Saúde integral da crinça e


Articulação com o programa de atenção domiciliar



Baixar 455.91 Kb.
Página14/38
Encontro02.12.2019
Tamanho455.91 Kb.
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   38
Articulação com o programa de atenção domiciliar, de forma a prover o cuidado necessário para a criança no seu domicílio, evitando-se a internação hospitalar sempre que possível, garantida a assistência necessária e a continuidade da atenção pela equipe da atenção básica.


O Agente Comunitário de Saúde na atenção à criança
Todas as atividades contidas no cuidado à criança fazem parte do roteiro de abordagem da criança pelo ACS / PACS. A possibilidade de abordagem da criança nos espaços de sua vida cotidiana (domicílio e instituições de educação infantil) ampliam a capacidade de atuação na prevenção de doenças e promoção da saúde e a identificação de necessidades especiais em tempo oportuno, por exemplo, o crescimento e desenvolvimento alterados, desvios na alimentação, imunização e a pronta abordagem da criança com algum sinal de risco ou perigo, conforme descrito no roteiro de visita domiciliar da SMSA. Por meio de ações educativas em saúde nos domicílios e coletividade esta equipe estende o acesso às ações e serviços de informação e promoção social e de proteção da cidadania, além de participar da orientação, acompanhamento e educação específica em saúde.
A Equipe de Apoio na atenção à criança (pediatra):
Em algumas situações de maior risco a criança deverá receber atenção do profissional pediatra como suporte à equipe de saúde da família ou para acompanhamento da criança mais grave; no entanto, deve ser mantido o compromisso de acompanhamento da criança pela equipe de saúde da família, que propicia a continuidade da assistência e a abordagem familiar. Por sua vez o pediatra se insere na atenção com:

  • atuação articulada com a equipe de saúde da família para supervisão sempre que necessário;

  • estabelecimento de mecanismos de educação continuada da equipe em termos de conteúdo e da prática do cuidado em saúde com a criança;

  • atuação como retaguarda para o atendimento das crianças referenciadas pela equipe;

  • assistência à criança nas seguintes situações, desde que esta atuação seja definida e pactuada em conjunto com as equipes de saúde família: recém-nascido prematuro; recém-nascido com Apgar < 7 no 5o minuto; recém-nascido retido na maternidade ou com recomendações especiais à alta; criança desnutrida grave; criança desnutrida em grau moderado que não melhora após 6 meses de acompanhamento; criança com desenvolvimento alterado; criança com doenças congênitas e /ou crônicas; criança com asma moderada e grave; egresso hospitalar por patologia aguda; criança que utiliza os serviços de urgência com freqüência.




Baixar 455.91 Kb.

Compartilhe com seus amigos:
1   ...   10   11   12   13   14   15   16   17   ...   38




©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
Prefeitura municipal
santa catarina
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
ensino fundamental
ensino médio
Processo seletivo
minas gerais
Conselho nacional
terapia intensiva
Curriculum vitae
oficial prefeitura
Boletim oficial
seletivo simplificado
Concurso público
Universidade estadual
educaçÃo infantil
saúde mental
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
educaçÃo física
saúde conselho
assistência social
santa maria
Excelentíssimo senhor
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
outras providências
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
secretaria municipal
Dispõe sobre
Conselho municipal
recursos humanos
Colégio estadual
consentimento livre
ResoluçÃo consepe
psicologia programa
ministério público
língua portuguesa
público federal
Corte interamericana