Terapia Narrativa



Baixar 42.8 Kb.
Página1/13
Encontro23.05.2020
Tamanho42.8 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13

Terapia Narrativa:

Esta terapia foi desenvolvida durante os anos 80 por Michael White e David Epston. É uma forma de psicoterapia que procura ajudar as pessoas a identificar os seus valores, habilidades e conhecimentos que têm para viver esses valores, para que possam enfrentar efetivamente qualquer problema. (não fica claro)



No modelo narrativo, defende-se que os processos psicológicos são organizados de modo narrativo e que a construção de sentido sobre o mundo e sobre nós se processa a partir da construção e da desconstrução de histórias. As narrativas, nessa perspectiva, têm a função de orientar os processos cognitivos mais complexos (memória, expectativas, autopercepção), os processos emocionais (emoções mais salientes, temas emocionais predominantes), as relações interpessoais e a organização de planos para o futuro (projetos). Por essa razão, a matéria-prima dessa forma de psicoterapia é a narrativa, estando o foco do processo terapêutico na construção e na desconstrução de histórias (Gonçalves & Henriques, 2002). (acrescentei). Neste tipo de terapia, a pessoa que procura ajuda não é mais chamado de paciente ou cliente, como noutras abordagens terapêuticas, mas sim de coautor do processo terapêutico.

O terapeuta procura ajudar a pessoa a ser coautora de uma nova narrativa sobre si mesma, investigando a história dessas qualidades. A terapia narrativa visa ser uma abordagem de justiça social nas conversas terapêuticas, procurando desafiar os discursos dominantes que, segundo afirmam, moldam a vida das pessoas de maneira destrutiva. ????



A terapia narrativa é um tipo de psicoterapia que é dada de uma perspetiva não invasiva e respeitosa, que não responsabiliza ou vitimiza a pessoa, ensinando-a que ela é a especialista na sua própria vida. A Terapia Narrativa propõe uma mudança ao identificar quem procura ajuda. (O que é que isto significa?)

(acrescentei): As três etapas desconstrução do problema que é trazido, a reconstrução de velhas histórias com as novas possibilidades de histórias alternativas e consolidação do que foi alcançado com a terapia são as principais etapas usadas num processo terapêutico. Ou seja, o objetivo da T. Narrativa é proporcionar múltiplas perspetivas de uma realidade vivida, pois existem múltiplos caminhos a escolher e percorrer. Com essa convicção há uma visão aberta da história apresentada e consegue-se mudar a relação da pessoa com o problema e construir uma história alternativa. Objetiva-se separar linguisticamente a pessoa do seu problema; para isso, o terapeuta busca produzir a “externalização do problema”. Nessa prática, compreende-se que não são as pessoas nem suas relações que constituem o problema, mas sim o sentido que as pessoas dão para algumas situações de suas vidas (White & Epston, 1990). Em outras palavras, é a relação das pessoas com determinados aspectos de suas vidas que os torna um problema.


Baixar 42.8 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   13




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
Processo seletivo
ensino médio
Conselho nacional
minas gerais
terapia intensiva
oficial prefeitura
Curriculum vitae
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
santa maria
assistência social
Excelentíssimo senhor
Atividade estruturada
Conselho regional
ensino aprendizagem
ciências humanas
secretaria municipal
outras providências
políticas públicas
catarina prefeitura
recursos humanos
Conselho municipal
Dispõe sobre
ResoluçÃo consepe
Colégio estadual
psicologia programa
consentimento livre
ministério público
público federal
extensão universitária
língua portuguesa