[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!



Baixar 1.11 Mb.
Página349/354
Encontro29.11.2019
Tamanho1.11 Mb.
1   ...   346   347   348   349   350   351   352   353   354
Pobres “ricos” malditos!

Esta crônica que me foi inspirada a partir de um comentário de uma colega leitora também serve para todos os “metidos a rico”. É muito fácil dizer que “dinheiro não traz felicidade” quando se tem dinheiro; aliás, este discurso não é para miseráveis, mas sim para quem tem o privilégio de ter o dinheiro em abundância e constatar de que ele realmente não traz felicidade, não compra e não encomenda e nem manda buscá-la. Eu conquistei algumas moedas com muito trabalho honesto e esforço, mas agora eu realmente entendi que grana não é tudo e nem nunca foi e não traz felicidade; nem por isso eu vou jogar as minhas moedinhas na lata de lixo.

Eu passo constantemente diante de um prédio chique e imponente cujo nome homenageia um falecido homem “rico” e conhecido meu bem mais novo do que eu e já está morto há muito tempo. Também tem uma rodovia de acesso a Paraguaçu Paulista / SP que leva o nome dele; eu fui “cassaco de engenho” na Usina Maracaí que lhe pertenceu e eu me lembro, muito bem, de que ele andava sempre assediado pelos seus incontáveis “borra-botas”. A sua grana não o impediu de morrer precocemente de um câncer incurável, mesmo fazendo exames com frequência em renomados hospitais dos Estados Unidos e da Europa!

Os “ricos” são pessoas que vivem no mundo de “Bob” ou são originários de outros planetas. É bastante plausível aceitar certas argumentações de pessoas abastadas e privilegiadas neste mundo cruel, mas têm sandices que são inadmissíveis. A colega que me inspirou esta crônica deve ser bastante “rica” ou uma pretensa “rica” com um discurso lindo e maravilhoso que não se aplica à realidade da maioria dos brasileiros e, quiçá, dos habitantes do planeta. Ela afirmou o seguinte em seu comentário: “gente bem asseada faz uso de ducha” em virtude de eu ter afirmado que faço uso de papel higiênico (antes da ducha) e que têm pessoas que são tão importantes pra mim quanto ao papel que eu faço uso; mas depois de usado.

Nossa! Eu considero estupidez achar que todos podem ter o mesmo privilégio de poucos; o ideal seria que sim. Todavia, infelizmente, o mendigo que bateu à minha porta estes dias não deve ter nem o que comer e muito menos o que “cagar” para depois lavar o seu orifício responsável pela sua “cagada” fazendo uso de “ducha”. Eu acredito que ele não tenha nem mesmo o papel “neve” do qual eu faço uso. A propósito, eu me lembrei de uma coleguinha metida à besta e boia fria como eu que um dia foi “cagar” no mato e limpou o seu “rabicó” com folhas de urtiga. Pobre coitada! Até hoje eu rio muito dela!

Rico” dá conselho que ele sabe que o “pobre” não vai conseguir realizar. A minha nutricionista do SUS elencou a minha receita diária de frutas e vitaminas; em seguida entraram várias pessoas mais humildes para serem atendidas por ela e que eu sei que não terão as mínimas condições de comprar sequer o pão integral.

Logo, eu me pergunto se a empregada da nobre colega poetisa tem a mesma mesa farta dela e se a sua nobre “secretária do lar” também pode fazer uso da ducha da patroa durante o seu turno de trabalho. É claro que não. “Ricos” de verdade são, geralmente, estúpidos, mesquinhos, miseráveis, mãos de vaca, imediatistas, individualistas, egoístas, arrogantes, prepotentes e etc. Por favor, não coloque em seu comentário a (in) feliz frase “NÃO GENERALIZE”, pois eu detesto ler e ouvir esta abominável frase. É melhor eu não me estender, mas eu ficaria por horas a desfiar este rosário de incontáveis contas que enumeram a insensatez de pessoas que veem o mundo a partir da linha do seu horizonte e da altura do seu próprio umbigo. Eca! Eu vomito pessoas assim! Falei e pronto!



Baixar 1.11 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   346   347   348   349   350   351   352   353   354




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual