Relatório Técnico Científico Período: agosto 2016/ julho 2017



Baixar 51,64 Kb.
Página1/7
Encontro10.03.2018
Tamanho51,64 Kb.
  1   2   3   4   5   6   7


Universidade Federal do Pará

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação

Diretoria de Pesquisa


Programa Institucional De Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC : CNPq, CNPq/AF, UFPA, UFPA/AF, PIBIC/INTERIOR, PARD, PIAD, PIBIT, PADRC e FAPESPA

Relatório Técnico - Científico
Período: agosto 2016/ julho 2017

(X) Parcial

( ) Final
Identificação do Projeto
Título do Projeto de Pesquisa: Análise Comportamental Aplicada ao Autismo
Nome do Orientador: Romariz da Silva Barros
Titulação do Orientador: Doutor
Faculdade: Psicologia
Instituto/Núcleo: Núcleo de teoria e Pesquisa do Comportamento
Título do Plano de Trabalho: Sistema on-line de aprendizagem: Efeitos sobre o desempenho de cuidadores na aplicação de programas de ensino através de tentativas discretas.
Nome do Bolsista: Jade Louise Santiago Rodrigues

Tipo de Bolsa: (X) PIBIC/ CNPq

Classificação do trabalho na Tabela de Áreas do Conhecimento no CNPq.

Grande-área: Ciências Humanas

Área: Psicologia

Sub-área: Psicologia Experimental


O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) é um transtorno caracterizado por déficits nas habilidades que envolvem interação e comunicação social, interesse restrito e a emissão de comportamentos estereotipados (APA, 2013). A incidência de casos vem apresentando um crescimento significativo – 1 em cada 68 crianças (Center of Disease Control, 2012), o que estabelece uma maior demanda de profissionais treinados para atender esta população.

Formas de intervenção baseadas em Análise Comportamental Aplicada (do inglês Applied Behavior Analysis - ABA) vêm sendo usadas no tratamento do autismo e demonstrado sua eficácia para a aquisição de comportamentos alvos e redução de comportamentos inadequados (National Autism Center, 2009). Lovaas (1987) destacou-se a partir da proposta de um modelo de intervenção (Early and Intensive Behavioral Intervention – EIBI), que tem como bases a precocidade (intervenção iniciada partir dos dois ou três anos de idade), a intensidade (carga horária de 30 a 40 horas semanais) e a duração (pelo menos dois anos de intervenção).

Mesmo com a sua eficácia comprovada, o uso de EIBI demanda um alto custo financeiro e uma grande quantidade de pessoas envolvidas no tratamento, o que pode comprometer a sua aplicação em larga escala. Um dos arranjos de contingências mais utilizados na área, o Ensino por Tentativas Discretas (do inglês Discrete Trial Teaching – DTT) para ser implementado com alta integridade, necessita de treino especializado (Smith, 2001), o que também demanda uma carga horária extensa de ensino presencial. São exemplos de aspectos da intervenção analítico-comportamental ao autismo nos quais fica clara a alta demanda de tempo e recursos o que pode dificultar a disseminação desta intervenção para maiores parcelas da população.

Uma das alternativas propostas como forma de reduzir essas dificuldades é o treino via cuidadores (O'Dell, 1974). A partir desta modalidade, é possível reduzir demanda por recursos e possibilitar uma maior generalidade das habilidades adquiridas. Neste sentido, cuidadores também têm sido ensinados a utilizar arranjos de contingências como o DTT (Crockett, Fleming, Doepke, & Stevens, 2007; Lafasakis & Sturmey, 2007). Entretanto, apesar de os cuidadores conseguirem implementar programas de intervenção com alta qualidade, uma dificuldade ainda restante é a grande demanda de tempo para a realização deste tipo de treinamento (cf. Borba, 2014; Ferreira, Silva, & Barros, 2016).

Com o objetivo de reduzir a carga horária para o ensino de cuidadores, Barboza, Silva, Barros e Higbee (2015) utilizaram um procedimento com videomodelação instrucional como forma de ensinar 3 cuidadores a aplicar programas de ensino com suas crianças. Após o fim do procedimendo, os pais atingiram pelo menos 80% de precisão na execução dos programas, demonstrando assim a eficácia deste método, além de tornar possível a redução de carga horária, já que todo o procedimento foi feito em uma média de 6 horas. Os autores sugerem a necessidade de aprimoramento deste tipo de tecnologia para que a intervenção seja disseminada para parcelas maiores da população.

Sendo assim, como uma forma de dar continuidade a esta linha de pesquisa, o presente projeto tem como objetivo avaliar os efeitos da exposição de cuidadores de crianças com autismo a um sistema on-line de aprendizagem para aplicação de programas de ensino no modelo de tentativas discretas.





Compartilhe com seus amigos:
  1   2   3   4   5   6   7


©psicod.org 2017
enviar mensagem

    Página principal