1 Alberto Gaspar2


II- metodologia de coleta de dados e análise dos dados



Baixar 95.5 Kb.
Página11/16
Encontro27.05.2018
Tamanho95.5 Kb.
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16
II- metodologia de coleta de dados e análise dos dados

Nossa coleta de dados foi desenvolvida em uma escola pública, em duas salas de aula de física, do primeiro ano do Ensino Médio, onde um dos autores deste artigo é professor efetivo. Durante o segundo semestre de 2004 foram vídeo gravadas várias atividades desenvolvidas junto aos alunos, dentre elas, destacaremos aqui o desenvolvimento dos alunos durante uma atividade experimental, totalizando cerca de duzentos minutos de gravação (2 horas-aula em cada uma das duas turmas). As atividades experimentais, apresentadas na própria sala de aula, foram dirigidas por estagiários do curso de Licenciatura em Física, supervisionados em uma das turmas e, na outra, orientadas somente pelo professor efetivo. As aulas experimentais foram sobre equilíbrio de ponto material, realizadas em cinco grupos de aproximadamente seis alunos.

Nos resultados apresentados neste trabalho, não faremos uma análise vinculada aos processos psicanalíticos desenrolados, apesar de entendermos que esse recurso também poderia ser utilizado para uma avaliação dos processos interativos em sala de aula, mas sua análise exigiria uma observação num tempo maior do que nas duas aulas por sala que temos disponível até o momento. Além disso, a avaliação, especialmente a relacionada com os processos psicanalíticos, exige uma individualização do olhar do pesquisador sobre seu objeto de pesquisa, e em uma sala de aula com mais de trinta alunos, isso nos pareceu inviável, especialmente pelo material de filmagem e gravação de que dispúnhamos. Apesar disso, entendemos que desprezar o material recolhido seria injustificável, tendo em vista que a disponibilidade de acesso não só às filmagens, mas também às considerações do professor-pesquisador, dos professores-estagiários e dos alunos envolvidos.

Nessa direção, optamos por orientar nossa análise a partir de uma vinculação entre as habilidades sociais observáveis nos comportamentos, considerações e discurso de alunos e professores, relacionando-as com a teoria de autodeterminação, quando pertinente. Isso, ao nosso ver, permitiu-nos um direcionamento da pesquisa, que poderá no futuro, encaminhar-se para detalhes mais específicos sobre os processos interativos.

Com essa perspectiva, investigamos primeiramente estilos motivacionais do professor, como sugeridos por GUIMARÃES & BORUCHOVITCH (2003), relacionando-os com a motivação extrínseca ofertada pelo professor ao aluno, associada diretamente com a nota ou fatores como elogio ou com a capacidade de destacar a importância de realização frente ao grupo social, e também com a motivação intrínseca, avaliada a partir do comportamento demonstrado pela sala, como um grupo único. Além disso, procuramos distinguir as características de habilidades sociais dos professores, estagiários e alunos, buscando identificar relações entre algumas destas habilidades com seus estilos motivacionais e com o discurso desenvolvido.


Catálogo: atas enpec -> venpec -> conteudo -> artigos
artigos -> A importância de concepçÕes sobre o ser humano
artigos -> Análise do potencial pedagógico de espaços não-formais de ensino para o desenvolvimento da temática da biodiversidade e sua conservaçÃO
artigos -> 1 Rosária S. Justi
artigos -> 1 Mikael Frank Rezende Junior2, Sônia Maria S. C. de Souza Cruz3
artigos -> Professores de ciências e o conhecimento sobre as teorias da aprendizagem: reflexõES
artigos -> 1, Maria de Fátima da Silva
artigos -> An historical approach of rainbow and science teaching in elementary school
artigos -> The use of educative video as a possibility for mastering audiovisual language by science teacher
artigos -> O lúdico no ensino da matemática, na perspectiva vigotskyana do desenvolvimento infantil The game in the mathematics teaching, in the vigotskyan’s perspective of the children’s development Janeti Marmontel Mariani

Baixar 95.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   8   9   10   11   12   13   14   15   16




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino médio
ensino fundamental
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
oficial prefeitura
Boletim oficial
Curriculum vitae
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
educaçÃo física
Poder judiciário
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
ciências humanas
Conselho regional
ensino aprendizagem
Colégio estadual
Dispõe sobre
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
ResoluçÃo consepe
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Componente curricular
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
conselho estadual