Releases sobre saúde nas assessorias de imprensa das administrações



Baixar 166,61 Kb.
Página4/9
Encontro17.03.2020
Tamanho166,61 Kb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9
Procedimentos metodológicos

Para realizar esta pesquisa de nível exploratório utilizamos as seguintes etapas metodológicas:

1. Levantamento documental dos press-releases das assessorias de imprensa do ABC no segmento saúde em recorte temporal de um ano, definido como o segundo semestre de 2012 até o final do primeiro semestre do ano de 2013.

2. Análise de conteúdo dos press-releases.

3. Realização de entrevistas com os responsáveis pela produção dos textos, repercutindo o resultado da análise.

Foram levantados 252 press-releases elaborados pelas assessorias de imprensa neste período, sendo 89 da cidade de São Caetano do Sul, 91 de São Bernardo do Campo e 72 da cidade de Santo André. Moreira (In: DUARTE & BARROS, 2005) lembra que a análise documental compreende a identificação, a verificação e a apreciação de documentos para determinado fim. A pesquisadora acredita que, no caso da pesquisa científica, é, ao mesmo tempo, método e técnica. Método porque pressupõe o ângulo escolhido como base de uma investigação. Técnica porque é um recurso que complementa outras formas de obtenção de dados, como a entrevista e o questionário. Moreira (2005, p.272) ressalta:

No âmbito da análise documental, o pesquisador pode deparar-se também com material de fontes primárias: pertencem a essa categoria escritos pessoais; cartas particulares; documentos oficiais; textos legais; documentos internos de empresas e instituições. (MOREIRA, 2005, p.272)

A utilização dessa fonte, de importância fundamental para o estudo, acaba por ser classificada como pesquisa documental, reiterada por Gil (1995, p. 51):

A pesquisa documental assemelha-se muito à pesquisa bibliográfica. A diferença essencial entre ambas está na natureza das fontes. Enquanto a pesquisa bibliográfica se utiliza fundamentalmente das contribuições dos diversos autores sobre determinado assunto, a pesquisa documental vale-se de materiais que não receberam ainda um tratamento analítico, ou que ainda podem ser reelaborados de acordo com os objetos da pesquisa. (GIL,1995, p. 51)

Após levantamento dos press-releases no segmento saúde elaborados pelas assessorias de imprensa das Prefeituras do ABC foi iniciada a etapa de análise de conteúdo. Sugerido por Krippendorf (1990), o método misto de análise de conteúdo pode combinar técnicas qualitativas e quantitativas e sugere algumas etapas para um trabalho sério de análise, entre elas formular uma hipótese ou questão para a pesquisa; definir a população em questão; selecionar uma amostra adequada da população; selecionar e definir as unidades de análise; construir as categorias do conteúdo a ser analisado; estabelecer um sistema de quantificação; treinar os codificadores e conduzir um estudo piloto; codificar o conteúdo de acordo com as definições estabelecidas; analisar os dados coletados; estabelecer conclusões e pesquisar indicações.

Todo o processo de análise de conteúdo dos trabalhos de iniciação científica em Comunicação Social da USCS segue também as etapas sugeridas por Fonseca Junior (2005, p. 290):

A análise de conteúdo organiza-se em três fases cronológicas: (1) Pré-análise: consiste no planejamento do trabalho a ser elaborado, procurando sistematizar as ideias iniciais com o desenvolvimento de operações sucessivas, contempladas num plano de análise; (2) Exploração do material: refere-se à análise propriamente dita, envolvendo operações de codificação em função de regras previamente formuladas. Se a pré-análise for bem-sucedida, esta fase não é nada mais do que a administração sistemática de decisões tomadas anteriormente; (3) Tratamento dos resultados obtidos e interpretação: os resultados brutos são tratados de maneira a serem significativos e válidos. Operações estatísticas (quando for o caso) permitem estabelecer quadros de resultados, diagramas, figuras e modelos. A partir desses resultados, o analista pode então propor inferências. (FONSECA JUNIOR, 2005, p. 290)



Para a análise de conteúdo dos releases, foram definidas as seguintes categorias: Equipamentos, Infraestrutura e Investimentos (Valores aplicados em aparelhos, ferramentas, leitos, materiais, construção de Unidades de Pronto Atendimento, Hospitais ou Postos de Saúde.), Assuntos Interesse ABC e Consórcio Intermunicipal (Notícias regionais, mudanças na secretarias da saúde ou parecer de profissionais da área, pautas de reuniões, tomada de decisões e discussões realizadas em consenso para a melhoria na área para as três cidades), Saúde do Idoso (Cuidado e prevenção de doenças, inclusão, programas de ginástica, natação ou cursos e oficinas e atividades), Dengue - Campanhas de Prevenção e Ações (Cartilhas informativas, ações bairro a bairro com profissionais especializados no assunto e mutirão de prevenção e identificação de focos do mosquito), Saúde Gestante (Cuidados e acompanhamento exclusivo com médicos da rede, acompanhados por palestras e material informativo sobre riscos presentes em uma gravidez), Campanhas, Ações e Eventos Anti Tabagismo (Material informativo sobre danos causados pelo cigarro, possíbilidade de envolvimento com outras drogas por meio do vício e programa de melhoria na qualidade de vida), Verbas e Investimentos (Valores fornecidos pelo Governo Federal e Estadual para a ampliação e manutenção de campanhas, projetos, infraestrutura, profissionais e desenvolvimento da cidade em termos de Índice de Desenvolvimento Humano e Redução da Taxa de Mortalidade), PSF - Programa Saúde da Família (Apoio total a família em termos sociais, tanto psicologicamente quanto física), Campanha, Ações e Prevenção a Alcoolismo e Drogas (Projetos sociais de reabilitação a ex usuários de drogas, apoio ao AA Alcólicos Anônimos, Material institucional e grupos de apoio e conscientização dos malefícios que as drogas podem trazer como por exemplo o PROERD), Pesquisas e Apontamentos de Números (Análises econômicas dos investimentos na área da saúde ou em áreas diretamente relacionadas com a mesma), Campanhas, Ações e Eventos - HIV e DST's, Palestras (Todas as informações disponibilizadas para a prevenção ou cuidado com doenças sexualmente transmissíveis e atenção especial a conscientizar sobre o quanto tais doenças podem afetar a vida, não só das vítimas, mas também de sua família e amigos), Cursos, Eventos e Ações a Prevenções de Doenças (Eventos educativos desenvolvidos para a melhoria na qualidade de vida, com ensinos e práticas para cuidado ou prevenção de diversas doenças), Vacinação - Campanhas e Ações (Eventos sobre a importância da vacina e prevenção total a doenças há muito conhecidas e mutirões), Atenção Diferenciada a Saúde da Mulher, Campanhas, Ações e Eventos sobre Odontologia (Ações em escolas, palestras e eventos para conscientizar sobre os perigos sobre doenças como câncer bucal e a importância do cuidado com os dentes e a higiene), Ginástica e Qualidade de Vida (Academias ao ar livre, centros de treinamento para todas as faixas etárias, praças e parques da cidade onde é possível desenvolver atividades físicas ou passeios agradáveis), Gestão Passada (Reclamações, críticas, sugestões e assuntos econômicos sobre a forma como a cidade foi administrada na gestão passada e o impacto da mesma na administração atual), Assuntos relacionados a Crianças e Adolescentes (Atividades, escolas, centros de especialização e assuntos sociais interligados com a área da saúde), Inclusão Social - Deficiências e Transtornos (Ações e decisões tomadas para a melhoria continua em relação a assuntos de inclusão e auxílio ao deficiente), Campanhas, Ações e Eventos sobre Oftalmologia e Palestras (Ações em escolas, palestras e eventos para conscientizar sobre a importância do cuidado com a visão e doenças, genéticas ou não), Cursos, Eventos e Ações a Prevenções e Tratamento do Câncer (Informações sobre o que é a doença e como funciona, quais as maneiras de tratá-la e acompanhamentos psicológico para a superação da mesma).

Na última etapa da pesquisa, após a tabulação e a obtenção de dados parciais, os pesquisadores entraram em contato com os assessores de imprensa responsáveis pela produção do material estudado para repercutir os dados e extrair impressões sobre os textos por eles elaborados. Para tanto, foi enviado questionário com as questões a seguir:






Compartilhe com seus amigos:
1   2   3   4   5   6   7   8   9


©psicod.org 2020
enviar mensagem

    Página principal
Universidade federal
santa catarina
Prefeitura municipal
processo seletivo
concurso público
conselho nacional
reunião ordinária
prefeitura municipal
universidade federal
ensino superior
Processo seletivo
ensino fundamental
Conselho nacional
terapia intensiva
ensino médio
oficial prefeitura
Curriculum vitae
minas gerais
Boletim oficial
educaçÃo infantil
Concurso público
seletivo simplificado
saúde mental
Universidade estadual
direitos humanos
Centro universitário
Poder judiciário
saúde conselho
educaçÃo física
santa maria
Excelentíssimo senhor
assistência social
Conselho regional
Atividade estruturada
ciências humanas
políticas públicas
catarina prefeitura
ensino aprendizagem
outras providências
recursos humanos
Dispõe sobre
secretaria municipal
psicologia programa
Conselho municipal
Colégio estadual
consentimento livre
Corte interamericana
Relatório técnico
público federal
Serviço público
língua portuguesa