Universidade do estado de minas gerais uemg



Baixar 442 Kb.
Página3/46
Encontro14.06.2019
Tamanho442 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   46

7.3.4 Da Prova Prática


7.3.4.1 Nos concursos para os quais as condições descritas no respectivo Anexo prevêem a exigência de prova prática, esta será realizada conforme os parâmetros que constam do mesmo.

7.3.4.2 O teor da prova prática será definido pela Comissão Examinadora, tendo em vista os parâmetros estabelecidos no referido anexo, a área/disciplina para a qual se realiza o concurso e o programa do mesmo.

7.4. Da Atribuição de notas pelos examinadores

7.4.1 No processamento dos resultados dos concursos, cada examinador deverá atribuir a cada candidato, em cada prova realizada e no julgamento de títulos, uma nota, em número inteiro, na escala de 0(zero) a 100(cem) e extrair a média aritmética das notas atribuídas a cada candidato.

7.4.2 No cálculo desta média, para o cargo da Carreira de Professor de Educação Superior - Nível V, a nota da prova de títulos, obtida da forma expressa no item 7.3.1.3, terá peso igual ao da média das duas outras provas, ou seja, títulos terão peso 2(dois).

7.4.3 A média de cada candidato será calculada até a casa dos décimos, desprezando-se o algarismo desta ordem decimal se inferior a 5(cinco) e aumentando-se de 1(um) o algarismo das unidades, se o dos décimos for igual ou superior a 5(cinco).

7.4.4 O examinador deverá ordenar os candidatos pela seqüência decrescente das médias calculadas. Em caso de empate nesta primeira ordenação, o examinador deverá efetuar o desempate. Como primeiro critério para desempate, nos termos da Lei Federal n° 10741, de 1° de outubro de 2003, será beneficiado o candidato que tiver completado 60 anos, até o último dia da inscrição no concurso. Caso entre os candidatos empatados haja mais de um candidato nessa condição, será beneficiado o mais idoso. Não havendo candidatos nesta condição, ou persistindo o empate, serão consideradas, sucessivamente, até obter o desempate: a nota de títulos, a nota da prova escrita (quando houver), a nota da prova didática e a nota da prova prática (quando houver).

7.4.5 O examinador deverá compor quadro parcial de notas contendo todas as notas e a média atribuída a cada um dos candidatos, ordenados da forma mencionada no item 7.4.4, e colocá-lo em envelope que será lacrado e entregue ao Presidente da Comissão Examinadora.

7.5 Da Apuração dos Resultados

7.5.1 A apuração dos resultados dos concursos será realizada em uma Sessão Final Pública. Cada envelope será aberto e serão lidas, e registrados em um quadro, o nome do examinador, o nome de cada candidato, a nota, em cada prova, e a média que lhe foi atribuída pelo examinador.

7.5.2 Encerrada a leitura das notas e médias atribuídas por cada um dos examinadores, serão considerados aprovados aqueles candidatos que tiverem obtido, de pelo menos três dos examinadores, média igual ou superior a 70 (setenta) pontos.

7.5.2.1. Os candidatos que não atenderem a este quesito serão considerados reprovados

7.5.3 Dentre os aprovados, cada examinador indicará, para o 1.º (primeiro) lugar, o candidato que, em seu quadro de notas, tenha alcançado a maior média, classificando-se, como primeiro colocado, o candidato que obtenha o maior número de indicações.

7.5.4 Ocorrendo empate nas indicações para o 1.º (primeiro) lugar, o desempate será feito pela média aritmética simples das médias atribuídas a cada candidato pelos examinadores. Persistindo o empate, calcular-se-á a média aritmética simples das notas obtidas pelos candidatos, sucessivamente, nas provas adiante ordenadas, que tenham sido exigidas no concurso, até que se consiga o desempate:

a) na prova de títulos;

b) na prova escrita;

c) na prova didática;

d) na prova prática.

7.5.5 A média citada acima será calculada até a casa dos décimos, desprezando-se o algarismo desta ordem decimal se inferior a 5(cinco) e aumentando-se de 1(um) o algarismo das unidades, se o dos décimos for igual ou superior a 5(cinco).

7.5.6 Excluído o candidato que, mediante os procedimentos descritos nos itens 7.5.3 e 7.5.4, tiver sido definido como primeiro colocado, cada examinador indicará, para o segundo lugar, entre os candidatos aprovados nos termos do item 7.5.2, aquele que, em seu quadro de notas, tenha alcançado a maior média. Classifica-se para o segundo lugar o candidato que obtenha o maior número de indicações. Ocorrendo empate, proceder-se-á da maneira descrita no item 7.5.4 para efetuar o desempate.

7.5.7 Excluídos os classificados em 1° (primeiro) e 2° (segundo) lugar, o mesmo procedimento descrito no item 7.5.4 será adotado para obter o 3° (terceiro) lugar e assim, sucessivamente, até que sejam classificados todos os candidatos aprovados.

7.5.8 Processada a classificação dos candidatos, será elaborada ata contendo o Parecer Final da Comissão Examinadora, incluindo, obrigatoriamente:

I - os quadros de notas e médias atribuídas pelos examinadores a cada um dos candidatos, identificando-se nominalmente candidato e examinador;

II - a relação nominal dos candidatos aprovados e dos reprovados por nota ou por desistência;

III - a ordem de classificação final de todos os candidatos que tenham sido aprovados;

IV - O nome do candidato indicado para assumir a vaga em concurso, no limite previsto no edital.

V - quando, no concurso, houver candidato(s) que esteja(m) concorrendo às vagas reservadas aos portadores de deficiência, que tenham sido aprovados, nos termos do item 7.5.2, e classificados, além de figurar na classificação referida no inciso III, o nome deste(s) candidato(s) deverá constar em uma relação em separado, acompanhado da média aritmética simples das médias atribuídas a ele (s) pelos examinadores).

VI. Atas de todas as sessões do concurso.


8. Da Homologação

8.1 O Parecer Final deverá ser apreciado pelo Conselho Departamental da Unidade para a qual está sendo realizado o concurso, do ponto de vista estritamente formal, no prazo máximo de 10 (dez) dias contados da data da Sessão Final de Apuração dos Resultados.

8.2 O Conselho Departamental aprovará o resultado do concurso expresso no Parecer Final da Comissão Examinadora, salvo na hipótese de não observância dos preceitos estabelecidos no Edital do concurso e na Resolução CONUN134/07. Os procedimentos para tanto serão aqueles descritos nos Artigos 60 e 61 daquela norma.

8.3 O resultado da apreciação do Parecer Final da Comissão Examinadora pelo Conselho Departamental será comunicado imediatamente aos candidatos, formalmente, no endereço fornecido no ato de inscrição, contando a data de entrega como início da contagem do prazo para interposição de recurso.

8.4 Caso o Conselho Departamental não aprecie o Parecer Final da Comissão Examinadora no prazo previsto no item 8.1 acima, a matéria será encaminhada ao Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (COEPE) para apreciação, dentro do prazo de 30 dias contados da data da Sessão Final de Apuração dos Resultados.

8.5 A classificação final dos candidatos aprovados será publicada no Órgão Oficial dos Poderes do Estado de Minas Gerais e, ainda, disponibilizado no endereço eletrônico da UEMG.

8.5.1 A classificação final dos concursos, para os quais concorrem candidatos na inscritos para concorrer às vagas reservadas aos portadores de deficiência, que tenham sido aprovados nos termos do subitem 7.5.2, somente será divulgada após a apuração do resultado final de todos os concursos nos quais concorrem candidatos inscritos nessa condição.

8.6 O Concurso Público será homologado pelo Reitor, no prazo de 30 (trinta) dias úteis contados da data de publicação da classificação final dos candidatos aprovados; a homologação será publicada no órgão oficial do Estado de Minas Gerais e o ato disponibilizado no endereço eletrônico da UEMG (www.uemg.br).

8.6.1 A UEMG poderá homologar, por atos diferentes e em épocas distintas, o resultado de cada um dos certames previstos nos Anexos 1 a 4.

8.6.2 O prazo previsto no subitem 8.6 poderá ser ultrapassado, no caso dos concursos em que haja candidatos inscritos para concorrer às vagas reservadas aos portadores de deficiência, que tenham sido aprovados nos termos do subitem 7.5.2 A homologação dos concursos, para os quais houve aprovação de candidatos inscritos naquela condição, será efetuada, após a conclusão de todos os certames em que haja candidato inscrito na reserva de vagas instituída pela Lei nº 11867/1995 e aprovado.

9. Dos Recursos

9.1 Observados os limites estabelecidos na Resolução CONUN 134/2007 e neste edital, a Comissão Examinadora é soberana em seu julgamento. Entretanto, caberá recurso, desde que devidamente fundamentado, em caso de manifesta irregularidade ou inobservância de disposições legais.

9.2 Não será admitido recurso quanto aos aspectos para os quais a Resolução CONUN 134/2007 prevê manifestação verbal imediata dos candidatos em caso de discordância.

9.3 Nos demais casos, deverá ser usado o modelo de formulário para interposição de recursos disponível na página da UEMG ( www.uemg.br ) na internet e neste edital, como Anexo 12.

9.4 O recurso deverá ser interposto junto ao órgão ou autoridade que tomou a decisão, que deverá examiná-lo em caráter de reconsideração.

9.5 Quando não especificado diferentemente neste edital, o prazo para apresentação de recurso será de dez dias úteis, a contar do primeiro dia subseqüente à data de ciência pelo interessado do fato objeto de contestação.

9.6 Nos procedimentos em que esta norma prevê publicação no órgão de divulgação oficial do Estado de Minas Gerais ou publicação no endereço eletrônico da UEMG, a data da publicação será considerada a data de ciência.

9.7 Nos casos em que a comunicação se der apenas por meio de correspondência ao interessado, o dia aposto ao comprovante de entrega da correspondência será considerado como a data de ciência.

9.8 Não serão aceitos recursos interpostos por meios eletrônicos, Internet, faxsímile, telex, telegrama e correio.

9.8.1 No caso de recursos interpostos contra decisões tomadas pelo Diretor da Unidade, ou pelo Conselho Departamental, os recursos deverão ser entregues na Diretoria da Unidade em que se realiza o concurso, no endereço que se encontra no Anexo 11 deste edital mediante recibo datado.

9.8.2 No caso de recursos contra decisões tomadas pelo Reitor ou pelos Colegiados Superiores da Instituição (Conselho Universitário ou Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão), os recursos serão dirigidos à Reitora da UEMG, entregues e protocolados na Reitoria da UEMG, Rua Rio de Janeiro1801, CEP 30160042, Belo Horizonte, MG

9.8.3 O resultado da análise dos recursos será encaminhado ao impetrante, pelo Correio, no endereço que figura na Ficha de Inscrição, e divulgado na página da UEMG, para conhecimento dos demais candidatos.

9.8.3.1 Além dessas formas de divulgação, o resultado de recursos de nulidade será publicado no órgão oficial de divulgação dos Poderes do Estado.

9.9 Recursos intempestivos serão indeferidos liminarmente.

9.10 Decorrido o prazo previsto e não sendo apresentado recurso, os atos praticados serão considerados aceitos tacitamente pelos candidatos e não poderão mais ser contestados para qualquer fim.

9.11 A autoridade ou instância recorrida terá o prazo de 10 (dez) dias para deliberar sobre o ato recorrido.

9.12 A instância/autoridade que tomou a decisão questionada no recurso poderá reformular, fundamentadamente, a decisão contestada, ou mantê-la, indeferindo o recurso. Neste último caso, encaminhará o recurso, com toda a documentação, à instância competente.

9.13 São as seguintes as instâncias para apreciação de recurso:

I - O Conselho Departamental, contra ato praticado pelo Diretor da Unidade ou pela Câmara Departamental;

II - O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (COEPE), contra decisão do Conselho Departamental, do Reitor ou do Vice-Reitor, em matéria de sua alçada;

III - O Conselho Universitário, contra decisão do Conselho Departamental, do Reitor e do Vice-Reitor, que escape à competência do COEPE, e contra decisão do próprio COEPE, por estrita argüição de ilegalidade.

10. Da nomeação:

10.1 A aprovação no Concurso não assegura ao candidato o direito de ingresso no quadro de servidores da UEMG, mas apenas expectativa de direito à investidura, ficando a concretização deste ato condicionada à observância das disposições legais pertinentes, da rigorosa ordem de classificação, do prazo de validade do concurso e da apresentação da documentação exigida em lei.

10.2. O candidato que concorreu às vagas reservadas aos portadores de deficiência, aprovado e classificado no limite dessas vagas, será nomeado e terá lotação, observada a estrita ordem de classificação na listagem específica dessa concorrência, a proporcionalidade e a alternância com os candidatos de ampla concorrência.

10.2.1. A nomeação de um candidato aprovado e classificado para as vagas reservadas aos portadores de deficiência ensejará a dedução dessa vaga do total disponível para nomeação no concurso ao qual concorreu.

10.2.2. A cada dez nomeações na carreira de Professor nível V, para os concursos previstos neste edital, uma será destinada a candidato aprovado que conste na lista de candidatos que concorreram às vagas reservadas aos portadores de deficiência, observada sua classificação nesta listagem.

10.2.3. A não observância, pelo candidato, de qualquer das disposições deste edital, implicará a perda do direito de ser nomeado nas vagas reservadas aos portadores de deficiência.

10.3. Cumprida a reserva estabelecida na Lei 11867/95, dar-se-á continuidade ao provimento das vagas destinadas à ampla concorrência.



10.4 Exames médicos pré-admissionais.

10.4.1 O candidato nomeado deverá se submeter a exames médicos pré-admissionais sob a responsabilidade da Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional - SCPMSO da Secretaria de Planejamento e Gestão - SEPLAG, que concluirá quanto à aptidão física e mental para o exercício do cargo, nos termos do Decreto Nº 44638, de 10 de outubro de 2007 e Instrução Normativa SCPMSO Nº 001/2007, 20 de janeiro de 2007. São obrigatórios os seguintes exames: hemograma; contagem de plaquetas; glicemia de jejum; urina rotina; laringoscopia indireta ou vídeonasolaringoscopia

10.4.2 Na inspeção médica poderão, a critério clínico, ser exigidos, de qualquer candidato, exames e testes complementares considerados necessários para a conclusão do exame médico pré-admissional.

10.4.3 O candidato considerado inapto no exame médico pré-admissional estará impedido de tomar posse e terá seu ato de nomeação tornado sem efeito.

10.4.4 Os candidatos portadores de deficiência, se aprovados, classificados e nomeados, deverão apresentar laudo médico atualizado atestando a espécie e o grau de deficiência, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID e a provável causa da deficiência.

10.4.5 O candidato portador de deficiência, se aprovado e classificado na forma disposta neste edital, paralelamente à realização do exame médico pré-admissional, será submetido à inspeção por Junta Médica, para emissão de Certidão de Caracterização ou Não de Deficiência e para fins de verificação da compatibilidade ou não com as atribuições do cargo de professor de educação Superior, observadas as peculiaridades da área/disciplina objeto do concurso ao qual se submeteu.

10.4.5.1 A Inspeção Médica será realizada na cidade de Belo Horizonte.

10.4.5.2 A certidão que caracterize o candidato como não–portador de deficiência propiciará ao candidato a oportunidade de recorrer ao Superintendente Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional, em caso de inconformismo, no prazo de 10 (dez dias), contados da data em que o Serviço Médico oficial do Poder Executivo do Estado de Minas Gerais der ciência da mesma ao candidato.

10.4.5.3 O recurso será decidido no prazo máximo de dez dias e, se acatado, poderá o Superintendente central de Perícia Médica e Saúde ocupacional convocar o recorrente para nova inspeção por Junta Médica.

10.4.5.4 O candidato cuja deficiência não for caracterizada, nos termos do Art. 4° do Decreto Federal n° 3298, de 20 de dezembro de 1999, modificado pelo Decreto Federal nº 5296, de 2 de dezembro de 2004, pela Junta Médica especificada no subitem 5.7.6 deste Edital, como justificativa suficiente para concorrer às vagas reservadas aos portadores de deficiência, ou não comparecer no dia, hora e local marcado para a realização da inspeção pela Junta Médica, perderá o direito à vaga reservada aos portadores de deficiência que ocuparia, terá seu ato de nomeação tornado sem efeito e permanecerá apenas na posição que obteve na classificação dos candidatos de ampla concorrência do respectivo concurso.

10.4.5.5 O candidato cuja deficiência não tenha sido julgada compatível com as atribuições do cargo definidas no item 2 deste edital, observadas as peculiaridades da disciplina/área objeto do concurso ao qual se submeteu, será considerado inapto.

10.4.6 Após a investidura do candidato, a deficiência não poderá ser argüida para justificar a concessão de aposentadoria, salvo as hipóteses excepcionais de agravamento imprevisível da deficiência, que impossibilitem a permanência do servidor em atividade.

10.5. Da documentação para posse: sem prejuízo da documentação apresentada por ocasião da inscrição, no ato da posse os candidatos nomeados e convocados deverão apresentar (a) uma fotografia recente, tamanho 3x4, e o original e uma cópia dos seguintes documentos: b) documento de identidade; c) certidão de nascimento ou casamento; d) título de eleitor ou documento equivalente e comprovante de votação na última eleição; e) certificado de reservista ou documento equivalente, se do sexo masculino; f) inscrição no PIS/PASEP; g) resultado do laudo médico pericial favorável, considerando o candidato apto a exercer as atribuições do cargo, expedido pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional; h) declaração, em impresso próprio, de que o candidato, com a posse, não acumulará remuneração de cargo, função ou emprego público, nos casos vedados por lei, observado, quanto aos proventos de aposentadoria, o disposto no art. 37, inciso XVI, da Constituição Federal, com a redação dada pela Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998; i) declaração, em impresso próprio, de não ter sido demitido, exonerado ou dispensado de cargo ou função pública exercidos junto ao Poder Executivo do Estado de Minas Gerais em virtude de processo administrativo; j) diploma ou certificado de conclusão do curso correspondente à escolaridade exigida para o cargo e habilitação, conforme especificação constante deste Edital; k) CPF l) Declaração de Bens e Valores; m) outros documentos poderão ser solicitados ao candidato, caso se faça necessário.

10.5.1 O candidato que não tomar posse em tempo hábil, na forma prevista em lei, será considerado desistente.

10.5.2. Os candidatos nomeados serão admitidos no Regime Jurídico de Estatutário, de conformidade com as normas contidas na Lei nº. 869, de 5 de julho de 1952, que dispõe sobre o Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de Minas Gerais e legislação pertinente

10.5.3 Os candidatos nomeados estarão incluídos no Regime de Previdência e Assistência Social dos Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais instituído pela Lei Complementar Nº. 64, de 25 de março de 2002 e alterações posteriores.

10.5.4 Do estágio probatório: O candidato nomeado para o cargo estará sujeito, nos termos do art. 41, "caput", da Constituição Federal, com redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 04/06/1998, a estágio probatório por período de 36 (trinta seis) meses, durante o qual sua aptidão, capacidade e desempenho no cargo serão objeto de avaliação, baseada em diversos parâmetros, pela Câmara Departamental ou Colegiado equivalente. A avaliação será submetida, posteriormente, ao Setor da Administração Central responsável pela Gestão de Recursos Humanos.

10.5.5 Durante o estágio probatório, não será permitida a transferência, remoção, disponibilidade ou outra forma de movimentação dos servidores, investidos nos cargos, de regiões do interior para a capital.

10.5.6 Do Local de Trabalho: o exercício funcional do candidato aprovado, classificado, nomeado e investido no cargo dar-se-á na Universidade do Estado de Minas Gerais, na Unidade para a qual foi realizado o concurso, podendo a Instituição, em caso de necessidade, remanejá-lo ou incumbi-lo de ministrar disciplinas ou realizar atividades em outras Escolas ou Departamentos dentro do mesmo Campus.

11. Das disposições finais

11.1 Decorrido o prazo recursal e homologado o Concurso Público, a Comissão Executiva disponibilizará para os candidatos, durante 60 (sessenta) dias, a documentação comprobatória de seus títulos. Findo o prazo disposto no caput deste artigo, a UEMG se exime de qualquer responsabilidade sobre a referida documentação.

11.2 O candidato aprovado assume o compromisso de ministrar aulas, dentro da sua área de competência, para qualquer curso, independentemente da especificidade da disciplina, obedecendo às necessidades e ao interesse da Instituição.

11.3 A qualquer tempo, desde que constatada inexatidão de dados ou falsidade em qualquer declaração e/ou qualquer irregularidade nas provas ou em documentos apresentados pelo candidato, poder-se-á anular a inscrição, as provas, a nomeação e a posse do candidato e todos os atos decorrentes.

11.4 Os prazos citados no presente Edital referem-se a dias corridos. Na contagem dos prazos, exclui-se o primeiro dia e inclui-se o último.

11.5 Considera-se o prazo automaticamente prorrogado até o primeiro dia útil subseqüente, se o vencimento incidir em dia no qual, por qualquer motivo, não houver expediente na Unidade interessada, ou o seu encerramento ocorrer antes das 17 horas.

11.6 O prazo de validade do Concurso Público será de 1 (um) ano, a contar da data de publicação de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, a critério do Conselho Universitário

11.7 Não será fornecido ao candidato qualquer documento comprobatório de classificação e/ou notas, durante a execução dos concursos. Certidão de aprovação em concurso público poderá ser requerida após a homologação do Resultado Final do Concurso publicada no Órgão Oficial dos Poderes do Estado de Minas Gerais.

11.8 Caso, durante o prazo de validade do concurso, novas vagas sejam autorizadas e oferecidas no cargo de professor de Educação Superior nível V, nas mesmas áreas/disciplinas objeto do concurso, poderá haver aproveitamento de candidatos aprovados, além do limite de vagas previsto nos anexos 1 a 4

11.8.1. Nesta hipótese, 10% (dez por cento) das novas vagas serão destinadas a candidatos que concorreram às vagas reservadas aos portadores de deficiência previstas neste edital, e que tenham sido aprovados e classificados além do número de vagas reservadas.

11.9 Os casos omissos serão resolvidos pelo Reitor da Universidade do Estado de Minas Gerais.

Belo Horizonte, 23 de julho de 2008.

Janete Gomes Barreto Paiva - Reitora da Universidade do Estado de Minas Gerais


Anexo 1

Informações para concurso público para o magistério superior da UEMG, NÍVEL V



Campus BH - Unidade: Escola de Design

Departamento e Código do Concurso

Área/ Disciplina

Nº. de vagas em concurso neste edital

Formação Acadêmica e habilitação mínima exigida

Tipos de provas a serem realizadas

Depto de Contextualização e Fundamentação. Código:DCF01

Análise Crítica da História do Design

1(uma)

Doutorado em Design, Artes Visuais, Artes, História, Filosofia ou Comunicação ou em área afim.

Títulos, Didática (com argüição oral), e Escrita

Depto. De Planejamento e Configuração. Código:DPC02

Inovação em Design

1(uma)

Doutorado em Design ou Engenharia de Produção ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Depto. De Planejamento e Configuração. Código:DPC03

Informação e Tecnologia

1(uma)

Doutorado em Design, Engenharia de Produção ou Ciência da Informação ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Depto. De Planejamento e Configuração. Código: DPC04

Interface Visual e Tecnológica

1(uma)

Doutorado em Design, Engenharia de Produção, Ciência da Informação ou Artes Visuais ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Depto. De Planejamento e Configuração. Código: DPC05

Design e Criatividade

1(uma)

Doutorado em Design, Artes Visuais ou Comunicação ou em área afim.

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Depto. De Planejamento e Configuração. Código: DPC06

Design Gráfico

1(uma)

Doutorado em Design, Artes Visuais ou Comunicação ou em área afim.

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Departamento de Sistemas de Produção. Código: DSP07

Materiais e Processos de Transformação

2

Doutorado em Design, Engenharia de Produção ou Engenharia de Materiais ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Departamento de Sistemas de Produção. Código: DSP08

Design para a Sustentabilidade

1(uma)

Doutorado em Design ou Engenharia de Produção ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Departamento de Sistemas de Produção. Código:DSP09

Cadeia de Valor e Valorização dos Recursos Locais

1(uma)

Doutorado em Design ou Engenharia de Produção ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita

Anexo 2


Informações para concurso para o magistério superior da UEMG, NÍVEL V

Campus BH - Unidade: Escola de Música



Departamento e Código do Concurso

Área/ Disciplina

Nº. de vagas em concurso neste edital

Formação Acadêmica e habilitação mínima exigida

Tipos de provas a serem realizadas

Natureza e duração da prova prática

Departamento de Prática Musical. Código do Concurso: DPM 01

Áreas: Performance Musical, Instrumento: contrabaixo e Análise Musical.

1(uma)

‘Além de ter o doutorado em Música ou em área afim, o candidato deverá ter Graduação em Música com habilitação em Contrabaixo, e Especialização ou Mestrado em Música ou em área afim

Títulos, Didática (com argüição oral) e Prática.

Recital comentado - Instrumento Contrabaixo, com duração de 50 a 60 minutos, envolvendo análise musical interpretativa das obras executadas.

Departamento Comun. Exp. Art. Código do Concurso: DCEA 02

Áreas: Metodologia da Pesquisa em Música e Educação Musical.

1(uma)

Graduação, Especialização ou Mestrado na área de Música; Doutorado na área de Música ou áreas afins.

Títulos, Didática (com argüição oral) e Escrita.

Não há.

Departamento de Teoria Musical. Código do Concurso: DTM 03

Áreas: Educação Musical e Performance Musical.

1(uma)

Graduação, Especialização ou Mestrado na área de Música; Doutorado na área de Música ou áreas afins.

Títulos, Didática (com argüição oral) e Prática.

Recital comentado com duração de 30 a 50 minutos, explorando o potencial pedagógico das obras executadas como ferramentas para a Educação Musical

Anexo 3


Informações para concurso público para o magistério Superior da UEMG, para o nível V

Campus BH - Unidade: Escola Guignard



  Código Concurso (Dep e N°)

Área/Disciplina

Nº. de vagas em concurso neste edital

Formação Acadêmica e habilitação mínimas exigidas



Tipos de provas a serem realizadas  

DAP 01 

Artes Plásticas

1(uma)

Doutorado na área, ou em áreas afins

Prova Didática (com argüição oral), Prova de Títulos, com análise de portifolium e Prova Escrita

Anexo 4


Informações para concurso para o magistério superior da UEMG, Nível V

Campus BH - Unidade: Faculdade de Educação



Departamento e Código do concurso

Área /Disciplina

Nº de vagas em concurso neste edital

Formação acadêmica e habilitação mínima exigida

Tipos de provas a serem realizadas

Departamento de Administração Escolar Código: DAE 01

POLÍTICAS PÚBLICAS NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

1(uma)

Doutorado em Educação ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Administração Escolar Código: DAE 02

CURRÍCULO E PRÁTICAS SÓCIO-EDUCACIONAIS

1(uma)

Doutorado em Educação ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Fundamentos Sócio-históricos e filosóficos da Educação Código: DFS 03

ANTROPOLOGIA E EDUCAÇÃO

1(uma)

Doutorado em Ciências Sociais (Antropologia ou Sociologia) ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Fundamentos Sócio-históricos e filosóficos da Educação Código: DFS 04

SOCIOLOGIA SOCIEDADE E EDUCAÇÃO

1(uma)

Doutorado em Educação ou Ciências Sociais ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Fundamentos Sócio-históricos e filosóficos da Educação Código: DFS 05

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

1(uma)

Doutorado em História ou em Educação ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino. Código: DMT 06

TECNOLOGIAS, PRÁTICAS EDUCATIVAS E FORMAÇÃO DO EDUCADOR

1(uma)

Doutorado em Educação ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino. Código: DMT 07

DIDÁTICA: EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO HUMANA

1(uma)

Doutorado em Educação, ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Psicologia da Educação e Metodologia de Pesquisa: DPE 08

PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO

2 (duas)

Doutorado em Psicologia, ou em Educação, ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

Departamento de Psicologia da Educação e Metodologia de Pesquisa. Código: DPE 9

PESQUISA EM EDUCAÇÃO

1(uma)

Doutorado em Educação, ou em área afim

Prova de Títulos; prova Didática com argüição oral e prova Escrita

ANEXO 5


INFORMAÇÕES PARA CONCURSO PARA O MAGISTÉRIO SUPERIOR DA UEMG, NÍVEL V

CAMPUS FRUTAL




Código do concurso

Área/ disciplina

N° de vagas em concurso

Formação Acadêmica

Exigida


Tipos de Prova

Frut.01

Limnologia Geral/ Limnologia e Conservação de águas interiores/ Ecologia do plâncton e bentos

1(uma)

Doutorado em Ecologia, com ênfase em Limnologia, ou em área afim, e Graduação em Ciências Biológicas ou área afim.

Títulos Didática, com argüição oral,e Escrita.

Frut.02

Geografia, Hidrologia e Geoprocessamento.

1(uma)

Graduação e

Doutorado em Geografia, Hidrologia ou área afim.



Títulos Didática, com argüição oral,e Escrita.

Frut.03

Limnologia Aplicada/ Estudos de Impactos Antrópicos sobre cursos d’água/ Gestão de Recursos Hídricos.

1(uma)

Doutorado em Ecologia, Gestão Ambiental, Limnologia ou áreas afins, e Graduação em Ciências. Biológicas, Geografia ou Gestão Ambiental.


Títulos Didática, com argüição oral,e Escrita.

Frut 04

Fundamentos de Ecologia, Ecologia de Populações, Comunidades, Ecossistemas/ Educação Ambiental.

1( uma)

Graduação em Ciências Biológicas, ou em área afim.

Doutorado em Ecologia, ou área afim



Títulos Didática com argüição oral,

e Escrita



Frut 05

Fundamentos de Saneamento, Reciclagem Ambiental e Tratamento de esgotos.

1(uma)

Doutorado em Engenharia Sanitária ou Ambiental, ou área afim, e Graduação em Ciências Biológicas, Gestão Ambiental, Engenharia Sanitária ou Ambiental, ou área afim.

Títulos Didática, com argüição oral,e Escrita.
















Frut 06

Bioestatística,Ecologia Quantitativa, Modelagem matemática em Ecologia

Geoestatística.



1(uma)

Doutorado em Estatística, Ciências da Computação Ecologia, Agronomia , Engenharia Florestal, ou área afim, e Graduação em Ciências Biológicas, Estatística, Ciências da Computação, Agronomia, Engenharia Florestal, ou área afim.

Títulos Didática, com argüição oral,e Escrita.

ANEXO 6


PROGRAMAS E BIBLIOGRAFIA PARA OS CONCURSOS PARA O CAMPUS BH- ESCOLA DE DESIGN




Baixar 442 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   46




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa