Universidade federal do pará instituto de ciências da educaçÃO


VIOLÊNCIA ESCOLAR: DISTINÇÃO CONCEITUAL DA VIOLÊNCIA E NÃO VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR



Baixar 206,88 Kb.
Página2/12
Encontro03.12.2019
Tamanho206,88 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12
VIOLÊNCIA ESCOLAR: DISTINÇÃO CONCEITUAL DA VIOLÊNCIA E NÃO VIOLÊNCIA NO ESPAÇO ESCOLAR

Fábio Roberto Dias de Carvalho1


José Guilherme Wady Santos2

“Não há pessoas irrecuperáveis, há pessoas não amadas, incompreendidas, sem oportunidades.”

(Roberto Carlos Ramos)

RESUMO

O presente artigo apresenta uma reflexão acerca da violência escolar. A questão norteadora do estudo consistiu em identificar quais os tipos de violência que estão inseridos dentro do espaço escolar e suas consequências? A partir desse problema foi delimitado como objetivo geral: Analisar a diferenciação do conceito de violência na escola, violência da escola, violência à escola. O estudo é de abordagem qualitativa e bibliográfica. Dessa forma, este estudo não tem a pretensão de apresentar dados sobre violência escolar, mesmo porque o quadro já é notório e infelizmente bastante noticiado, e claro não precisa de outros dados para reforçá-los. A sociedade brasileira, por sua vez, vem-se deparando com um aumento das violências nas escolas, sendo diversos os episódios envolvendo agressões verbais, físicas e simbólicas aos atores da comunidade escolar, fato que despertou as atenções das diversas instâncias governamentais, dos organismos internacionais e da sociedade civil.





Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal