Vantagens para automatizar testes funcionais de interface com o usuário na visão de uma equipe de testes



Baixar 1,42 Mb.
Página6/56
Encontro17.10.2018
Tamanho1,42 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   56

Problema


A organização estudada neste trabalho de TCC é uma empresa do mercado privado que desenvolve softwares de acordo com as demandas contratados pelos seus clientes, consumidores deste tipo de serviço. Neste sentido, o produto de software demandado à empresa deve satisfazer os requisitos funcionais definidos. Os requisitos devem não somente funcionarem corretamente, mas também estarem de acordo com as definições estabelecidas significando que eles devem ser verificados e validados. Verificar os requisitos funcionais solicitados pelos usuários é da responsabilidade da equipe de testes mantida pela organização, e é feita por meio dos testes funcionais de interface do usuário. Os resultados dos testes estarão associados à qualidade do produto gerado que, por sua vez, será o alvo principal de avaliação por parte do cliente para a aceitação do produto entregue.

A equipe de testes da organização estudada neste TCC é constituída por um Gerente de teste, 5 Analistas de teste e 4 testadores. Existe um gerente da equipe de testes que trata juntamente com os gerentes de projeto questões relacionadas à sincronização dos cronogramas da equipe de teste com os cronogramas dos projetos de software em andamento na organização.

A equipe de testes descrita no parágrafo anterior possui e segue um processo de teste definido para a organização onde, inicialmente antes mesmo da etapa de planejamento, é feita uma verificação dos documentos que apoiarão a elaboração do plano de testes (Caso de uso, regras de negócio, descrição de interface, etc). Caso existam problemas com estes documentos, eles são reportados aos seus responsáveis (equipe de desenvolvimento de requisitos) para serem reparados. Após os reparos os documentos são usados para a elaboração do plano de testes que, por sua vez, contém também os casos de testes a serem executados.

Com base neste planejamento, o plano de testes é realizado, os resultados são registrados para serem avaliados em seguida. Para a execução do plano de testes estabelecido, já deve estar disponível a versão executável do software, além de todos os itens necessários para esta execução (roteiro de testes, casos de testes, etc). Os testadores executam os testes reportando os erros encontrados durante a execução. Após o encerramento das execuções os erros reportados devem ser corrigidos pela equipe de desenvolvimento do projeto de software para serem então submetidos novamente à equipe de testes. A equipe repete os testes necessários para avaliar a correção dos erros anteriormente apontados antes de seguir em frente no seu plano de testes. Caso os erros estejam corrigidos os testadores fecham o relatório de erros encontrados ou retornam o relatório de erros identificados e o ciclo se repete até que todos os erros identificados sejam resolvidos. A imagem deste fluxo descrito pode ser vista na Figura 1.





Figura 1: Processo de testes da equipe de testes da organização estudada. Fonte autor.

Para facilitar a execução dos testes funcionais de interface com o usuário, a equipe de testes realiza estudos sobre como proceder para automatiza-los. Para automatizar este tipo de testes existem basicamente duas estratégias distintas. Uma delas é a gravação que grava as ações do usuário com a aplicação reproduz/executa a gravação que foi feita. Outra consiste em codificar cada passo realizado pelo usuário para automatizar sua interação com o sistema. Desta forma este trabalho de TCC1 foi feito com base no seguinte problema:



Na visão da equipe de testes da empresa estudada, quais são as vantagens de proceder com a automatização dos testes funcionais de interface com ou usuário e por qual estratégia a automatização deve ser feita?



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   56


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal