São deveres dos profissionais da engenharia



Baixar 104,78 Kb.
Página1/12
Encontro21.09.2018
Tamanho104,78 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

FACULDADE DE ENGENHARIA AGRÍCOLA

PROJETO AGROINDUSTRIAL

PROFA MARIA LAURA GOMES SILVA DA LUZ

FUNDAMENTOS DA ÉTICA

(Material removido de publicação do CREA, de autoria do Eng. Gilberto Piazza)


2003

DEFINIÇÃ0 DE ÉTICA
Do ponto de vista etimológico, a palavra ética vem do grego "ethos", que significa "modo de ser", "caráter", enquanto forma de vida adquirida ou conquis­tada pelo homem.

Por sua vez, moral vem do latim "mos" ou "mores", que quer dizer "costume" ou "costumes", no sentido de conjunto de normas ou regras adquiridas por hábito. A moral se refere, assim, ao comportamento adquirido ou modo de ser conquistado pelo homem.

Tem‑se, então, que, na origem, "ethos" e "mos", caráter e costume, funda­mentam‑se num modo de comportamento que não corresponde a uma disposi­ção natural, mas que é adquirido ou conquistado por hábito.

Nessas condições, podemos definir a “etica como sendo a teoria ou a ciên­cia do comportamento moral dos homens em sociedade. Assim, a ética não cria moral, uma vez que seu objeto de estudo é formado por determinado tipo de atos humanos: os atos conscientes e voluntários.

Por outro lado, temos que a moral é um conjunto de normas, princípios e valores, segundo o qual são regulamentadas as relações mútuas entre os indiví­duos ou entre estes e a comunidade, de tal maneira que essas normas, dotadas de um caráter histórico e social, sejam acatadas livre e conscientemente, por uma convicção íntima e não de uma maneira mecânica, externa ou impessoal.

Isso significa dizer que a moral possui um caráter social porque:

a) os indivíduos se sujeitam a princípios, normas ou valores socialmente estabelecidos.

b) regula somente atos e relações que acarretam conseqências para ou­tros e exigem necessariamente a sanção dos demais.

c) cumpre a função social de "induzir" os indivíduos a aceitarem livre e conscientemente determinados princípios, valores ou interesses.

d) é válida de modo absoluto, para qualquer tempo ou lugar.

Como decorrência, todo homem que não pautar sua conduta pelo comportamento moral é julgado, discriminado, diferenciado, a ponto de, eventualmen­te, ser até enclausurado, não importando se suas atitudes Ihe pareçam corre­tas. 0 que importa, para aquela sociedade, é que seus procedimentos não coincidem com o conceito histórico e social. É o grito de guerra contra aquela não‑convicção íntima de que as coisas são como são, porque assim deve ser.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   12


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa