Título: Dificuldades da mulher portadora do vírus hiv/Aids para lidar com a sua sexualidade



Baixar 7,32 Kb.
Encontro22.05.2018
Tamanho7,32 Kb.

Pôster apresentado no 5º Congresso da Sociedade Brasileira de DST; 5º Congresso Brasileiro de Prevenção em DST/Aids; 1º Congresso Brasileiro de Aids – Pernambuco – Recife- 2004
Título: MULHER PORTADORA DO VÍRUS HIV/AIDS E DIFICULDADES COM SUA

SEXUALIDADE
Autores: TORRES, R.R.A.; BOTAS, V.M.; MARTINS, A.S.; NOGUEIRA,F.J.; OLIVEIRA, S.L;

TEIXEIRA, E.;


INTRODUÇÃO:

A sexualidade é tópico considerado pela OMS como ponto importante para qualidade de vida. O prazer faz parte das necessidades que trazem bem estar e satisfação.

A sexualidade feminina possui características próprias, tanto na forma física, cultural, social e psicológica. Biologicamente as mulheres são influenciadas por hormônios, que interferem no impulso sexual, orgasmo e atração física. Estes hormônios têm ciclos imprevisíveis, reagindo ao ambiente e às emoções, alterando-se em situações de estresse.
OBJETIVOS:

Nos trabalhos realizados pelo Departamento de Saúde Mental e Psicologia na Ong/GIV incentivamos vivenciar a sexualidade com responsabilidade, e cuidados para não gerar danos a si e aos outros. Ajudar as mulheres portadoras a lidarem com estas questões faz parte de nossos objetivos.


MÉTODOS:

  • Processos psicoterapêuticos

  • Oficinas

  • Grupos de discussão

  • Entrevistas

RESULTADOS:

Observou-se que mulheres portadoras do vírus HIV/Aids passam por estresse, podendo ter depressões/desânimo que interferem na libido. Queixas de disfunção de orgasmo e/ou inibição de desejo podem apresentar-se em fases como: saber-se portadora do vírus; desejo de ser mãe; gravidez; parto; espera da sorologia do filho; medicações; efeitos adversos; adoecimento do parceiro; estar sem parceiro; reinicio de vida sexual.
CONCLUSÕES:

Sem espaço para lidar com as questões do HIV/Aids e da sexualidade, são atingidas por sentimentos de solidão interna, independente das circunstâncias externas. O perigo de ser destruída pelo instinto de morte dirigido contra o eu contribui com uma cisão interna prejudicial ao ego e à sua força. A integração acontece quando ela pode aceitar-se, respeitar-se, amar-se como é e está, vinculado à capacidade de dar e receber afeto. Há ligação íntima entre prazer e sentimento de compreender e ser compreendida.



A psicoterapia possibilita chamar a atenção para a sexualidade da mulher, trabalhar uma melhor construção social e cultural, e reestruturar a forma de experiência sexual em resposta ao HIV/Aids.


Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa