Universidade Federal do Pará


RESUMO DO RELATÓRIO ANTERIOR (Alunos com bolsas renovadas)



Baixar 119,47 Kb.
Página2/8
Encontro04.03.2018
Tamanho119,47 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8
RESUMO DO RELATÓRIO ANTERIOR (Alunos com bolsas renovadas). Descrever até onde foi desenvolvido o relatório anterior.

Nos itens seguintes devem ser acrescentados o que efetivamente foi desenvolvido neste novo período. O Relatório Final deve envolver as atividades desenvolvidas nos 12 meses de bolsa.

INTRODUÇÃO : A felicidade pode ser considerada como um determinado intervalo de tempo em que haja um aumento nos níveis de prazer no sujeito. Pesquisar sobre como e quais as variáveis estão diretamente relacionadas a esse nível de felicidade podemos progredir no sentido da personalidade que segundo Magurram são diferenças entre os sujeitos, que são produtos de três mecanismos: determinação genética, o resultado de desenvolvimento e as experiências adquiridas no meio ambiente. No nosso referencial em Budaev, ele assume que para humanos, a personalidade é separada em cinco categorias: extroversão , neurotisicmo VS. Estabilidade emocional, amabilidade, conscientização , e cognição. Um modelo experimental para o estudo de preferência ambiental nos peixes foi a caixa claro-escuro implementada por Serra , Medalla e Martitoli e posteriormente com os devidos ajustes a caixa claro escuro pôde ser usada em um estudo de ansiedade em peixes , e a preferência dos mesmos na caixa claro-escuro, destacando que essa espécie escolhe com mais frequência e permanece por mais tempo no lado escuro da caixa, o mesmo foi feito também com o peixe dourado, fundamentando uma explicação evolutiva e de seleção natural desse determinado comportamento. Outro estudo mais recente foi a investigação da administração de medicamentos a base de imipramina (anti-depressivo) sobre o Zebrafish em combate ao desamparo aprendido que pode ser um modelo animal da depressão em humanos. Em suma, o modelo de felicidade animal será desenvolvido a partir de testes de personalidade de Budaev que vamos adaptar ao Zebrafish.

JUSTIFICATIVA: Inicialmente determinado estudo se propôs desenvolver uma pesquisa que busca estabelecer um modelo de felicidade animal que está diretamente ligado ao que é entendido como personalidade, visto que esses modelos podem ser importantes posteriormente em estudos em humanos. As condições de vida são importante fator para a manutenção da homeostase comportamental, a idéia por trás do teste é ver como esta condição altera a resposta a teste padronizado. A bateria de testes desse estudo visa mapear e identificar variáveis , fatores, estímulos que influenciam e/ou modificam o padrão de responder dos sujeitos que se entende como personalidade, esclarecendo melhor como o modelo de felicidade animal e personalidade podem estar ligados. Usando como sujeito experimental o Zebrafish (paulistinha ou peixe-zebra), um pequeno teleósteo de 3 a 4 cm da espécie Danio rerio, tropical de água doce, vem sendo usado recentemente em diversas áreas das ciêncas (Sant`Anna, 2009) como em pesquisas de neurociências e testes de medicamentos no Brasil (Zorzetto & Guimarães, 2013). Enfatiza-se que além de seu genoma ter 70% de semelhança com o do humano, as vantagens de sua utilização perpassam também pela taxa de reprodução elevada, baixo custo de manutenção e o desenvolvimento do embrião fora do corpo materno (Zorzetto & Guimarães, 2013). Dessa forma ,fica evidente as vantagens desse tipo de pesquisa com o uso de peixes sendo menos dispendioso do que com macacos ,ratos , etc.


OBJETIVOS: Verificar se a exposição previa a ambientes com agentes de diferentes valores hedonicos altera a resposta no teste de personalidade de Budaev adaptado para o Danio Rerio.



Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal