Título centrado



Baixar 95.5 Kb.
Página9/10
Encontro30.09.2018
Tamanho95.5 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10

1.4 Isaac Newton

Isaac Newton destacou muito com a história da maçã, forneceu a base para a solução do problema dos planetas, confirmando a hipótese de que a força de atração exercida pela terra para fazer a maçã cair era a mesma que fazia a lua cair para terra, portanto, colocava em órbita elíptica em torno de nosso planeta.

Newton colocou os fundamentos das leis mais importantes do movimento dos corpos, com que lançou as bases da mecânica científica, levando os conceitos esboçados por Leonardo Da Vinci e desenvolvidos por Galileu.
Desenvolvimento cientifico no século XIX e XX

A partir do século XIX a ciência se desenvolveu muito, surgindo sociedades cientificas com especialização, desenvolvendo um conhecimento muito elevado e necessitando de técnicas elevadas.

Foi criada a Associação Britânica para o Progresso da Ciência durante o século XIX, onde foi criando a palavra cientista. Essa associação era para cientistas se encontrarem para discutirem os seus trabalhos e levarem ao conhecimento do público.

Já no século XX, a ciência avançou muito mais, não só em descobertas cientificas, mas os equipamentos se tornaram mais poderoso e sofisticados, tendo resultado mais rápidos, onde facilitou pesquisas da ciência em grandes campos.


A origem da universidade

No século V a.C. na Grécia, apareceram os primeiros professores, remunerados do ensino superior, não tinham escolas como centro de ensino, o método poderia ser preceptorado coletivo, por se dedicarem a formação completa dos aos jovens que lhe eram confiados.

No século seguinte, a educação na Grécia passa a ter um estudo complexo diretoria, filosofia e medicina. O curso superior tratava basicamente da oratória.

Com o passa do tempo as escola leigas passaram a serem escolas religiosas. No século XI d.C. a Europa continental, todo o ensino era ministrado pela Igreja Católica. Corporações estudantis denominadas universidade, organizaram independente do Rei e bispo, o papa Inocêncio que buscava que buscava prestígio, apoiou as universidades. Em 1229, ocorreu a primeira greve estudantil da história, a independência das universidades foi reconhecida na França pelo São Luis de Castelli. O mesmo ocorreu na Inglaterra, na universidade de Oxford. Levando o rei Henrique III a concordar com autonomia das universidades em 1240.

Com estes manifestos as universidade conseguiram direto a greve, monopólio dos exames atribuição de graus, diplomas autonomia jurídica e possibilidade de apelar diretamente ao papa.

Estudos indicam que a universidade mais antiga seja a de Saleno, que no século X já dispunha de uma escola de medicina. Com ela as de Paris, Bolonha, em seguida pelas de Oxford, Cambridge, Montpellier, Salamanca, Roma e Nápoles. Na Alemanha, no século XV surgem Hcidelber e colônia.

“Da universidade estava à transição da humanidade de uma etapa para a outra: da vida rural para a vida urbana, do pensamento dogmático para o racionalismo, do mundo eterno e espiritual para o mundo temporal e terreno, da Idade Média para a Renascença.

A universidade deve estar comprometida com a qualidade de formação intelectual de seus alunos, com a produção científica, artística, filosófica e tecnológica e com o atendimento às necessidades, aos anseios e às expectativas da sociedade, formando profissionais técnicas e politicamente competentes, desenvolvendo soluções para problemas locais, regionais e nacionais. “

Universidades no Brasil
Em 1822 por ocasião da Independência, existia no Brasil cerca de 3.000 universitários, formados principalmente em Portugal, França e na Grã-Bretanha. Durante o Império, dos cursos superiores criados desde 1808, formaram-se as primeiras faculdades: as de Direito de São Paulo e Recife (1854), a Politécnica do Rio de Janeiro, a Escola de Minas de Ouro Preto (1854).

Apesar das importantes transformações políticas em curso no período, durante a Primeira Republica ou Republica velha (período que se estendeu desde a Proclamação da Republica em 1889 até a revolução de 1930) o ensino superior brasileiro não passou por renovações importantes. Em 1912 é fundada a primeira Universidade do Brasil, a Universidade Federal do Paraná Na década de 1920, surgiu a Universidade do Rio de Janeiro, que em 1937, com a reforma educacional de Francisco Campos, se transformou na Universidade do Brasil, pela incorporação das escolas de Farmácia, Odontologia, Química, Música e Belas-Artes. Em 17 de dezembro de 1945, adquiriu plena autonomia financeira, didática e disciplinar. Seu campus principal situa-se na Ilha do Fundão, na baia de Guanabara, e há mais de quatro campi espalhados pela cidade do Rio de Janeiro.

A reforma de Francisco Campos, que adotou o regime universitário no país, abriu ainda o caminho para a fundação em 12 de janeiro de 1934, por decreto do governador Armando de Salles Oliveira a Universidade de São Paulo (USP), que contratou professores franceses, alemães e italianos e muito contribuiu para modernizar a educação superior brasileira. Têm seu campus principal nos terrenos da antiga Fazenda Butantã, as margens do rio Pinheiros, na capital do Estado. No ano seguinte, surgiu a universidade do Distrito Federal, que foi fechada por motivos políticos durante o Estado Novo (regime político centralizado e autoritário brasileiro fundado por Getúlio Vargas em 1937, que durou até 1945).

As décadas de 1960 e 1970 marcaram a grande expansão do ensino universitário brasileiro. Em 1988, segundo dados do IBGE, existiam 871 instituições de ensino superior no país, entre as quais 83 universidades eram federais, estaduais, municipais ou privadas.


Conclusão

São tantas as coisas que ainda permanecem um mistério para o homem, e cabe a Ciência descobri-las ou decifrá-las. Mas também é importante saber como tudo isso começou saber um pouco da história da Ciência, como teve início, os primeiros cientistas, as primeiras descobertas e o porquê de saber das coisas. Também não podemos esquecer-nos das escolas Superiores ou Universidades que dispõe de um bom material cientifico para pesquisa e aprendizado, pois para se ensinar Ciência sempre precisou de uma boa Universidade.


Baixar 95.5 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9   10




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana