Telefone: (61) 3627-4200 Rua Acre, Qd. 02. Lts. 17/18, s/n



Baixar 58,67 Kb.
Encontro11.10.2018
Tamanho58,67 Kb.


Telefone: (61) 3627-4200

Rua Acre, Qd. 02. Lts.17/18, s/n

Setor de Chácaras Anhanguera

Valparaíso de Goiás/GO



CEP 72870-508



PLANO DE ENSINO

Unidade Curricular

Psicologia da Educação

Carga Horária Total

70 horas

Docente

André Luiz Souza de Jesus



Ementa

Estudos dos aspectos históricos da Psicologia do desenvolvimento e aprendizagem a partir das teorias de Sigmund Freud, Vygotsky, Erik Erikson, Piaget e Wallon. Contribuições da Psicologia para análise do processo de humanização e formação de conceitos elementares e científicos. Estudo da psicologia cognitiva, da teoria das inteligências e psicologia do desenvolvimento humano.

Competência

Psicologia Educacional. Variações individuais: estilos de aprendizagem, personalidade e temperamento. A condição da ciência psicológica como fundamento da Educação. Determinação e Formas de Avaliar a Inteligência. Manutenção, transferência e generalização das aprendizagens. Pesquisas em Psicologia Educacional. Necessidades Educacionais de Alunos com Deficiência. A psicologia da educação e seus elementos essenciais. Educação Inclusiva. Temas em Psicologia da Educação: motivação, percepção, inteligência, vida afetiva, representações sociais e identidade. O Desenvolvimento do “Eu” e da Moralidade. Abordagens Sociocognitivas de Aprendizagem. Teorias da aprendizagem. O processo de constituição do conhecimento no ser humano. Principais abordagens sobre a Aprendizagem.

Habilidades

Psicologia Educacional. Variações individuais: estilos de aprendizagem, personalidade e temperamento. Conceituar a Psicologia e as suas diferentes áreas, Discutir sobre o Estatuto Científico da Psicologia,  Identificar as relações entre as áreas da ciência psicológica e sua fundamentação com os estudos e a prática da Educação. Determinação e Formas de Avaliar a Inteligência. Reconhecer como ocorrem os processos de manutenção, transferência e generalização das aprendizagens, Identificar a aplicabilidade de estratégias mnemônicas, Distinguir diferentes processos de transferência das aprendizagens. Pesquisas em Psicologia Educacional. Necessidades Educacionais de Alunos com Deficiência. Apreender a concepção de psicologia da educação, Articular a psicologia da educação com suas diretrizes e bases, Explorar os elementos essenciais da psicologia da educação. Identificar os objetivos do Programa Educação Inclusiva: Direito à Diversidade, Reconhecer a importância da participação dos dirigentes estaduais e municipais no Programa Educação Inclusiva: Direito à Diversidade, Analisar as diretrizes propostas pelo programa aos municípiospolo. Reconhecer a importância de aspectos cognitivos, afetivos e sociais em psicologia da educação, Definir os conceitos: motivação, percepção, inteligência, vida afetiva, representações sociais e identidade, Avaliar o caminho e a constituição de aspectos cognitivos, afetivos e sociais na vida do ser humano. O Desenvolvimento do “Eu” e da Moralidade. Abordagens Sociocognitivas de Aprendizagem. Conhecer os principais pesquisadores da psicologia da educação, Identificar as diferentes correntes teóricas da aprendizagem, Relacionar as teorias da aprendizagem com os processos de ensino aprendizagem. Analisar o conceito de conhecimento, bem como apropriar-se do processo de constituição desse no ser humano, Compreender melhor o desenvolvimento do conhecimento, assim como de que maneira o sujeito cognoscente o adquire, Conhecer alguns teóricos e as teorias desenvolvidas acerca da constituição do conhecimento humano. Principais abordagens sobre a Aprendizagem.

Metodologia

a) Atividades no AVA: Atividades pertinentes às disciplinas como desafios, pesquisas e questionários serão desenvolvidas aos alunos. Ao término de cada unidade, o aluno realiza um conjunto de exercícios com feedback para reflexão. A interatividade dos alunos entre eles, com os professores tutores e orientadores acadêmicos é fortemente estimulada na realização das atividades. Na EAD, incentiva-se também, os alunos a trabalharem em grupo, utilizando as TIC como os fóruns de discussão.

b) Avaliações à distância: essencialmente de caráter formativo. Podem se constituir, de acordo com a essência do módulo, de trabalhos enviados para os tutores distância, com prazo para retorno das soluções. Podem ser Trabalhos escritos individuais ou em grupo; relatórios de projetos ou de pesquisas; participação em trabalhos, seminários; provas; estudo de caso, preparação e análise de planos; observação de aulas; entrevistas; memorial; monografia; exercícios; redação de textos; elaboração de material didático, comentários e resenhas sobre textos e vídeos; resolução de problemas, solução de casos práticos.

c) Avaliações presenciais: os alunos realizarão, no polo, uma avaliação presencial ao final de cada disciplina. Os instrumentos e estratégias escolhidos deverão estar articulados com os objetivos, os conteúdos e as práticas pedagógicas adotadas. A avaliação será elaborada pelo professor autor e discutida com os professores tutores.

Critérios de Avaliação

Serão realizadas duas Avaliações Bimestrais (B1 e B2), Avaliações Continuadas (AC) e, de acordo com as necessidades educacionais, uma Avaliação Geral do Desempenho do Acadêmico (AGDA), podendo ser aplicada no final do segundo bimestre de cada semestre letivo às turmas específicas. A distribuição dos pesos das Avaliações Bimestrais (AB) segue orientações contidas no tanto Manual do Docente quanto no Manual do Acadêmico. As notas/conceitos seguirão as seguintes equações para cada bimestre: 

NB1= B1 (7) + AC (3) 

NB2= B2 (7) + AC (3) 

O docente poderá optar por destinar as notas referentes as Avaliações Continuadas (ACs) às Avaliações Bimestrais (B1 e B2). Dessa forma, o docente poderá aplicar quaisquer das Avaliações Bimestrais com peso superior a 7.

A Média Geral (MG) será obtida através da média aritmética simples das notas bimestrais (NB1 e NB2), ou seja:

MG= (NB1 + NB2) /2

O acadêmico que obtiver MG igual ou superior a 7,0, ou seja, igual ou superior MS, poderá ser aprovado sem realizar o Exame Final desde que apresente frequência total na unidade curricular superior ou igual a 75% da carga horária ministrada.

Critérios de Avaliação

Os critérios de promoção, envolvendo, simultaneamente, a frequência e o aproveitamento escolar, são os seguintes: 

I. se a frequência do acadêmico for inferior a 75% (setenta e cinco por cento), ele estará reprovado na unidade curricular. Em caso contrário, serão considerados os resultados das avaliações realizadas, de acordo com o previsto no art. 104 e seus parágrafos; 

II. se a MG for maior ou igual a 7,0, o acadêmico estará aprovado na unidade curricular;

III. se a MG for menor que 7,0 e igual ou superior a 5,0, o acadêmico será submetido ao Exame Final; 

IV. após o Exame Final (EX), a Média Final (MF) da unidade curricular será a média aritmética simples entre a MG e EX, assim:

MF = (MG + EX) /2. 

V. se a média referida no inciso anterior for maior ou igual a 5,0, o acadêmico estará aprovado na unidade curricular.

Acadêmicos com MG inferior a 5,0 estão reprovados por média, e, portanto, não realizam o Exame Final. 

  Para ser aprovado, o acadêmico deverá possuir, ao final do semestre, presença igual ou maior que 75%. Presença inferior a 75% implica em RF independente da menção final obtida.

Bibliografia Básica*

1 - COLETTA, Eliane Dalla; LIMA, Caroline Costa Nunes; CARVALHO, Carla Tatiana Flores; GODOI, Gabriel Alves. Psicologia da educação. São Paulo: Grupo A, 2018.

2 - CASTORINA, José A.; CARRETERO, Mario. Desenvolvimento Cognitivo e Educação. São Paulo: Grupo A, 2014, v.1.

3 - SANTROCK, John W.. Psicologia Educacional. São Paulo: Grupo A, 2009.


Bibliografia Complementar*

1 - ELIOT, Lise. Cérebro Azul ou Rosa: O Impacto das Diferenças de Gênero na Educação. São Paulo: Grupo A, 2013.

2 - SALVADOR, César Coll. Psicologia do Ensino. São Paulo: Grupo A, 2000.

3 - SALVADOR, César Coll; MESTRES, Mariana Miras; GOÑI, Javier Onruvia; Gallart, Isabel Solé. Psicologia da Educação. São Paulo: Grupo A, 1999.

4 - COLL, César; MARCHESI, Álvaro; PALACIOS, Jesús. Desenvolvimento Psicológico e Educação. São Paulo: Grupo A, 2004, v. 2.

5 - COLL, César; MARCHESI, Álvaro; PALACIOS, Jesús. Colaboradores Desenvolvimento Psicológico e Educação. São Paulo: Grupo A, 2004.


Data: 01/08/2018.

_______________________________________________________

Coordenação de Curso

_______________________________________________________

Assinatura do Docente

* Critérios para atribuição das bibliografias:

I. Básica: 3 títulos de livros.

II. Complementar: 5 títulos.



Todos os Planos de ensino e bibliografias foram aprovados pelo NDE.




Compartilhe com seus amigos:


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal