Uma genealogia da esquizofrenia Aula 4



Baixar 43,76 Kb.
Página1/4
Encontro15.05.2018
Tamanho43,76 Kb.
  1   2   3   4

Uma genealogia da esquizofrenia

Aula 4

Nesta aula, iniciaremos nosso trajeto de análise dos desdobramentos do campo das psicoses a partir do século XIX e começaremos, para isto, com a categoria clínica de “demência precoce”, tal como consolidada por Emil Kraepelin. Lembremos inicialmente como Kraepelin foi responsável por um dos mais influentes tratados de psiquiatria do final do século XIX e começo do século XX. Sua sistematicidade vem, principalmente, da possibilidade de classificação das doenças mentais a partir de sua “forma clínica”, ou seja, o desenvolvimento da doença, de seu aparecimento até seu desfecho. Consciente da dificuldade da psiquiatria de sua época definir categorias claras a partir de lesões orgânicas e agentes causais, Kraepelin insistirá, no entanto, que a forma clínica já poderia fornecer quadros relativamente seguros de distinção.

Como afirmei anteriormente, a constituição da categoria de demência precoce é o primeiro passo para a consolidação de uma estrutura nosográfica que organiza nossa compreensão do campo das psicoses até hoje. Kraepelin desenvolveu a categoria, cujo nome se deve à Morel que o cunha em 1851, para descrever jovens que sofriam de estados sucessivos de decadência cerebral até chegar a uma fase terminal de dissolução psíquica. Lembremos, a este respeito da definição kraepeleniana de demência precoce:
A característica comum da série de estados que caracterizam a demência precoce é uma destruição peculiar das conexões internas da personalidade psíquica. Os efeitos deste dano na vida mental predominam nas esferas emocional e volitiva1.
Kraepelin compreende que a demência precoce descreve um processo de degenerescência, de regressão até a destruição do que ele chama de “conexões internas da personalidade psíquica”. Aparecia assim uma doença de início precoce com um curso crônico e deteriorante. A seu lado, o campo das psicoses era ainda dividido pela paranoia e pela loucura maníaco-depressiva, a sucedânea da melancolia. Por sua vez, o campo da demência precoce será ao final dividido em ebefrenia, catatonia e demência paranoide (que se distingue da paranoia pelo rápido desenvolvimento em direção à debilidade psíquica).




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal