Trauma emocional e desenvolvimento psicopatológico



Baixar 87,45 Kb.
Página1/10
Encontro19.06.2018
Tamanho87,45 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10

Trauma emocional e desenvolvimento psicopatológico

Franco De Mais
Em nossa pesquisa concluímos que os que chamamos fenômenos (sintomas) de uma neurose são conseqüências de certas experiências e impressões, que justamente por isso reconhecemos como traumas etiológicos”.

Sigmund Freud – Moisés e o monoteismo


Premissa
O termo psicopatologia frequentemente é considerado antiquado, discriminante e objetivante e talvez por isso raramente é utilizado na comunicação cientifica psicanalítica. Para mim e para outros, ao contrario, a psicopatologia é a componente básica que permeia e estrutura o processo analítico, condiciona relação e a transferência e assinala os momentos de impasse ou de transformação.

O meu ponto de vista é que existe uma tensão dialética constante entre a psicopatologia e o conjunto dos instrumentos que usamos para obter a mudança.

Uma das teses desse trabalho é que a psicopatologia do paciente, não importa em que nível se constitua ou de que entidade seja, deve ser considerada o elemento perturbador e enriquecedor de nosso trabalho cotidiano.

Em relação aos dois termos do título do trabalho, o meu pensamento é que um retorno ao estudo da psicopatologia e uma atenção especial ao seu desenvolvimento em relação ao trauma originário só podem ter um efeito estimulante sobre todo o conjunto dos conhecimentos analíticos e sobre nossos instrumentos transformadores.






Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal