A avaliaçÃo da influência do agregado reciclado de concreto na penetraçÃo de íons cloreto



Baixar 91.11 Kb.
Página1/6
Encontro06.04.2018
Tamanho91.11 Kb.
  1   2   3   4   5   6


O cunho renovador da história das mulheres
Anelise Gregis Estivalet1

Unisinos/Brasil


INTRODUÇÃO


Historicamente, a cultura política tradicional sempre encarou como natural a apatia das mulheres no âmbito público. A recente institucionalização da cidadania das mulheres, caracterizada com frequência como uma cidadania fragilizada, reflete a priorização, durante muitos anos, dos papéis fundamentais na esfera doméstica, ainda hoje desprestigiada e desvalorizada no mercado político. Inscrever as mulheres na história implica necessariamente a redefinição e o alargamento das noções tradicionais daquilo que é importante em termos históricos para incluir tanto a experiência pessoal e subjetiva quanto as atividades públicas e políticas.

A cidadania, aqui entendida como uma representação social que se faz da política, daquilo que cada ator social histórico entende como seu direito e sua disponibilidade de ação, encontra seu significado no cotidiano, surgindo do convívio entre atores sociais nos âmbitos de sociabilidade extrafamiliar: a vida de bairro e o mundo da política. Espaços como esses estendem-se para além das paredes familiares e formam redes de relações junto à coletividade, fazendo surgir um sentimento de pertencimento comum.

Envolver-se na esfera pública e nessas redes de relações é concernente a toda a população. Porém, reafirma-se nesses espaços, em termos históricos e simbólicos, uma marca sexuada. A sociabilidade feminina tradicional e a participação no espaço público estariam constituídas, primordialmente, no espaço dos bairros e na tomada de decisões com vistas a melhores condições de existência, enquanto a política, como tema de conversas e de uma militância mais ampla, estaria restrita ao ambiente masculino reforçado pela prática socializadora.

A era dos novos movimentos sociais, pós-68, na perspectiva dos movimentos de mulheres, surge para problematizar o paternalismo do Estado de bem-estar social e a “família burguesa”, expondo o profundo androcentrismo (normas que privilegiam os traços associados à masculinidade) da sociedade moderna. As mulheres, ao atentarem para uma série de formas de dominação, politizam uma visão expandida da política que incluísse o “pessoal”. Politizando “o pessoal”, expandiram as fronteiras de contestação para além da redistribuição socioeconômica – para incluir o trabalho doméstico, a sexualidade, a reprodução e as questões culturais, reinventando-se como política de reconhecimento da diferença.



Catálogo: acta -> 2015 -> GT-11
GT-11 -> Regulando feminilidades: a construçÃo da identidade de gênero no processo de socializaçÃo juvenil jamile Guimarães
GT-11 -> Feminismos e criminologias
GT-11 -> Espanha – texto
GT-11 -> Nombre: Janaina Sampaio Zaranza
GT-11 -> Raparigas modernas
GT-11 -> Milhares de mortes depois: desafios necessários e caminhos possíveis na criminalização do feminicídio no Brasil
GT-11 -> Percepções de Estudantes de Graduação acerca da diversidade sexual em uma Universidade Comunitária Josilaine Antunes Pereira – Universidade do Planalto Catarinense (uniplac) – Brasil Geraldo Augusto Locks – Universidade do Planalto Catarinense
GT-11 -> Feminismos em movimento: diálogos na ação coletiva de mulheres rurais
GT-11 -> A teoria do cuidado e as motivações feministas a uma política do cuidado
GT-11 -> Gt 11: Gênero, Feminismos e suas contribuições para as Ciências Sociais Marinês da Rosa País: Brasil Instituições

Baixar 91.11 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual