[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


O Fogo que arde entre nós!



Baixar 1.11 Mb.
Página37/354
Encontro29.11.2019
Tamanho1.11 Mb.
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   354
O Fogo que arde entre nós!

Meu amor

Sou tua fogueira 

Espero que acenda 

A chama na escuridão

Do pensamento que por vezes

Fica inquieto

Querendo saber

Por onde anda o meu amor Davi...

Minha amada

Sou teu combustível

Que alimenta esta chama de amor

Que ilumina nossas almas gêmeas;

A inquietação também me incomoda

Por saber que tu estás tão distante de mim...

O brilhante das noites em que me acompanha nas insônias

É que vem mantendo acesa a chama

Envolvida em cumplicidades,

Pois não dorme antes de mim

Aconchego

Chamego

Segredo

Sem medo!

Acompanhar-te nas nossas noites insones

É terapia para acalmar as labaredas

Deste fogo imenso que me consome

Por estar envolvido contigo;

Por vezes até durmo antes de ti

Sem teus beijos,

Sem tuas carícias,

E com muito medo de perder-te!

Maracaí: “berço de intrigas infantis”!

Lendo o “jornaleco” da minha cidade eu pude perceber que intrigas são veiculadas a cada edição não sei com que propósito. E veja que eu coloquei entre aspas o vocábulo pelo qual foi denominado o Jornal Nova Comarca de Maracaí, Ano V, número 247, quando li o Editorial endereçado ao Pároco da Igreja Católica da minha querida cidade nestes termos: “AO SENHOR PADRE EDUARDO”. Neste Editorial, escrito por alguém com pouco conhecimento do vernáculo, eu pude constatar que são “desafetos” o Padre e o Editor do “jornaleco” assim denominado pelo Padre, consoante o que consta na página dois.

Vou “meter o dedo nesta ferida”, não para me enaltecer e menos ainda para concordar com estas “infantilidades” de ambas as partes, mas por me sentir desrespeitado como cidadão ao perceber que o “jornaleco” não atinge os seus objetivos primordiais que são informar e formar opiniões dos seus leitores de maneira correta e sem macular a Língua Portuguesa; a nossa tão amada “Flor do Lácio”, cantada por Chico Buarque de Hollanda. Mal sabem fazer uso das palavras mal e mau! Isso me causou um desconforto ao ler o referido Editorial e somente não desisti da leitura porque a mensagem foi transmitida, mesmo fora dos padrões da norma culta pela qual deve prezar toda e qualquer Empresa Jornalística. Não existe “falar errado” em língua portuguesa quando se atinge o objetivo de estabelecer comunicação e sim fugir da norma culta, mas quem submete um texto à apreciação pública deve fazê-lo da melhor maneira possível sem cometer gafes monstruosas; eu contei mais de dez incorreções gramaticais somente no Editorial.

Todavia, pequenos jornais interioranos nem sempre têm um Redator / Revisor competente para minimizar os erros gramaticais e ortográficos. Geralmente não possuem recursos financeiros necessários para contratarem um Professor de Língua Portuguesa para revisar os textos antes da impressão do “jornaleco”; não são palavras minhas e não me processem, por favor.

E quanto ao assunto em questão, eu achei um absurdo a atitude do Padre em querer dialogar com pessoas cujo nível cultural está aquém do conhecimento religioso dele. Melhor seria não dar tamanha importância a um fato notoriamente de cunho religioso a quem nada entende de religião tanto quanto o nobre e respeitável Padre. E fica difícil admitir que um líder religioso, seja ele de quaisquer denominações religiosas, lancem pérolas aos porcos desnecessariamente. Atitude da qual eu não comungo; desprezível comportamento de ambos.

Não tenho por hábito ler este “jornaleco fofoqueiro e mentiroso” (não são palavras minhas), mas é altamente ofensivo agredir uma empresa nestes termos e por isso eu teimo em não acreditar que o meu “pastor” religioso, que tanto admiro, tenha sido capaz de cometer tais sandices. Acredito conhecê-lo pouco ainda, mas o suficiente para não querer acreditar no que li neste Jornal Nova Comarca!

É por isso que não me dou ao luxo de fazer uso do Facebook porque considero um espaço de muitas fofocas sem sentido e que leva a população a lugar nenhum. Isso sem contar o “puxa-saquismo desvairado” das elites sociais. Eu abomino isso tudo! Dá nojo visitar o Facebook e ver tantos “lambe-botas” dos mais ricos e abastados da sociedade. Ali são inúmeros “amigos” na rede social e nenhum amigo real com o qual se pode contar e vice-versa. Não faço uso deste espaço “horrendo”!

Um desentendimento desta proporção leva a cidade à maior confusão e eu penso que o nobre representante da igreja católica não deveria se expor tanto assim. Mas, cada qual sabe onde mete o seu nariz! E está dito!




Baixar 1.11 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   33   34   35   36   37   38   39   40   ...   354




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual