A psicologia da forma



Baixar 243.5 Kb.
Página6/8
Encontro04.03.2018
Tamanho243.5 Kb.
#145
1   2   3   4   5   6   7   8
psicológico foi o espaço de vida considerado dinamicamente, onde se

levam em conta não somente o indivíduo e o meio, mas também a

totalidade dos fatos coexistentes e mutuamente interdependentes.

Segundo Garcia-Roza, o “campo não deve, porém, ser

compreendido como uma realidade física, mas sim fenomênica. Não são

apenas os fatos físicos que produzem efeitos sobre o comportamento. O

campo deve ser representado tal como ele existe para o indivíduo em

questão, num determinado momento, e não como ele é em si. Para a

constituição desse campo, as amizades, os objetivos conscientes e

inconscientes, os sonhos e os medos são tão essenciais como qualquer

ambiente físico”6. [pg. 65]
A realidade fenomênica em Lewin pode ser compreendida como

o meio comportamental da Gestalt, ou seja, a maneira particular como o

indivíduo interpreta uma determinada situação. Entretanto, para Lewin,

esse conceito não está se referindo apenas à percepção (enquanto

5 L. A. Garcia-Roza. Psicologia estrutural em Kurt Lewin. p. 45.

6 Kurt Lewin. Behaviour and development as a function of a total situation in Carmichael (ed.), Manual



of child psychology. Apud L. A. Garcia-Roza. Op. cit. p. 136.

fenômeno psicofisiológico), mas também a características de

personalidade do indivíduo, a componentes emocionais ligados ao grupo

e à própria situação vivida, assim como a situações passadas e que

estejam ligadas ao acontecimento, na forma em que são representadas

no espaço de vida atual do indivíduo.

Como exemplo de campo psicológico e espaço vital, contaremos

um breve encontro:

Um rapaz, ao chegar a sua casa, surpreende os pais num final de conversa e

escuta o seguinte: “Ele chegou, é melhor não falarmos disso agora”. Ele entende que os pais conversavam sobre um problema muito sério, de que ele não deveria tomar conhecimento. Resolve não fazer nenhum comentário sobre o assunto.

Dias depois, chegando novamente em casa, encontra seus pais na sala com dois homens em ternos escuros. Imediatamente, associa esses homens ao final da conversa escutada e entende que eles, de alguma forma, estariam relacionados às preocupações dos pais.

Ocorre que a conversa referia-se a uma surpresa que os pais

preparavam para o seu aniversário, e os dois homens eram antigos

colegas de faculdade de seu pai, que aproveitavam a passagem pela

cidade para fazer uma visita ao colega que há tanto tempo não viam.

Nessa história, o campo psicológico é representado pelas “linhas

de força” (como no campo da eletromagnética), que “atraem” a

percepção e lhe dão significado. O rapaz interpretou a situação pelo seu

aspecto fenomênico e não pelo que ocorria de fato. A sua interpretação

ganhou consistência com a visita de duas pessoas que ele não conhecia

e, nesse sentido, as linhas de força estavam fazendo um corte no tempo.

Isso foi possível porque o rapaz havia memorizado a situação anterior e

a ela associado a seguinte. A partir da experiência anterior, a nova

ganhou significado. O espaço vital esteve representado pela situação

mais imediata, que determinou o comportamento. Foi o caso do rapaz

quando surpreendeu os pais conversando e procurou fingir que nada

havia escutado ou a surpresa ao encontrar aqueles homens na sua casa.

O entendimento desse espaço vital depende diretamente do campo

psicológico.

Como Lewin considerava que o comportamento deve ser visto em

sua totalidade, não demorou muito para chegar ao conceito de grupo.

Praticamente todos os momentos de nossas vidas se dão no interior de

grupos. Segundo Lewin, a característica essencialmente definidora do

grupo é a interdependência de seus membros. [pg. 66] Isto significa que

o grupo, para ele, não é a soma das características de seus membros,

mas algo novo, resultante dos processos que ali ocorrem. Assim, a

mudança de um membro no grupo pode alterar completamente a

dinâmica deste. Lewin deu muita ênfase ao pequeno grupo, por

considerar que a Psicologia ainda não possui instrumental suficiente para

o estudo de grandes massas.


Transportando a noção de campo psicológico para a Psicologia

social, Lewin criou o conceito de campo social, formado pelo grupo e

seu ambiente. Outra característica do grupo é o clima social, onde uma

liderança autocrática, democrática ou laissez-faire irá determinar o

desempenho do grupo (veja capítulo 15). Através de um minucioso

trabalho experimental, Lewin pesquisou a dinâmica grupal e foi, sem

dúvida alguma, um dos psicólogos que mais contribuições trouxeram

para a área da Psicologia, contribuições que estão presentes até hoje,

embasando as teorias e as técnicas de trabalho com os grupos.



Baixar 243.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8




©psicod.org 2022
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
Processo seletivo
ensino fundamental
minas gerais
seletivo simplificado
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
Concurso público
direitos humanos
Universidade estadual
saúde mental
educaçÃo infantil
educaçÃo física
Centro universitário
saúde conselho
ciências humanas
santa maria
Poder judiciário
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ensino aprendizagem
língua portuguesa
políticas públicas
Colégio estadual
recursos humanos
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
outras providências
secretaria municipal
público federal
educaçÃo universidade
Conselho municipal
catarina prefeitura
Componente curricular
conselho estadual
psicologia programa