Título: Estresse e bem-estar no trabalho: Uma revisão de literatura Title: Stress and well-being at work: a literature review Identificação dos Autores Autora



Baixar 248,37 Kb.
Página15/18
Encontro29.11.2019
Tamanho248,37 Kb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   18
Quadro 4: Continuação

Autoria e Ano de publicação

Tipo de pesquisa e Participantes

Foco do Estudo

Conclusões

Fonseca e Soares50 2006

Estudo de caso com enfermeiros brasileiros.

Conhecer estressores que contribuem para o desgaste emocional, tipos de enfrentamento e agravos à saúde.

- Estressores: relações interpessoais, condições ambientais, falta de recursos no trabalho. São vistos como preditores negativos de saúde e BET.

- Enfrentamento: rezar, atividades físicas, aconchego do lar e no próprio serviço.

- Agravos à saúde: hipertensão e enxaqueca.


Fortes-Ferreira et al.26 2006

Correlacional e transversal. Bancários da Espanha.

Analisar os papéis do coping de ação direta e do coping paliativo na relação entre estressores e BEP (distresse, queixas e satisfação no trabalho).

- Preditor (+) de BEP: coping de ação direta ou focado no problema.

- Preditor (+) de distresse: coping paliativo ou de esquiva.

- Moderador que exacerbou o efeito dos estressores nas queixas: coping paliativo.


Gelsema et al.51

2006


Jackson et al.47 2006

Correlacional e longitudinal. Enfermeiros de Hospital Universitário dos Países Baixos.
Correlacional e transversal. Educadores da África do Sul.


Analisar a influência das condições de trabalho (demanda, recursos, decisão, recompensas) sobre a saúde e BE (satisfação, exaustão emocional, distresse e queixas físicas), e o efeito reverso.
Avaliar a validade e consistência interna de construtos em um modelo de bem-estar no trabalho (BET) e testar um modelo estrutural de suas relações.

- Preditores (+) de satisfação no trabalho: apoio social do supervisor, recompensas e controle sobre o trabalho.

- Preditores (+) de exaustão emocional: pressão de tempo, aumento de demandas no trabalho e exigências físicas. Há efeito reverso.


- Preditores (+) de BET: recursos de trabalho (suporte e oportunidades de carreira).

- Engajamento mediou a relação entre os recursos de trabalho e comprometimento organizacional. Burnout mediou a relação entre demandas e doenças.

Karlsen et al.27

2006



Correlacional e transversal. Veteranos de guerra da Noruega.

Explorar os efeitos do estresse, trauma, coping e orientação para o crescimento sobre o bem-estar subjetivo (BES).

- O efeito do estresse foi mediado positivamente por um processo de coping focado no problema, associado a um componente de crescimento, levando a melhoria do BES.

- O estresse foi mediado negativamente por um processo de coping de esquiva e um componente de distresse, levando a piora do BES.



McCalister et al.58 2006


Correlacional e transversal. Trabalhadores de tecnologia dos EUA.


Testar a relação entre resiliência e suporte social e os efeitos no estresse e satisfação no trabalho e a influência da afetividade negativa na relação entre estresse e a satisfação no trabalho.

- Recursos de resiliência, suporte do supervisor e dos colaboradores têm função protetora que minimiza o estresse e melhora a satisfação no trabalho.

- Quanto > a afetividade negativa < a satisfação no trabalho.

- Quando as outras variáveis foram incluídas como preditores no modelo, não houve correlação entre afetividade negativa e satisfação no trabalho.


Fonte: dos autores


: uploads -> artigos
artigos -> Psicologia de orientaçÃo positiva: uma proposta de intervençÃo no trabalho com grupos em saúde mental
artigos -> A construçÃo da masculinidade
artigos -> Análise de Discurso: Potencialidades Investigativas para a Violência de Gênero
artigos -> Novos sentidos para a atuaçÃo do psicólogo no programa de saúde da família
artigos -> Título Completo
artigos -> Fatores associados à adesão à Terapia Antirretroviral em adultos: Revisão integrativa de literatura
artigos -> Crenças e influências sobre dietas de emagrecimento entre obesos de baixa renda
artigos -> O presente artigo descreve o perfil da violência de gênero na cidade de Mendes através da análise dos dados obtidos na leitura
artigos -> A construçÃo da masculinidade
artigos -> Gender inequalities in non communicable disease mortality in Brazil Desigualdades de gênero na mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis no Brasil


Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   18


©psicod.org 2019
enviar mensagem

    Página principal