Compreendendo a transexualidade: a partir da fenomenologia da percepçÃo de corpo de merleau ponty



Baixar 34.5 Kb.
Página6/9
Encontro27.05.2018
Tamanho34.5 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9
6 ANÁLISE
O corpo da transexual é percebido inicialmente como objeto, pois quando se vê o corpo e não o reconhece em sua propriedade, perde-se a conceituação de corpo próprio e passa-se ao conceito de corpo objeto, o olhar obriga a fixar o objeto, mas consequentemente se vê todo um horizonte para que de fato aquele objeto faça parte do todo, mas no caso da transexual o objeto fixado com o olhar, não condiz com o horizonte a que o olhar também abarca. Ou seja, aquele objeto não faz parte daquele horizonte e não se desintegra da totalidade do objeto, por isso o corpo todo se torna objeto, pois deixa de ser visto como sujeito para ser olhado por si e como é visto pelo outro.

Isto é percebido quando as entrevistadas contam como se viam antes. Eloá em sua fala coloca-se como objeto.


[...]Haaaa, sei lá, um objeto estranho, sei lá, é como hoje, hoje eu ainda não me... não estou totalmente regrada, porque essa cirurgia ela é uma adequação, é igual eu fiz uma cirurgia transexual né, essa cirurgia fala que é transexual mas é... é uma adequação uma coisa ou outra, uma junção de duas coisas juntas, então hoje eu sou realizada pela cirurgia, mas não é o término dos meus problemas.
Ser mulher para a transexual não engloba uma questão de homem x mulher, mas sim a mulher transexual, visto se basear num todo temporal, pois no passado pertencia ao corpo masculino, hoje pertence ao corpo feminino e amanhã pretende-se ainda pertencer ao corpo feminino, esta percepção caracteriza o ser em todo seu tempo e em todas as experiências.

“A experiência do corpo nos faz reconhecer uma imposição do sentido que não é a de uma consciência constituinte universal, um sentido que é aderente a certos conteúdos”. (MERLEAU PONTY, 1999, p. 203). A experiência da transição é uma grande marca para a transexual que dá sentido à experiência e isso complementa quem ela é no mundo. Isso é visto quando as entrevistadas respondem como é ser mulher e como é ser transexual.

Maria, coloca que não se considera em um conceito de mulher, assume sua feminilidade, mas como mulher transexual, pois não pode anular toda a sua história.
[...] Assim... na realidade eu me sinto que eu me sinto a Maria. Eu não me sinto a mulher entendeu? É... com esse conceito formado de mulher, porque assim eu assumo toda minha feminilidade, mas eu tenho uma história diferente de uma mulher entendeu? Então, me sinto uma mulher trans na realidade, e como eu me sinto na sociedade como mulher? Assim... no meu caso mulher trans? Assim... a para mim eu me sinto bem na minha pele sem problemas de... de... de relacionamentos, neuras... sem.... não tenho expectativas com relação de que vai ser diferente. E como ser mulher pra mim mesmo? Nossa... para mim é fantástico, principalmente depois da minha cirurgia como se fosse se eu tivesse num casulo e saí... como se assim virasse uma borboleta entendeu? Assim para mim, como se eu tivesse tirado, me libertado, tivesse presa e de repente tem liberdade para voar.
Já a entrevistada Eloá, afirma ser mulher hoje e não se conceitua na condição de transexual, explicando até que se considera transgênero, pois transgênero não muda, mas sim sempre foi e sempre será.
[...] eu sou uma mulher, embora eu tive certas regiões da minha pele do meu corpo que não era tão feminino assim, mas eu sempre batalhei, porque eu sempre fui mulher, e... e então eu acho que tem que... esse negócio de adequação, igual hoje fala... fala a pessoa é transgênero... transgênero é mais adequado do que ser transexual entendeu? Porque transexual, o sexo ele pode mudar, mas é, não é bem assim, transgênero é o gênero da pessoa, é o gênero que a pessoa é, então aquilo que a pessoa é, entendeu?



Baixar 34.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual