Versão Preliminar do Currículo Referencia da Rede Estadual Fundamental Segunda Fase 6º ao 9º Anos



Baixar 0,61 Mb.
Página72/88
Encontro11.10.2018
Tamanho0,61 Mb.
1   ...   68   69   70   71   72   73   74   75   ...   88
PRÁTICA DE ESCRITA

  • Produzir cartilhas, manuais e folders, observando os elementos constitutivos dos gêneros em estudo (forma, estilo e conteúdo) em função das condições de produção.

PRÁTICA DE ANÁLISE DA LÍNGUA

  • Refletir sobre o valor dos recursos de estilo empregados nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre a linguagem verbal e não verbal nos sinais de trânsito.

  • Refletir sobre o valor das flexões verbais nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre o emprego das colocações pronominais, concordâncias nominal e verbal nas variedades culta e coloquial nos romances.

  • Refletir sobre o emprego de adjetivos e locuções adjetivas utilizadas na caracterização das personagens e dos espaços nos romances.

  • Refletir sobre as figuras de linguagem empregadas nos romances.

  • Refletir sobre o emprego dos discursos direto, indireto e indireto livre nos romances.

  • Refletir sobre o uso de advérbios e expressões adverbiais para delimitar o tempo e o lugar nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre variação linguística nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre o uso da pontuação nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre ortografia nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre o emprego dos acentos gráficos e da crase nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre a linguagem dos textos instrucionais.

  • Refletir sobre o emprego do verbo no imperativo nos sinais de trânsito.

  • Refletir sobre as várias possibilidades de construção da frase, da oração e do período nos gêneros em estudo.

  • Refletir sobre os elementos articuladores (preposições, conjunções, advérbios...) nos romances.

  • Reescrever os textos produzidos (coletiva e individual)



Matemática

INTRUÇÃO AO CURRÍCULO BIMESTRALIZADO DE MATEMÁTICA

Com o propósito de melhorar a educação na rede pública de Goiás a Secretaria de Educação do Estado de Goiás traçou diretrizes para a reforma educacional denominado de Pacto pela Educação a qual contém cinco pilares com vinte e cinco metas.

Dentre as metas estabelecidas no pacto temos a que propõe a definição de um currículo mínimo para a rede. Assim de modo coletivo propõe-se construir um currículo base, a partir da Reorientação Curricular já realizada em anos anteriores, com a participação de especialistas das áreas do conhecimento e de professores da rede estadual.

A Secretaria de Educação, por meio da Gerência de Desenvolvimento Curricular - GEDEC, temporalizou, em bimestre o currículo do 6º ao 9º ano disposto no Caderno 5 – Matriz Curricular. Esta bimestralização do currículo busca trazer uma equidade no processo do ensino e aprendizagem permitindo ao estudante a progressão e continuidade de seus estudos sem prejuízo do mesmo.

A proposta curricular mínima bimestralizada para a área de matemática apresenta uma estrutura de 1º ao 9º ano do ensino fundamental e 1ª a 3ª série do ensino médio, com conteúdos explicitados a partir das expectativas de aprendizagem, organizados em quatro eixos temáticos - números e operações, espaço e forma, grandezas e medidas e tratamento da informação - definidos a partir dos Parâmetros Curriculares Nacionais e do texto de concepção de área do Caderno 3 da Reorientação Curricular.


Cabe ressaltar que mesmo sendo um currículo mínimo faz-se necessário identificar com clareza quais expectativas de aprendizagem que favorecem os conteúdos conceituais, procedimentais e atitudinais importantes, para o cotidiano do estudante, conforme disposto nos Parâmetros Curriculares.

“Os conteúdos devem promover a construção e coordenação do pensamento lógico-matemático, para o desenvolvimento da criatividade, da intuição, da capacidade de análise e de crítica, que constituem esquemas lógicos de referência para interpretar fatos e fenômenos”. (PCNs 2001, p. 49)i

Assim, o presente currículo mínimo pretende possibilitar ao estudante a compreensão da sua realidade, quando favorece as culturas local e juvenil, estimulam a leitura e a escrita, a argumentação, a validação de processos, a emissão de juízo e as formas de raciocínio como a intuição, indução, dedução, analogia e estimativa.

A efetivação desta proposta requer um efetivo diálogo entre os Representantes dos Componentes Curricular de Matemática de todo o estado com seus pares em suas unidades educacionais, tutores e coordenadores pedagógicos, buscando uma sistematização final deste documento de forma que alcancemos resultados significativos no processo ensino e aprendizagem de Matemática no nosso estado.

Equipe de Matemática

NUOP/GEDEC







Compartilhe com seus amigos:
1   ...   68   69   70   71   72   73   74   75   ...   88


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal