Unifae – centro universitário franciscano do paraná


O Neopatrimonialismo e os Sistemas de Funções para Atender às necessidades Aziendais



Baixar 386,23 Kb.
Página21/50
Encontro02.03.2019
Tamanho386,23 Kb.
1   ...   17   18   19   20   21   22   23   24   ...   50
2.2.5 O Neopatrimonialismo e os Sistemas de Funções para Atender às necessidades Aziendais.

Com o Neopatrimonialismo a contabilidade além de ser uma ferramenta eficaz e vital na tomada de decisões da empresa, mostra como os empreendedores devem agir para ir além do ambiente interno, interagindo com o meio, contribuindo assim com a satisfação das necessidades da sociedade e do ambiente.

Em suas teorias, Lopes de Sá leva em consideração vários sistemas para atender às necessidades empresariais.
De acordo com Pires (2004, p.10):
A vocação para o estudo dos fatos sob a ótica dos sistemas patrimoniais tem raízes em trabalhos de Masi e D’Auria. Contudo foi no neopatrimonialismo que foi reconhecido que todos os meios patrimoniais desempenham diversas funções específicas de acordo com as múltiplas necessidades de uma célula social.

Pode-se observar no Quadro 2, que os sistemas classificam-se em três grandes grupos:



Quadro 2: Sistemas de Funções para Atender às Necessidades Aziendais.



FONTE: SÁ, Antônio Lopes de. Teoria da Contabilidade. 2 ed. São Paulo: Atlas, 1999, p.176.


Liquidez, Resultabilidade, Estabilidade, Economicidade, Produtividade, Invulnerabilidade e Elasticidade devem estar em funcionamento eficaz, mantendo uma relação entre os meios patrimoniais e as necessidades a serem supridas, assim Lopes de Sá (1999, p. 32) explica:
São requeridas, pois, funções específicas, ou usos compatíveis, em condições de concomitância e equivalência, ou seja: ao mesmo tempo, os elementos de uma riqueza devem atender a todas as necessidades e em medidas adequada a cada uma delas. Assim, por exemplo, o limite de um estoque deve atender às necessidades de pagamento, lucros, giro, equilíbrio, riscos, eficiência e volume dimensionado do capital, em base de efetiva realidade. Não basta comprar, por exemplo, só pensando em lucrar, se a compra resulta em dificuldades de pagamentos ou aumentos excessivos de riscos.
Assim, entende-se que para a empresa chegar à eficácia, é necessário que haja harmonia nos seus processos, pois sempre haverá uma conseqüência boa ou ruim para toda decisão tomada por seus gestores.




Compartilhe com seus amigos:
1   ...   17   18   19   20   21   22   23   24   ...   50


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal