Sim e não na hora certa



Baixar 22,84 Kb.
Página1/6
Encontro19.06.2018
Tamanho22,84 Kb.
  1   2   3   4   5   6

CRIANÇARTES ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL

TEXTO DE APOIO

SIM E NÃO NA HORA CERTA!

Pais e educadores dando limite e ouvindo as crianças


(Rosa V. Pantoni)
Quando é preciso colocar limites para as crianças? Muitos pais e educadores ficam inseguros, divididos entre o que é certo e errado, o que é bom e mau. Por medo de estar educando mal, muitas vezes eles ficam divididos, sem saber se devem optar por uma disciplina rígida ou outra sem limites. Mas, afinal, como agir? Como educar colocando o "freio" necessário sem ser autoritário?
Sem medo de dizer "não"
Temos visto cada vez mais crianças cheias de vontades, exigentes, mandonas, que chegam a bater nos pais e, muitas vezes, até nos educadores, a fim de conseguir o que querem.

Nos anos sessenta, surgiu a idéia de que "é proibido proibir". A TV, o rádio, as revistas, os jornais, enfim, os meios de comunicação continuam reforçando essa idéia do "tudo pode". Muitas vezes eles usam termos da psicologia de forma exagerada e sensacionalista, como "essa repressão deixará traumas para a vida toda".

Com medo de serem muito rígidos e prejudicarem o desenvolvimento da criança, muitos pais evitam a todo custo dizer "não", isto é, acabam por não colocar limites no comportamento das crianças. Deixam de ser espontâneos, ficam o tempo todo pensando se isso ou aquilo vai traumatizar seu filho. Dessa forma, a criança não aprende quais são as regras, o que é certo e errado na sua sociedade. Ou melhor, é educada para fazer o que quer, sem respeitar o limite das outras pessoas.

O fato de trabalhar muito e permanecer pouco tempo com a criança pode acentuar esse comportamento dos pais, de deixar a criança fazer tudo. Eles ficam com sentimentos de culpa, especialmente as mães. Receiam decepcionar a criança e, por isso, evitam dizer não, deixando que elas se comportem da forma que quiserem. Ao agir assim, eles impedem que ocorram situações em que a criança possa aprender a tolerar frustrações e estabelecer uma relação de respeito com as pessoas.

Entretanto, ao invés de prejudicar, limites claros e que tenham sentido ajudam a criança a saber como agir. São de fundamental importância para sua educação pois, baseada neles, ela aprende o que se espera dela e o que ela pode esperar dos outros. Isso traz uma sensação de segurança à criança, mesmo quando ela aparenta discordar do limite dado.




Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal