Teoria ou enfoque do etiquetamento? Labeling approach theory or just labeling approach? Gonçalo Rezende de Melo Sant’Anna Xavier1 resumo



Baixar 57.43 Kb.
Página1/8
Encontro11.11.2019
Tamanho57.43 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8

TEORIA OU ENFOQUE DO ETIQUETAMENTO?

LABELING APPROACH THEORY OR JUST LABELING APPROACH?

Gonçalo Rezende de Melo Sant’Anna Xavier1
RESUMO:

O objetivo do presente artigo é realizar breve reflexão sobre o labeling approach e seu fundamento sociológico, com ênfase na compreensão adotada pela doutrina quanto aos fundamentos da sociologia de Howard Becker. Foi definido que há alguns pontos de não compreendidos pela criminologia, em especial considerando-se as próprias conclusões de Becker, como, por exemplo, a crítica à noção de “teoria” do etiquetamento. Adota-se, por fim, a compreensão trazida pela doutrina de Alessandro Baratta, que conclui não bastar à criminologia apenas a adoção de um enfoque empirista, mas fundamentalmente a escolha por um enfoque materialista, que compreenda as complexas relações econômicas e sociais da sociedade.





Baixar 57.43 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana