o disposto na Resolução CONSUN Nº 13, que prevê especificamente em seu art. 6º, que o aluno que obtiver na disciplina média igual ou superior a seis durante o período letivo e assiduidade não inferior a 75% será considerado aprovado.




  • No decorrer do semestre, os alunos terão três momentos para que os conhecimentos adquiridos possam ser analisados (M1, M2 e M3). Esta análise de aprendizagem será feita em grupo e de forma individual, com pesos diferenciados, conforme especificação a seguir:




  • Assim a verificação se dará da seguinte forma: a constatação de pelo menos 75% de freqüência nas atividades em sala de aula e no aproveitamento de três médias parciais (M1, M2 e M3), conforme dispõe a referida Resolução, nos seguintes termos:


1ª Média – M1:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta, com uma questão bônus de conhecimentos gerais, valendo 0,5 ponto = Peso 7,5 (75%)

- Trabalhos em grupo = Peso 1,5 (15%)

- Nota de participação, freqüência e produção em sala = Peso 1,0 (10%)


2ª Média – M2:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta = Peso 8,0 (80%)

- Trabalhos em grupo = Peso 1,0 (10%)

- Nota de participação, freqüência e produção em sala = Peso 1,0 (10%)



3ª Média – M3:

- Prova de conhecimento parcial, individual, sem consulta = Peso 70,0 (70%)

(contemplando todo o conteúdo ministrado no semestre).

- Trabalhos em grupo = Peso 3,0 (30%)



Observações Importantes:

  • As análises de aprendizagem individuais (provas) serão escritas, constituídas de pelo menos 50% de questões discursivas, e aplicadas em data previamente marcada;

  • O aluno que se ausentar no dia da realização da prova só terá direito à prova substitutiva mediante processo administrativo devidamente protocolado e autorizado pela Secretaria do Aluno, limitando-se a apenas 01 (uma) prova substitutiva no semestre;

  • Os trabalhos devem ser entregues em sala de aula, em documento impresso;

  • Os trabalhos entregues com atraso terão a redução de 30% do valor e poderão ser recebidos até a aula da semana seguinte, a partir da data de entrega determinada. Não cabem formas substitutivas para os mesmos;

  • Receberão nota 0 (zero) os trabalhos que apresentarem sinais de cópias de outros trabalhos, contiverem evidências de material literalmente copiado ou traduzido de livros ou Internet;

  • Sobre os trabalhos escritos: a avaliação tem como critérios de análise:

1. Qualidade das idéias: fundamento das idéias, correlação de conceitos e inferências, riqueza na argumentação, profundidade dos pontos de vista;

2. Uso de convenções: normas técnicas, gramaticais e de digitação. Serão descontados os erros gramaticais das avaliações e trabalhos entregues. O aluno terá direito a reaver os pontos perdidos desde que apresente a avaliação ou trabalho corrigido na aula posterior à entrega do mesmo.

3. Sempre, criatividade. Sobre as apresentações: A apresentação oral é avaliada individualmente e será observado o domínio do aluno sobre o assunto bem como sua capacidade de fazer correlações, além de se valorizar formas criativas de exposição do conteúdo. Caso haja interesse, será fornecido feedback particular quanto à postura e apresentação do(a) acadêmico(a).

  • Sobre a originalidade: Os trabalhos e provas que apresentarem qualquer sinal de cópia serão desconsiderados e receberão nota zero e não têm direito à recuperação.




  1. BIBLIOGRAFIA

PERRENOUD, Philippe. Ensinar: agir na urgência, decidir na incerteza. Porto Alegre: Artmed, 2004.

GAGNE, Robert. Como se realiza a aprendizagem. RJ: Ao livro técnico, 1999.

LA TAILLE, Yves de. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. SP: 1998.

BAQUERO, Ricardo. Vygotsky e a aprendizagem escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

FONTANA, Roseli. Mediação Pedagógica na sala de aula. Campinas:Autores Associados. 2001.

RATHS, Louis et all. Ensinar a pensar. SP: EPU, 2007.

MOLL, Luis. Vygotsky e a Educação. SP: Artes Médicas, 1996.



VASCONCELLOS, Celso. Construção do Conhecimento. SP: Libertad, 1999.






Baixar 64.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual