Tsp I: teoria comportamental e cognitivista



Baixar 64 Kb.
Página4/6
Encontro28.03.2018
Tamanho64 Kb.
1   2   3   4   5   6
Pavlov e um cão

Watson então passou a utilizar os conceitos do reflexo, para explicar tudo àquilo que ele chamava de comportamento. Esse conjunto de conceitos explicativos é chamado de Paradigma.

Aparato utilizado por Pavlov em seu clássico experimento de Condicionamento.

Com o seu critério de fato científico estabelecido, e seus conceitos também, Watson precisava de um Método, ou seja, de um caminho coerente com ambos, para que através dele pudesse continuar as pesquisas. O Behaviorismo de Watson ou Behaviorismo Metodológico aderiu então aos Experimentos Controlados com vários animais, especialmente ratos brancos, comparando os resultados de cada um e a partir daí, estabelecendo leis para o comportamento humano e animal.

Mesmo a concepção de Watson sendo “incompleta”, ela estava de acordo com os postulados que adotou. A postura de Watson frente ao Homem é conhecida como Mecanicismo. Nesta “escola” filosófica entende-se que para toda causa há um efeito e vice-versa. Entende-se por ‘causa’ o gerador ou provocador de um ‘efeito’. Mas para isso acontecer, os eventos causais devem estar sempre próximos no tempo e no espaço, dos eventos ‘causados’. Entretanto, isso nem sempre acontece. Por esse motivo o Mecanicismo postula e então infere (uma inferência significa uma conclusão) que sempre deverá haver um mecanismo, uma ponte entre os dois, pela qual a ‘causa’ se propaga, provocando assim o seu ‘efeito’. No caso do condicionamento, adotado por Watson, o sistema nervoso fazia o papel de ponte entre o estímulo ambiental e a resposta do organismo.

Tudo isso começou em 1913. Será que ainda existem pessoas que pensam como Watson, ou seja, será que ainda existem behavioristas metodológicos? Claro que existem, mas nem tudo está perdido. A ênfase de Watson nos experimentos controlados levou a Psicologia a mares nunca antes navegados... A visão de Homem de Watson, mesmo incompleta, possibilitou que inúmeras técnicas de sucesso fossem criadas, para o tratamento de diversos problemas humanos, até então sem solução.

A ênfase de Watson foi considerada extrema, até mesmo na época. Burrhus Frederic Skinner critica Watson pela sua negação das características genéticas, assim como pela sua tendência a generalizar, sem base em dados reais. B.F.Skinner foi um behaviorista metodológico até 1945, quando rompeu definitivamente com este behaviorismo, por discordar de sua incompletude. Apresentou, então, outro ponto de vista sobre o comportamento humano, estritamente pessoal. B.F.Skinner é considerado o pai do behaviorismo radical



Baixar 64 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa