[A vida como ela é] Aquela simpática senhora!


Que absurdo! Não quero acreditar que minhas leitoras sejam tão pequenas a este ponto. E se vocês forem, nada contra e nem a favor



Baixar 1.11 Mb.
Página176/354
Encontro29.11.2019
Tamanho1.11 Mb.
1   ...   172   173   174   175   176   177   178   179   ...   354
Que absurdo! Não quero acreditar que minhas leitoras sejam tão pequenas a este ponto. E se vocês forem, nada contra e nem a favor.

Eu sou mais a mulher “fresquinha” e cheia de “não-me-toques” porque acho que a mulher feminina precisa ser assim. Pra mim tem que ser dengosa, bonita, inteligente e carinhosa porque eu sou um homem que sei valorizar a mulher na sua essência. Reflitam queridas; minhas amadas mulheres!

Quando mentir é “necessário”!

Odeio mentiras, mas minto muito mais hoje do que antigamente. É a única maneira de me livrar das intromissões alheias em minha vida. Às vezes minto com tamanha desfaçatez que eu acabo me achando irônico com quem me aporrinha com perguntas indiscretas.

Detesto quando alguém me faz perguntas de foro íntimo e particular do tipo, o que estou fazendo, onde trabalho, se ganho bem ou não, etc., e por aí vai. Isso só interessa a mim e por esta razão nunca pergunto nada sobre a vida de ninguém. Se quiserem falar também não estou a fim de ouvir, pois não me interessa já que não sou psicanalista ou terapeuta de ninguém. Os problemas dos outros não me interessam, exceto os de minha família, mulher e filho, quando resolvem me contar.

É por isso que muitas vezes eu minto para fugir de conversas entediantes e que não me leva a lugar algum. Aos curiosos, costumo lhes encher de mentiras a meu respeito e nunca digo que estou bem porque sei que não é isso que eles querem ouvir. Não digo, por exemplo, que vivo o melhor momento de minha vida mesmo com a grana curta. Aprendi que pra ser feliz não é preciso muito e consigo me divertir com pouco.

Todavia, a esses que gostam de bisbilhotar a vida alheia e a minha principalmente, falo-lhes o que querem ouvir; isso quando estou bem humorado porque do contrário sempre me encontram muito apressado e sem tempo. Tudo mentira, pois tempo é o que eu mais tenho de sobra, mas não pra perder tempo com qualquer um. Não me dou ao luxo de perder tempo com quem não me acrescenta nada.

Aqui onde moro, por ser uma cidade pequena e típica do interior, todos se acham no direito de cuidar da vida alheia e eu me divirto com isso. De mim, pouco eles sabem de verdadeiro. Ah! Ah! Ah! Nem sabe que sou poeta menor e um analista do comportamento medíocre deles.

Quanto a mim, não me deixo influenciar por essas idiotices de querer saber do outro. “Os outros são os outros e só!” Não ajudo e não atrapalho. Trato o ser humano com o máximo de indiferença sem, contudo, ser hostil a ninguém, Apenas não gosto de bajulações baratas e hipocrisias. Só pra ilustrar, o filho do lixeiro é tratado por mim da mesma forma que trato o filho do prefeito; com indiferença. Aliás, não sou desses que bajulam ricos ou pobres, pois bem sei que o ser humano é “bizarro” independentemente da sua condição social.



Baixar 1.11 Mb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   172   173   174   175   176   177   178   179   ...   354




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual