Universidade federal do pará instituto de ciências da educaçÃO


Keywords: Violence. School violence. Indiscipline. Incivilities 1 INTRODUÇÃO



Baixar 206,88 Kb.
Página4/12
Encontro03.12.2019
Tamanho206,88 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
Keywords: Violence. School violence. Indiscipline. Incivilities
1 INTRODUÇÃO

Em todo o mundo ocidental moderno, a ocorrência de violências nas escolas não é um fenômeno recente. Este, além de constituir um importante objeto de reflexão, tornou-se, antes de tudo, um grave problema social.

Desde os primeiros estudos realizados sobre o assunto, nos Estados Unidos, na década de 1950, diversas dimensões desse fenômeno passaram por mudanças e os problemas decorrentes assumiram maior gravidade. Algumas dessas notáveis transformações foram: o surgimento de armas nas escolas, inclusive armas de fogo, a disseminação do uso de drogas e a expansão do fenômeno das gangues, influenciando a rotina das escolas eventualmente associadas ao narcotráfico. Outra grande mudança resulta do fato de que as escolas e suas imediações deixaram de der áreas protegidas ou preservadas e tornaram-se, por assim dizer, incorporadas à violência cotidiana do espaço urbano. Ademais, as escolas deixaram, de certa forma, de representar um local de amparo, seguro e protegido para os alunos e perderam grande parte dos seus vínculos com a comunidade.

Como não poderia deixar de ser, mudou também o foco de análise do fenômeno em comparação aos primeiros estudos. Inicialmente, a violência na escola era tratada como uma simples questão de disciplina. Mais tarde, passou a ser analisada como manifestação de delinquência juvenil, expressão de comportamento antissocial. Hoje, é percebida de maneira muito mais ampla, sob perspectiva que expressam fenômenos como a globalização e a exclusão social, os quais requerem análises que não se restrinjam às transgressões praticadas por jovens estudantes ou às violências das relações sociais entre eles.

A sociedade brasileira, por sua vez, vem-se deparando com um aumento das violências nas escolas, sendo diversos os episódios envolvendo agressões verbais, físicas e simbólicas aos atores da comunidade escolar, fato que despertou as atenções das diversas instâncias governamentais, dos organismos internacionais e da sociedade civil.

A constatação desse fenômeno nos levou ao seguinte questionamento que norteou a investigação: Quais os tipos de violência que estão inseridos dentro do espaço escolar e suas consequências? A partir desse problema foi delimitado como objetivo geral: Analisar a diferenciação do conceito de violência na escola, violência da escola, violência à escola.

Como procedimento metodológico optou-se pela pesquisa bibliográfica, em que foram consultadas diversas literaturas relacionadas com tema investigado, possibilitando a construção desse trabalho.

A pesquisa bibliográfica pode se constituir na etapa inicial de um processo de pesquisa, seja qual for o problema em questão, com o objetivo de se ter um conhecimento prévio da situação em que se encontra um assunto na literatura da área. [...] Desse modo, pode-se afirmar que a pesquisa bibliográfica visa ao conhecimento e à análise das principais teorias relacionadas a um tema e é a parte indispensável de qualquer tipo de pesquisa, podendo ser realizada com diferentes finalidades (CRUZ, 2009, p. 25-26).


A violência no âmbito escolar tem sido investigada nas últimas décadas por vários pesquisadores, dentre eles Abramovay (2005), Garcia (2006), Hauck (2009), Laterman (2000), Prioto (2009) e Spósito (2001). Identificar quais têm sido os tipos de violência dentro do ambiente escolar se constituiu no principal objetivo dessas investigações.

TB NÃO VI MUDANÇAS COM RELAÇÃO AO QUE EU HAVIA SUGERIDO ANTERIORMENTE...OU SEJA...

ESSA INTRODUÇÃO TÁ BOA, MAS VÊ COM CALMA SE ELA ABARCA TODOS OS PONTOS SUGERIDOS PELO MODELO DE ARTIGO REPASSADO PELA COORDENAÇÃO. ACHO QUE TÁ FALTANDO A HIPÓTESE E A EXPOSIÇÃO DA RELEVÂNCIA ACADÊMICA DA PESQUISA

TB FIQUEI PENSANDO, E JÁ DE ANTEMÃO APONTO ISSO, SOBRE QUAL A RELAÇÃO DO SEU TEMA COM O ESCOPO DO CURSO, QUE É POBREZA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL. ESSA RELAÇÃO NÃO ESTÁ POSTA, E SE ESTÁ, NÃO ESTÁ CLARA. ISSO É FUNDAMENTAL. CASO CONTRÁRIO, CORRE-SE O RISCO DE O ARTIGO SER CONSIDERADO INSATISFATÓRIO!!!






  1. Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal