Universidade federal do ceará



Baixar 1,04 Mb.
Página30/37
Encontro30.11.2019
Tamanho1,04 Mb.
1   ...   26   27   28   29   30   31   32   33   ...   37
Variável

Frequência

Sexo

Masculino

Feminino


01

07


Faixa Etária

50 – 59


60 – 69

70 – 79


80 – 89

00

02

06



00

Estado civil

Casado(a)

Solteiro(a)

Divorciado(a)

Separado(a)

Viúvo(a)


02

03

01



01

01


Filhos

Sim


Não

05

03


Com quem mora

Esposo e/ou filhos

Outros parentes

Sozinha


Empregada doméstica

03

01

02



02

Responsável pelo sustento da casa

Próprio aposentado

Casal

Marido


Aposentado e parentes

05

01

01



01

Renda bruta mensal dos aposentados (salários mínimos)

01 a 02 S/M

Mais de 02 a 04 S/M

Mais de 04 a 6 S/M

Mais de 6 a 8 S/M

Mais de 8 a 10 S/M

Mais de 10 a 12 S/M

Mais de 12 S/M



01

04

00



01

00

00



02

Fonte: Pesquisa de campo (entrevistas)

Os dados acima trazem indicações importantes sobre o perfil dos aposentados e pensionistas que não frequentam mais o Programa PAI. Sete deles são do sexo feminino e apenas um do sexo masculino; seis têm 70 anos ou mais; apenas dois são casados e os demais são separados ou divorciados, solteiros ou viúvos; cinco têm filhos; metade deles mora sozinha ou com a empregada doméstica; sete colaboram ou mantêm sozinhos o sustento da casa; a metade deles (quatro) tem renda bruta mensal até quatro salários mínimos.

Na comparação do perfil dos sujeitos que não participam com o dos que participam do PAI devemos ressaltar que o número dos primeiros (oito) foi muito reduzido pelas razões já explicitadas na Metodologia. Mesmo assim, é importante enfatizar que eles são proporcionalmente mais idosos e mais solitários. Também um número maior deles é responsável pelo sustento da casa e têm renda bruta mensal inferior aos que se mantinham integrados às atividades do PAI quando foi realizada a pesquisa de campo. Tais dados parecem reforçar a idéia de que o funcionamento do PAI tem sido conduzido de tal forma que atende melhor aos interesses e necessidades dos aposentados e pensionistas com nível socioeconômico mais elevado, o que explicaria, pelo menos em parte, a avaliação tão favorável que eles fizeram do programa.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   26   27   28   29   30   31   32   33   ...   37


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal